Primeira carreata superou expectativas e deixou grupo animado para 2ª amanhã (Foto: Arquivo)

Animado com o resultado da primeira manifestação, a Frente Fora Bolsonaro organiza a 2ª carreata a favor do impeachment do presidente da República em Campo Grande. Impulsionado pela comoção causada pelas mortes por falta de oxigênio em Manaus (AM) e trapalhadas do Governo na aquisição de vacina contra a covid-19, a mobilização espera dobrar a participação de veículos no protesto previsto para este sábado (23), a partir das 10h, nos altos da Avenida Afonso Pena.

De acordo com a advogada Giselle Marques, coordenadora geral do movimento Juristas pela Democracia, a primeira manifestação foi organizada de improviso e em menos de 48 horas. “Nessa agora, tivemos uma semana (para organizar) e houve a adesão de várias entidades da sociedade social”, explicou.

Veja mais:

Grupo pede para candidato à presidência da Câmara pautar impeachment de Bolsonaro

Megacarreata pede impeachment de Bolsonaro após mortes por covid-19 e calamidade no AM

Bolsonaro reverte avaliação e termina ano com aprovação de 42,82% no Estado, diz Ranking

“Reunimos mais forças e a expectativa é de dobrar o nosso movimento nesta próxima mobilização”, afirmou André Lage, coordenador da Frente Fora Bolsonaro em Mato Grosso do Sul. A mobilização conta com o aval de advogados, profissionais liberais, cinco partidos políticos, sindicatos e movimentos sociais.

A primeira carreata foi organizada apenas por meio de aplicativos de mensagens. Mesmo com contratempos, como a realização do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) que obrigou o grupo a mudar o trajeto, o evento atraiu 450 carros, conforme estimativa dos organizadores. Os aliados de Bolsonaro, como sites conservadores e seguidores nas redes sociais, afirmaram que a manifestação foi um fracasso e atraiu pouca gente.

Um dos principais focos da carreata é o impeachment de Bolsonaro. Atualmente, conforme o movimento, há 60 pedidos de afastamento do presidente do cargo na Câmara dos Deputados. Além disso, a mobilização pede a prorrogação do auxílio emergencial para ajudar desempregados e trabalhadores autônomos durante a pandemia, plano nacional de vacinação contra a covid-19 e ações efetivas de combate à pandemia.

A concentração está prevista para as 10h da manhã, com previsão da carreata sair às 11h, em frente a Cidade do Natal. O itinerário previsto é percorrer as vias: Afonso Pena, Padre João Crippa, Maracaju, Calógeras e Afonso Pena. A dispersão está prevista para a Praça Ary Coelho, mas sem ato para evitar aglomeração.

Os organizadores enfatizam que é obrigatório o uso de máscara e o distanciamento social. O objetivo é deixar claro a diferença em relação a Bolsonaro, que critica o distanciamento social, incentiva as aglomerações e não faz questão de usar máscara.

Além de carros, de acordo com Giselle Marques, um grupo de ciclistas deverá participar do movimento neste sábado. “Cada participante pode produzir e levar camiseta, cartaz, faixa, apitos e panelas”, orienta

Propaganda do movimento a favor do impeachment do presidente Bolsonaro (Foto: Divulgação)

Desta vez, o movimento não ficará restrito a Campo Grande. Adversários e ex-aliados do presidente estão convocando atos para amanhã em várias cidades.

Nos primeiros dois anos, O Jacaré acompanhou todas as manifestações a favor do presidente da República, Jair Bolsonaro. A última ocorreu durante a pandemia e foi liderada pelo deputado Capitão Contar (PSL). Agora, a mobilização contra tem a participação de Pedro Kemp (PT).