Tag: wilson roberto mariano de oliveira (page 1 of 2)

Condenados na Lama Asfáltica deverão pagar R$ 16,5 milhões ao Estado de MS pelos desvios

Beto Mariano (de camiseta listrada) deverá devolver aos cofres estaduais valor acrescido ilicitamente ao patrimônio (Foto: Arquivo)

A família do ex-deputado Wilson Roberto Mariano de Oliveira, o Beto Mariano, vai pagar em torno de R$ 16,5 milhões ao Estado de Mato Grosso do Sul pelos desvios revelados na Operação Lama Asfáltica. O juiz David de Oliveira Gomes Filho, da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, acolheu embargos de declaração do Ministério Público Estadual e do Governo do Estado em relação a sentença publicada no dia 14 de agosto do ano passado.

Ler mais

Por 10 a 1, TJ anula demissão de ex-deputado condenado a 9 anos de prisão na Lama Asfáltica

Beto Mariano ficou preso por mais de um ano e já foi condenado duas vees na Lama Asfáltica: volta com salário de R$ 23 mil (Foto: Arquivo)

Por 10 votos a 1, o Órgão Especial do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul anulou a demissão do fiscal de obra e ex-deputado Wilson Roberto Mariano de Oliveira, o Beto Mariano. Condenado a nove anos, dez meses e três dias de prisão por desviar recursos públicos na Operação Lama Asfáltica, ele foi reconduzido pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), nesta terça-feira (13), e voltará a ter direito ao salário mensal de R$ 23,1 mil.

Ler mais

STJ mantém denúncia por falsidade em ação sobre desvio de R$ 6,3 mi contra Giroto e mais 3

Giroto recorreu contra decisão do TJ que reformou decisão de juiz e manteve denúncia por falsidade em ação sobre desvio (Foto: Arquivo)

O Superior Tribunal de Justiça negou recurso especial e manteve a denúncia por falsidade ideológica contra o ex-secretário estadual de Obras, Edson Giroto, a ex-presidente da Agesul, Maria Wilma Casanova Rosa, e mais dois em ação sobre desvio de R$ 6,3 milhões. Esta é mais um na avalanche de recursos que os réus estão usando para protelar os julgamentos na Operação Lama Asfáltica.

Ler mais

Na 2ª sentença da Lama Asfáltica, juiz condena Giroto, ex-deputado e médica a 33 anos de prisão

Usada pelo pai para lavar dinheiro supostamente desviado dos cofres públicos, médica foi condenada a oito anos de prisão na Lama Asfáltica (Foto: Arquivo)

Na segunda sentença da Operação Lama Asfáltica, a Justiça Federal condenou o ex-secretário estadual de Obras, Edson Giroto, o ex-deputado e fiscal de obras, Wilson Roberto Mariano de Oliveira, Beto Mariano, a sua filha, a médica Mariane Mariano de Oliveira Dornellas, e o engenheiro João Afif Jorge. Eles foram condenados a 33 anos de prisão, a perda da Fazenda Maravilha e a devolver R$ 4,385 milhões aos cofres públicos do Estado e da União.

Ler mais

Juiz mantém sequestro de imóveis de secretária de André na Operação Lama Asfáltica

Bruno Cezar mantém o bloqueio de fortuna de réus na Operação Lama Asfáltica (Foto; Arquivo)

O juiz Bruno Cezar da Cunha Teixeira, da 3ª Vara Federal de Campo Grande, manteve a indisponibilidade dos imóveis de Mara Bertagnolli de Gonçalves, então secretária do ex-governador André Puccinelli (MDB). Apesar de ter sido absolvida sumariamente na Operação Lama Asfáltica, na ação que cobra R$ 142,9 milhões dos supostos integrantes da organização criminosa, o magistrado considerou manter o sequestro até o julgamento dos embargos do Ministério Público Federal.

Ler mais

Ex-deputado sofre duas derrotas: juiz indefere venda de imóvel e TJ nega aposentadoria

Beto Mariano teve pedido negado para vender imóvel de R$ 36 milhões no Mato Grosso (Foto: Arquivo)

Réu na Operação Lama Asfáltica, o ex-deputado e fiscal de obras Wilson Roberto Mariano de Oliveira, o Beto Mariano, sofreu duas derrotas judiciais nos últimos dias. Em primeira instância, o juiz indeferiu o pedido para suspender a restrição para viabilizar a venda de imóvel avaliado em R$ 36,7 milhões no Mato Grosso do Sul. Já o Tribunal de Justiça negou liminar para obrigar a Ageprev (Agência Previdenciária) a lhe conceder a aposentadoria.

Ler mais

Governo falha em sindicância e réus na Lama Asfáltica voltam ao trabalho após ganhar “bolada”

Beto Mariano quer se aposentar como fiscal de obras da Agesul (Foto: Arquivo)

Falhas nas sindicâncias levaram o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul a conceder liminar para anular os decretos de demissões dos fiscais de obra Wilson Roberto Mariano de Oliveira, o Beto Mariano, e Fausto Carneiro da Costa Filho. Réus na Operação Lama Asfáltica, eles voltam ao trabalho, com salário integral, após serem demitidos a “bem do serviço público” e embolsarem R$ 104 mil em indenização.

Ler mais

Para se livrar de denúncia, Giroto expõe “fortuna” e diz que vendeu R$ 10 milhões em bois


Ex-secretário alega ter quatro propriedades rurais e ter vendido R$ 10,1 milhões em bois, mas não informou no Imposto de Renda por “equívoco”. (Foto: Paulo Francis/CGNews)

Condenado a quase dez anos de prisão na primeira sentença da Operação Lama Asfáltica, o ex-deputado federal Edson Giroto decidiu expor parte da “fortuna” para se livrar da denúncia de enriquecimento ilícito e ocultação de R$ 4,385 milhões na compra da Fazenda Maravilha, em Corumbá. Em laudo anexado à ação por improbidade, o ex-secretário alega ter quatro propriedades rurais e ter vendido R$ 10,1 milhões em bois.

Ler mais

TRF nega uso de liminar do STF para anular ação que cobra R$ 4,3 mi de Giroto e família Mariano

Beto Mariano sofre segunda derrota no esforço para travar ação penal sobre ocultação de R$ 4,3 milhões em compra de fazenda (Foto: Arquivo)

O desembargador Paulo Fontes, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, negou, nesta segunda-feira (16), o pedido para suspender a ação penal que cobra R$ 4,385 milhões do ex-deputado federal Edson Giroto e da família Mariano. O processo está na fase final e se refere a ocultação do dinheiro desviado dos cofres públicos na aquisição da Fazenda Maravilha, em Corumbá.

Ler mais

Alexandre de Moraes não vê afronta ao STF e nega nova prisão de cinco réus na Lama Asfáltica

Ministro Alexandre de Moraes manteve grupo acusado de desviar R$ 430 milhões em liberdade (Foto: STF)

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, negou, na quinta-feira (29), o novo pedido de prisão preventiva de cinco réus na Operação Lama Asfáltica, que apura o desvio de R$ 430 milhões dos cofres estaduais. Ele considerou que não houve afronta à corte pela 5ªTurma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região ao soltar os cinco no dia 20 de maio deste ano.

Ler mais
« Older posts

© 2021 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑