Lotérica chegou a ser fechada por não respeitar quarentena: funcionamento volta ao normal amanhã (Foto: Arquivo)

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) acatou a determinação de Jair Bolsonaro (sem partido) e anunciou a reabertura de lotéricas, restaurantes e igrejas em Campo Grande. Os estabelecimentos foram fechados como parte da estratégia de combater a pandemia do coronavírus. No entanto, decreto do presidente da República, publicado nesta quinta-feira (26), classificou os serviços como atividades essenciais.

Em live na tarde de hoje, Marquinhos afirmou que irá discutir a reabertura gradual do comércio e a retomada do transporte coletivo. Em pronunciamento polêmico na terça-feira, Bolsonaro criticou a quarentena imposta pelos prefeitos e governadores, que poderiam levar ao colapso da economia, mas seguiam as recomendações da OMS (Organização Mundial de Saúde).

Veja mais:

Bolsonaro causa indignação em MS ao tentar “cancelar pandemia do coronavírus” no grito

Com 14 casos confirmados, Marquinhos manda bares e restaurantes fecharem às 22h na Capital

Pandemia agrava crise, eleva desemprego e fome volta a ser pesadelo às famílias na Capital

A prática fará a diferença para decidir quem vai viver ou perecer à pandemia da Covid-19

O prefeito fez questão de deixar claro que não era a favor de reabrir os estabelecimentos, mas estava cumprindo a determinação do presidente da República. “Bolsonaro teve 77% dos votos na nossa cidade”, justificou Marquinhos. No entanto, ele destacou que disciplinaria a retomada das atividades.

Conforme o decreto publicado em edição extra do Diário Oficial, as lotéricas e restaurantes podem ser reabertos a partir desta sexta-feira (27). As casas lotéricas deverão funcionar das 8h às 18h e fornecer luvas e máscaras para os funcionários. Os clientes deverão respeitar a distância de 1,5 metro um do outro. As unidades deverão realizar higienização completa e frequente.

Marquinhos Trad entregou alimentos para os trabalhadores da Unidade de Triagem (Foto: Divulgação)

Os restaurantes poderão reabrir amanhã (27), mas com apenas 30% da lotação máxima. Os funcionários deverão estar com máscaras e luvas. A higienização deverá ir dos utensílios a máquina de cartão. A distância entre as mesas deverá ser de dois metros e poderá funcionar das 8h às 22h.

As indústrias também podem voltar a funcionar nesta sexta-feira, mas com o fornecimento de álcool gel 70% para os funcionários usarem de duas em duas horas, termômetro com infravermelho para aferição da temperatura corporal dos trabalhadores e afastar todos os integrantes do grupo de risco.

As igrejas de todas as denominações poderão reabrir as portas para cultos, missas e celebrações a partir de segunda-feira (30). O horário de abertura será das 6h às 19h30. Os estabelecimentos deverão fornecer álcool gel e termômetro com infravermelho (recomendável) para ferir a temperatura dos fieis na entrada.

O Conselho de Pastores de Campo Grande deverá seguir a recomendação de Marquinhos e retomar os cultos presenciais a partir de segunda-feira. Já a Igreja Católica deverá manter suspensas as missas e grupos de orações até a Páscoa.

O arcebispo Dom Dimas Lara Barbosa discutiu com o Conselho Presbiteral e decidiu seguir as recomendações do Papa Francisco. A Santa Sé, localizada no epicentro da pandemia na Europa, com mais de 80 mil casos e 8 mil mortos na Itália, vem orientando a manter as celebrações pelas redes sociais.

Veja as regras para as igrejas

  • realizar a higienização completa do local, antes e após cada utilização;
  • espeitar o limite de lotação de 1 pessoa a cada 10m² no salão de uso público, mantendo ainda distanciamento mínimo de 1,5m entre cada pessoa, conforme nota técnica e protocolos de segurança expedidos pela Organização Mundial de Saúde – OMS e Ministério da Saúde;
  • manter local com oferecimento permanente de produtos para higienização das mãos, com água e sabão e, se possível, álcool 70º;
  • se possível, realizar a aferição de temperatura corporal na entrada do estabelecimento, mediante utilização de termômetro infravermelho;
  • aqueles que não se encontrarem com a temperatura corporal dentro da normalidade, ou seja, que apresentarem estado febril deverão ter a entrada recusada;
  • manter o lugar totalmente arejado, com todas as janelas e portas abertas;
  • fixar cartazes informativos e educativos para prevenção da disseminação do novo coronavírus (COVID-19);
  • horário máximo de funcionamento será das 06:00 às 19:30 horas

O prefeito também liberou, a partir de segunda-feira, as obras da construção civil. Na quarta-feira, o dono de um apartamento no Jardim dos Estados ingressou com ação na Justiça para burlar a quarentena e retomar a reforma da cobertura, que deveria ser concluída em duas semanas. Ele argumentou que os operários tinham equipamentos de proteção e álcool gel. A Justiça não se manifestou sobre o pedido de liminar.

Construção civil poderá retomar obras a partir de segunda-feira (Foto: Divulgação)

A reabertura das igrejas também foi defendida pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Primo do prefeito, ele destacou que a quarentena estava desarrumada e era preciso ser repactuada.

Por outro lado, o prefeito adotou barreira sanitário no Aeroporto Internacional de Campo Grande. A partir desta sexta-feira, a prefeitura irá aferir a temperatura corporal dos passageiros e adotar as medidas de quarentena com quem apresentar os sintomas da Covid-19.

Campo Grande conta com 23 casos confirmados da doença, sendo o último um bebê de três meses. Não houve o registro de óbitos. Mais dois casos foram registrados em Ponta Porã e Sidrolândia.

“Não vai ter economia nem dinheiro que vai sobrepor ao valor da vida. O primeiro ponto da minha gestão vai ser defender a vida”, enfatizou Marquinhos. Por enquanto, lojas, shoppings e o transporte coletivo continuam suspensos.

Posted by Marquinhos Trad on Thursday, March 26, 2020