O novo coronavírus matou 25 pessoas em Mato Grosso do Sul sem nenhuma doença associada anterior, as chamadas comorbidades. A informação consta no boletim diário divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde e onde estão apontados 12.261 casos confirmados de covid-19.

Até esta sexta-feira, 146 morreram e tiveram a causa atribuída aos danos gerados pelo Sars-Cov-2. Há exatamente um mês, no dia 7 de junho, o boletim revelava que havia 2.253 infectados pelo novo coronavírus no Estado. Naquela data, 21 famílias haviam perdido alguém pela doença em unidades hospitalares sul-mato-grossenses, três delas não tinham nenhuma causa associada.

Veja mais:

Com alta em internações e mortes, Capital pode restringir bares e antecipar toque de recolher

Boletim Covid O Jacaré: China doa máscaras, termômetros e até respiradores ao Brasil

Boletim Covid O Jacaré: coronavírus não poupa jovens em MS e já deixou 50 bebês de um ano doentes

Paraguai: 72% dos infectados são jovens do sexo masculino

A maioria das vítimas da covid-19 registradas no Paraguai é do sexo masculino. No país vizinho foram registrados 2.638 casos oficiais da doença. Do montante, 72% (1.894) são homens e 28% (744) mulheres. O novo coronavírus também está matando mais jovens. Os dados do governo paraguaio demonstram que 36% (946) das pessoas que adoeceram têm entre 20 e 29 anos e 21% (522) entre 30 e 39.]

Vinte pessoas morreram por conta as complicações do Sars-Cov-2 no Paraguai. A explicação dada pelas autoridades sanitárias locais para barrar o avanço da pandemia estão na resposta rápida, como isolamento físico, fechamento de fronteiras, limitação da circulação, reforço educativo e apoio às comunidades vulneráveis.

Presidente interina da Bolívia testa positivo para covid-19

A presidente interina da Bolívia, Jeanine Anez, declarou nesta sexta-feira que testou positivo para a covid-19. Anez segue em confinamento de maneira voluntária. Por meio de um pronunciamento nas redes sociais, a política afirmou que, após os 14 dias de quarentena, vai reavaliar o quadro.

Ela lembrou que muitos dos colaboradores também receberam o teste positivo para a doença. No lugar de Anaez assume, também de maneira interina, o ministro da saúde Luis Fernando López, que pediu à população disciplina e atenção às normas de biossegurança.

Secretário-geral da ONU destaca necessidade de empregos para combate à pandemia

O secretário-geral das Nações Unidas, Antonio Guterres, afirmou nesta semana que serão necessários empregos decentes para ajudar no combate à pandemia de covid-19. Essa será, apontou, a medida indicada para ajudar a reconstruir os países ameaçados pela covid-19. “Juntos, podemos sair dessa crise mais forte, com empregos decentes e um futuro mais brilhante, mais igual e mais verde para todos”, afirmou.

A declaração ocorreu em uma conferência on-line que reuniu mais de 50 chefes de estado, de governo e líderes sindicais. O objetivo da reunião foi conhecer o impacto econômico e social da crise sanitária. Entre as conclusões estão a redução de 14% das horas trabalhadas no decorrer do segundo trimestre do ano, condição que levou ao fechamento de 400 milhões de desempregados.

Patologistas encontram lesões “dramáticas”em corpos de vítimas da covid

A extensão dos danos causados pela covid-19 no organismo foi considerada “dramática” por médicos norte-americanos que dissecaram corpos de pessoas que morreram em decorrência da doença. O objetivo das autópsias foi compreender a ação do Sars-Cov-2 no corpo e a maneira como afeta os órgãos. Entre os achados mais comentados está a coagulação sanguínea, que atingiu vasos sanguíneos de todos os tamanhos.

Também encontradas lesões na medula óssea, coração, rins e fígado. Os achados se somam a vários outros realizados pela comunidade científica em uma oportunidade antes não oferecida pela H1N1, quando havia menos corpos disponíveis para estudo.

Fazemos o boletim covid-19 porque:

Em dezembro de 2019, as autoridades de chinesas de informaram a OMS (Organização mundial de Saúde) sobre o surto de uma nova doença, que foi nomeada posteriormente de covid-19. Em 11 de março, a OMS anunciou que as infecções atingiam proporções epidêmicas. Os dados sobre casos e mortes são fornecidos pela Universidade Johns Hopkins, mas podem não representar a totalidade por conta da subnotificação registrada em muitos países, como o Brasil, que mudou a sistemática de divulgação dos indicadores relativos à covid-19.

Quer ajudar a fazer o boletim covid-19 do Jacaré? Mande sua dúvida que vamos responder

Há muitas dúvidas sobre a pandemia e vamos buscar respostas oficiais para os leitores de O Jacaré. Para participar basta mandar uma mensagem para nosso inbox que vamos buscar os canais competentes para oferecer a resposta. As perguntas podem ser enviadas até a manhã de quinta-feira. Alertamos que não serão consideradas ofensas aos nossos colaboradores e jornalistas. Ameaças serão devidamente reportadas às autoridades.