Criado para fiscalizar o Poder Judiciário, CNJ diz que não pode suspender pagamento previsto em lei (Foto: Divulgação) O Conselho Nacional de Justiça sepultou, pela 2ª vez, ação contra o pagamento de licença-prêmio aos juízes e desembargadores do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. De acordo com o autor da ação, Joel de Carvalho Moreira, incluindo os retroativos,…

    Brasil

    Opinião