Carreata pela região sul da Capital foi a menor realizada até o momento contra Bolsonaro (Foto: Giovanni Coletti)

Cerca de 300 veículos, conforme a organização, participaram da 5º carreata pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e a favor de vacina para todos. A manifestação começou na Avenida Gury Marques e percorreu os bairros da região sul da Capital, como Los Angeles, Paulo Coelho Machado e Moreninhas.

A participação foi a menor entre as cinco carreatas. A primeira teve 400 carros, conforme estimativa dos organizadores, enquanto a 2ª reuniu aproximadamente 2 mil veículos. No entanto, a participação menor não desanimou a Frente Fora Bolsonaro em Mato Grosso do Sul.

Veja mais:

Apoio a 3ª megacarreata contra Jair Bolsonaro nos bairros surpreende organizadores

Inflamada com deboche de Bolsonaro, frente convoca 3ª carreata pelo impeachment

Guarda Municipal tenta, mas não impede 2ª megacarreata pelo impeachment de Bolsonaro

“Tivemos uma ótima adesão, com muitas bandeiras VACINA JÁ! AUXÍLIO EMERGENCIAL JÁ! FORA BOLSONARO! IMPEACHMENT JÁ!”, avaliou o coordenador geral do movimento, André Lage. “A população nos bairros nós recebeu muito bem”, comentou.

O grupo propõe o afastamento de Bolsonaro por causa das ações do presidente no combate à pandemia da covid-19, que foi desde minimizar a gravidade da situação até combater a aplicação da vacina. Também responsabilizam o Governo federal pela falta de oxigênio no Amazonas, que causou colapso no sistema de saúde de Manaus.

A frente também cobra a retomada do pagamento do auxílio emergencial para os desempregados, trabalhadores autônomos e pobres, que estão sofrendo com a crise financeira causada pelo coronavírus. O Governo pagou várias parcelas no ano passado, que oscilaram entre R$ 300 e R$ 600.

Os gastos de Bolsonaro com alimentação, que somaram R$ 1,8 bilhão no ano passado, também foram usados para inflar a revolta. Conforme o site Metrópoles, somente com a compra de leite condensado foram gastos R$ 15 milhões, enquanto outros R$ 2 milhões com chicletes.

As carreatas ocorreram neste fim de semana em vários lugares do Brasil. No entanto, o movimento pelo impeachment perdeu força com a eleição dos aliados de Bolsonaro no Congresso Nacional. Na Câmara dos Deputados, o eleito foi o deputado Arthur Lira (PP), um dos expoentes do Centrão, enquanto Rodrigo Pachedo (DEM) sagrou-se vencedor no Senado.

Como a pandemia ainda está forte, os organizadores optaram por realizar carreatas para manter o distanciamento social e manter alta a temperatura contra o Governo. Eles só pretendem realizar manifestações quando não houver mais risco de propagação do novo vírus.

Sobre os próximos passados da Frente Fora Bolsonaro, André Lage explicou que o grupo vai se reunir para fazer avaliação e decidir os próximos passos.

Deputado Pedro Kemp participou de carreata pelo impeachment e a favor de vacina para todos (Foto: Giovanni Coletti)