Senadora enfrenta a fúria dos bolsonaristas após lembrar Bolsonaro que artigo também prevê o impeachment do presidente da República (Foto: Arquivo)

A senadora Simone Tebet (MDB) saiu em defesa de Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso neste sábado (14). Ela recorreu às redes sociais para responder a Jair Bolsonaro (sem partido), que anunciou o pedido formal ao Senado a abertura de processo por crimes de responsabilidade contra os magistrados. A emedebista avisou que o impeachment do presidente da República vem antes dos ministros do Supremo Tribunal Federal na Constituição Federal.

A polêmica começou com postagem de Bolsonaro, irritado com a prisão do presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson. Condenado no escândalo do Mensalão, o ex-deputado foi preso ontem por determinação do ministro Alexandre de Moraes por atentar contra a democracia.

Veja mais:

Sem cargo oficial, Simone Tebet brilha na CPI da Covid e ganha destaque na mídia nacional

“Caiu por terra discurso de que não havia corrupção no Governo Bolsonaro”, diz Simone

Apenas Simone assina CPI para investigar ações do Governo no combate à pandemia

Mesmo com aval de 3 candidatos, Simone perde para aliado de Bolsonaro e encolhe em 2022

Em postagem no Twitter, Bolsonaro anunciou que vai pedir, na segunda-feira (16), ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM), a abertura de processo contra Moraes e Barroso com base no inciso II do artigo 52 da Constituição, que prevê a abertura de processo de impeachment contra integrantes da suprema corte por crimes de responsabilidade.

Simone respondeu Bolsonaro: “Presidente vai mesmo pedir ao Senado o impeachment de ministros do STF? Quem pede pra bater no ‘Chico’, que mora no Inciso II, artigo 52, da CF, se esquece de que o ‘Francisco’ habita o Inciso I, do mesmo endereço”, tuitou a senadora, que ensaia ser candidata a presidente da República pelo MDB.

O artigo 52 da Constituição define que compete privativamente ao Senado a abertura de processo contra autoridades com foro privilegiado. O inciso I se refere ao presidente da República, vice-presidente e ministros de estado. Já o II é relativo aos ministros do Supremo. A postagem da senadora teve mais de 10,2 mil curtidas, 300 comentários e 1,4 mil retweets.

Em reposta a um eleitor, a parlamentar explicou didaticamente o processo contra o presidente. “O impeachment do Presidente da República é um processo político-jurídico. A Câmara admite o pedido e o Senado julga. Cabe exclusivamente ao presidente da Câmara acolher o pedido e iniciar o processo. Já no caso de impeachment de Ministro do STF, o processo ocorre apenas no Senado”, disse.

A maior parte dos comentários são de bolsonaristas enfurecidos com a resposta de Simone. “A sra é muito má! A única conclusão que tenho ao ler esse seu post. Mas não tem problema senadora, seu tempo está acabando e o povo não lhe esquecerá. A sra é a decepção em forma pura! Ele irá pedir sim, sabe por que? Por q é melhor do que todos vocês, urubus, que rodeiam o povo”, comentou Marcelina.

“Poderia me explicar qual o crime cometido pelo presidente? Por os crimes cometidos por Alexandre de Morais e Barroso, até o cachorro lá de casa sabe?”, reagiu João Germano.

Postagem da emedebista vem repercutindo no Twitter (Foto: Reprodução)

“Simone vc é vergonha pro povo brasileiro com esse raciocínio ridículo. é barganha de impeachment? Quando tiver real crime (nas 4 linhas da CF) contra Bolsonaro a não ser curandeirismo, pode pautar o impeachment dele, agora o povo esta mandando: #ImpeachmentAlexandreDeMoraes”, postou o Outsider3030.

“Campanha #DemitaUmParlamentar: demitam esta hipócrita que se calou perante os desmandos do Boca de Veludo e do Xandão qdo eles interferiram e interferem diretamente no Parlamento e cerceiam nossas liberdades!!”, postou Jordânia. “Essa aqui não cansa de passar vergonha né”, afirmou Maike.

Mas teve aplauso a emedebista. “Parabéns senadora @SimoneTebetms. Sempre com suas ponderações lúcidas, sábias e sensatas. Não é por simples razão que seu nome deve ser considerado para uma via de opção para o Brasil sair da estagnação e do atraso. #SimoneTebet”, comentou Sebas.

“A melhor resposta dada, porém acredito que não entenderá”, comentou Edison Rasteli. “Power Woman! Mais corajosa que o presidente do Senado e Camara, que nao passam de #cumplices #BolsonaroCorruptoNaCadeia”, postou Nani Almeida.