MS

Para conter pandemia, Reinaldo proíbe aglomerações e fecha comércio e bares até dia 4

Comércio fica fechado na Capital até o dia 4 de abril (Foto: Marcos Ermínio/Midiamax)

Decreto do Governo do Estado determina o fechamento do comércio, bares, restaurantes e balneários e centros de lazer, entre outros, de amanhã até o Domingo de Páscoa (4) nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul. O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) manteve o funcionamento da indústria e igrejas, mas antecipou o toque de recolher para as 16h nos finais de semana.

O tucano acatou as recomendações feitas pelos especialistas e autoridades, que exigiam ações mais restritivas para conter a propagação do coronavírus. No decreto, Reinaldo citou o risco extremo apontado pelo Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia) e pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz).

Veja mais:

Marquinhos antecipa feriados e fecha tudo na Capital por uma semana para conter pandemia

Lockdown volta a ser apontado como única saída para conter pandemia na Capital

Além disso, ele citou a ascensão da transmissibilidade da covid-19, a taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), que chegou a 106% nos estabelecimentos públicos e privados, e o grande número de óbitos. Apesar do protesto dos empresários, o governador não encontrou teve alternativa.

Conforme o decreto, os estabelecimentos comerciais, empresas e profissionais liberais deverão suspender as atividades a partir desta sexta-feira até o dia 4 de abril. Na prática, a medida estenderá o feriadão na Capital, que já está em vigor desde segunda-feira (22) até a Páscoa.

O toque de recolher foi prorrogado pelo mesmo período e valerá das 20h às 5h de segunda a sexta-feira e a partir das 16h aos sábados e domingos. Neste período, o governador proíbe a circulação de pessoas e veículos.

No entanto, o decreto de Reinaldo não atinge a indústria, frigoríficos, construção civil, usinas de açúcar, frigoríficos, curtumes, cartórios, correios, postos de combustíveis, hipermercados, supermercados, mercados, hotéis e pousadas, entre outros. O decreto proíbe a abertura de conveniências durante o toque de recolher.

“As restrições estabelecidas neste Decreto estendem-se a quaisquer atividades, eventos, reuniões e festividades, em espaços públicos ou em espaços privados de acesso ao público ou de uso coletivo, que possam acarretar aglomeração de pessoas, ficando vedado o funcionamento de locais como centros esportivos, balneários, clubes, salões e afins”, determinou o tucano, proibindo qualquer tipo de aglomeração no Estado.

As igrejas poderão funcionar, mas deverão seguir as recomendações da Organização Mundial de Saúde, como evitar aglomerações, usar máscaras e adotar o distanciamento social. A decisão agrada a igreja católica, que já tinha promovido as celebrações da Semana Santa e Páscoa no ano passado de forma virtual.

De acordo com o decreto, a população deverá denunciar o descumprimento do decreto através do número 190, da Polícia Militar. Mato Grosso do Sul segue o exemplo de outros estados, como São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

Atualmente, o Estado está com 205.712 casos confirmados, sendo 187.815 recuperados e 1.092 internados, sendo 479 em leitos de UTI. A taxa de ocupação dos leitos intensivistas é de 108%. O número de óbitos é de 3.915 até ontem.

Reinaldo diz que seguiu recomendações do Prosseguir e da Fiocruz (Foto: Divulgação)
Compartilhar
Publicado por
Edivaldo Bitencourt

Posts recentes

  • MS

Mandetta patina e Simone tem 0,7% para presidente; instituto testa potencial de senadora

Na primeira pesquisa nacional, Simone ficou com menos de 1% no cenário mais provável (Foto:… Ler mais

29/07/2021
  • MS

PF investiga movimentação atípica de R$ 4 mi de Polaco e assombra outros alvos da Vostok

Depoimento de Polaco ocorreu na tarde de ontem na PF em Campo Grande (Foto: Leonardo… Ler mais

29/07/2021
  • MS

MPE não vê novas provas e opina pela manutenção de oito anos de prisão de Gilmar Olarte

Ex-prefeito da Capital está preso desde maio e tenta anular sentença, mas MPE diz que… Ler mais

29/07/2021
  • MS

De olho na presidência, Mandetta imita Lula e fará tour pelo Nordeste em agosto

Mandetta vai fazer tour pelos estados do Nordeste em busca de viabilidade para disputar a… Ler mais

28/07/2021
  • MS

Grupo americano entra na luta contra construtora da casa de Giroto por contrato do Aquário

Contrato milionário do Aquário para na Justiça e mantém ameaça de travar obra emblemática e… Ler mais

28/07/2021
  • MS

Após TJ livrar juiz por falta de quórum, CNJ vai investigar Aldo por venda de sentença

Corregedora-nacional de Justiça, ministra Maria Thereza, não concordou com decisão do TJ e abriu procedimento… Ler mais

28/07/2021

This website uses cookies.