O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul emitiu alertas e cobra providências de empregadores para a proteção dos trabalhadores do setor. A entidade publicou nota onde são informados casos de covid-19 no jornal Correio do Estado e na TV Interativa (Band MS).

Na nota, o presidente do SinjorMs, Walter Gonçalves, apontou que os empregadores devem informar as providências para evitar novas contaminações e quais são as medidas de higiene estabelecidas nos veículos de comunicação. Também já foram registrados casos na TV Campo Grande e na assessoria de comunicação do Governo do Estado.

Veja mais:

Pandemia bate novo recorde com mais 379 casos e MS envia testes para laboratório de SP

Boletim Covid O Jacaré: Paraguai retoma 83% da economia e resiste à pressão da Igreja

Com avanço do coronavíurs, Saúde já admite falta de leitos de UTI e atrasa resultado de testes

Paraguai reforça instruções de sanidade em aldeias indígenas

Funcionários da saúde do Paraguai iniciaram um protocolo de visitas a comunidades indígenas para reforçar instruções sobre medidas de higiene preventivas à contaminação pelo novo coronavírus. O trabalho inclui visitas domiciliares onde, além das orientações sobre a pandemia (lavar as mãos, usar máscara e manter o isolamento), são aplicados testes para HIV, sífilis, hepatite B e doença de chagas.

Pesquisa chinesa aponta transmissão do coronavírus no ar de descargas

A transmissão do Sars-Cov-2, o coronavírus causador da covid-19 pelo esgoto foi comprovada em pesquisas realizadas na China, Rússia, Itália, Estados Unidos e Brasil. Os estudos apontaram que locais onde há concentração de doentes, como hospitais, asilos e clínicas oferecem maior risco para a transmissão do vírus devido à quantidade de pessoas infectadas em tratamento.

Agora, uma pesquisa chinesa revela que o novo coronavírus permanece suspenso no ar após descargas de dejetos. Ou seja, pessoas contaminadas e que usem banheiros compartilhados podem transmitir o vírus, que fica suspenso no ar mesmo após a ação da descarga de água sobre as fezes. Com a pesquisa, os cientistas nomearam os banheiros como mais um meio de transmissão do novo coronavírus.

Cochabamba retoma quarentena após saturação de hospitais

A cidade boliviana de Cochabamba terá que retornar à quarentena rígida a partir da próxima semana após as autoridades locais verificarem a saturação dos hospitais por conta do elevado número de casos de covid-19. O novo período de quarentena ficou estabelecido ,entre os dias 24 de junho e 5 de julho, após avaliação da prefeitura de Cochabamba às recomendações do departamento de saúde local.

Foram registrados 1.957 casos de covid-19 e 37 mortes pela doença na cidade. A Bolívia acumula 19.883 casos e 657 mortes pela doença.

Fazemos o boletim covid-19 porque:

O Boletim Covid-19 de O Jacaré tem como objetivo ajudar a compreender a extensão da emergência sanitária no Brasil e no mundo. Em dezembro de 2019, as autoridades de saúde chinesa informaram a OMS (Organização mundial de Saúde) sobre o surto de uma nova doença, que foi nomeada posteriormente de covid-19. Desde então foram registrados casos em 216 países.

Os dados sobre casos e mortes são fornecidos pela Universidade Johns Hopkins, mas podem não representar a totalidade por conta da subnotificação registrada em muitos países, como o Brasil, que mudou a sistemática de divulgação dos indicadores relativos à covid-19.