O senado da Bolívia transferiu para a Saúde os recursos que, antes, seriam destinados à campanha eleitoral. As eleições no país estão marcadas para o dia 6 de setembro e, desta vez, não contarão com dinheiro público. No total, serão transferidos US$ 5,1 milhões para combater a pandemia de covid-19.

A Bolívia já registrou 45.565 casos e 1.702 mortes. A norma foi enviada para promulgação do poder Executivo. Ao contrário, o Brasil descartou transferir R$ 2 bilhões do fundo previsto para as eleições deste ano para combater o novo vírus.

Veja mais:

Capital tem 961 infectados em quatro dias; MS tem 2º maior pico de novos casos e mais sete óbitos

Boletim Covid O Jacaré: Covid matou 25 pessoas que não tinham doenças pré-existentes em MS

Com alta em internações e mortes, Capital pode restringir bares e antecipar toque de recolher

Agente penitenciário paraguaio morre de covid após atuar em prisão com 500 infectados

O Ministério da Justiça do Paraguai informou neste sábado que um agente penitenciário morreu em decorrência da covid-19 no Hospital Respiratório Integrado do Alto Paraná. Antonio González Lugo tinha 57 anos e há 20 atuava no sistema penitenciário e era Superior da Guarda do grupo II da Penitenciária da Ciudade del Este. Na unidade há 500 detentos contaminados e um está em tratamento em uma UTI, conforme a Secretaria de Estado de Saúde do Paraguai. Oficialmente, o Paraguai registrou 2.736 cados de covid-19 e 20 mortos pela doença.

Como garantir a recuperação após vencer a covid-19?

A UTI ficou para trás. O medo, contudo, ainda permanece diante da fragilidade do organismo após vencer a batalha contra o novo coronavírus. E agora, como fortalecer o corpo voltar à ativa? Os conselhos da Academia Russa de Ciência estão na revisão de hábitos de saúde e indicam: abandonar o tabagismo por meio do fumo físico ou do narguilé.

Na parte médica, o essencial é buscar a reabilitação do trato respiratório, a prática de exercícios físicos e o acesso a uma dieta equilibrada. Os alimentos que ajudam a recuperar são, principalmente, os que contém fibras e antioxidantes, como as frutas e vegetais.

Espanha mantém 7,2 mil marroquinos presos na fronteira desde março

São trabalhadores rurais de origem marroquina que vão todos os anos à Espanha para auxiliar na colheita das frutas. Todos ficarão retidos até o dia 14 de julho, quando o governo espanhol vai relaxar o acesso às fronteiras. A maioria dos trabalhadores é do sexo feminino e não têm permissão para voltar para casa por conta da pandemia de covid-19.

Em campos específicos, os agricultores afirmam que têm fome e passam por privações básicas, quando já deviam estar com a família no Marrocos. Quando, finalmente, tiverem a autorização para voltar, serão submetidos a testes para identificação do Sars-CoV-2 para contaminação ou imunização.

Fazemos o boletim covid-19 porque:

Em dezembro de 2019, as autoridades de chinesas de informaram a OMS (Organização mundial de Saúde) sobre o surto de uma nova doença, que foi nomeada posteriormente de covid-19. Em 11 de março, a OMS anunciou que as infecções atingiam proporções epidêmicas. Os dados sobre casos e mortes são fornecidos pela Universidade Johns Hopkins, mas podem não representar a totalidade por conta da subnotificação registrada em muitos países, como o Brasil, que mudou a sistemática de divulgação dos indicadores relativos à covid-19.

Quer ajudar a fazer o boletim covid-19 do Jacaré? Mande sua dúvida que vamos responder

Há muitas dúvidas sobre a pandemia e vamos buscar respostas oficiais para os leitores de O Jacaré. Para participar basta mandar uma mensagem para nosso inbox que vamos buscar os canais competentes para oferecer a resposta. As perguntas podem ser enviadas até a manhã de quinta-feira. Alertamos que não serão consideradas ofensas aos nossos colaboradores e jornalistas. Ameaças serão devidamente reportadas às autoridades.