Tag: vereadores de campo grande (page 1 of 2)

Livre de CPI e após ganhar R$ 12 mi, Guaicurus quer elevar tarifa com greve de ônibus

Ônibus ficaram na garagem nesta terça-feira na primeira greve do transporte coletivo desde 1994 (Foto: Divulgação)

Campo Grande se tornou refém do Consórcio Guaicurus, formado por quatro empresas da família Constantino. Após se livrar de uma CPI na Câmara dos Vereadores e ganhar subsídio de R$ 12 milhões por ano, o grupo vai usar a greve dos motoristas de ônibus – a primeira em 28 anos e que deixou cerca de 160 mil passageiros a pé nesta terça-feira (21) – para elevar a pressão sobre a prefeitura pelo aumento na tarifa do transporte coletivo.

Ler mais

“Novo” e velhos costumes: Edu Miranda recua e retira apoio para criar CPI do Consórcio Guaicurus

Richelieu de Carlo Pereira
Vereador desistiu ignorar queixa de 75% da população e retirou assinatura para criar CPI para investigar o poderoso e influente grupo Guaicurus (Foto: Divulgação)

O pedido de abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar o péssimo e caro serviço prestado pelo Consórcio Guaicurus em Campo Grande teve sua primeira baixa. O vereador Edu Miranda (Patriota) quer dar mais uma chance às empresas de ônibus e retirou sua assinatura do requerimento entregue à presidência da Casa na terça-feira (3), quando os parlamentares retornaram do recesso.

Ler mais

Mau negócio: além de R$ 10,4 mi pelo prédio, Câmara ainda tem dívida de R$ 9,2 mi de aluguel

Câmara gastou mais que dez vezes o valor se tivesse construído diretamente o prédio (Foto: Arquivo)

O prédio da Câmara Municipal de Campo Grande, construído no ano 2000, transformou-se em exemplo de mau negócio com o dinheiro do contribuinte. Além de desembolsar em torno de R$ 10,4 milhões pela desapropriação do imóvel em 2014, a Prefeitura de Campo Grande ainda tem dívida de R$ 9,2 milhões, ainda sem atualização referente aos últimos dois anos, para pagar referente ao aluguel à empresa Haddad Engenheiros Associados.

Ler mais

Motoristas de aplicativo vão ao MPE pedir suspensão de pontos “abusivos” na “Lei do Uber”

Motoristas de aplicativo fizeram protesto contra regulamentação, mas não impediram aprovação de lei pela Câmara (Foto: Arquivo)

Cerca de 200 motoristas de aplicativos entraram com representação no Ministério Público Estadual para pedir a suspensão da Lei Municipal 6.294, que entra em vigor no próximo dia 28. Eles denunciam pontos abusivos na “Lei do Uber”, como exigências que podem excluir milhares das plataformas e ainda encarecer a prestação do serviço à população de Campo Grande.

Ler mais

Transporte coletivo: 22 vereadores ignoram denúncias e ônibus ruins para não assinar CPI

Ônibus quebrou e passageiros foram obrigados a concluir viagem a pé: vereadores fecham os olhos para os problemas da população (Foto: Arquivo/Midiamax)

As denúncias de corrupção, a precariedade no transporte coletivo e as queixas dos usuários são ignoradas por 22 dos 29 vereadores de Campo Grande. Só sete parlamentares assinaram a CPI para investigar o Consórcio Guaicurus, grupo de quatro empresas controladas pela poderosa família Constantino na Capital.

Ler mais

Vereadores aprovam reajuste de 4,17% para o 1º escalão e salário do prefeito vai a R$ 21,2 mil

Por 20 votos a favor e cinco contra, a Câmara Municipal de Campo Grande aprovou, na sessão desta terça-feira (11), o reajuste de 4,17% nos salários do primeiro escalão da prefeitura. O subsídio do prefeito Marquinhos Trad (PSD) passa dos atuais R$ 20.412,42 para R$ 21.263,61. A medida beneficiará os auditores fiscais e procuradores, que recebem até R$ 112,9 mil, mas acabam recebendo menos por causa do teto constitucional.

Ler mais

Truculência da Guarda expõe falhas do transporte coletivo e ônibus deveria ficar sem reajuste

Além de não cumprir o contrato, Consórcio Guaicurus contou com a ação truculenta da Guarda Municipal que usou armas de grosso calibre contra mulheres que iam trabalhar no feriado (Foto: Midiamax/Marcos Ermínio)

As gravíssimas falhas e a precariedade no transporte coletivo urbano de Campo Grande ficaram evidentes com a ação truculenta da Guarda Municipal na sexta-feira, feriado da Proclamação da República (15). Ao não cumprir o contrato, que inclui ônibus no horário e transporte de qualidade, o Consórcio Guaicurus deveria ter punição exemplar, ficar sem o direito de elevar o preço da tarifa.

Ler mais

Vereadores ouvem clamor popular e vetam reajuste a secretários, vice-prefeita e Marquinhos

Gritaria nas redes sociais e cobrança nas ruas: vereadores mostram sensibilidade e recuam de reajuste nos salários de prefeito, vice-prefeita e secretários (Foto: Divulgação)

Os vereadores de Campo Grande ouviram a indignação popular e vetaram o reajuste de até 159% nos salários dos secretários municipais, da vice-prefeita Adriane Lopes (Patri) e do prefeito Marquinhos Trad (PSD). Graças à gritaria nas redes sociais e até de duas manifestações no legislativo, a Câmara recuou e suprimiu a proposta para elevar o teto do funcionalismo público municipal. Ler mais

Grupo convoca protesto e faz abaixo-assinado contra aumento de prefeito e vereadores

Grupo convoca novo ato para protestar contra reajuste e sensibilizar vereadores a votarem contra o aumento de até 159% nos salários de prefeito, vice-prefeita e secretários (Foto: Arquivo)

O fiasco da primeira manifestação não desanimou os organizadores, que mantêm a ofensiva contra o reajuste de 159% nos salários dos vereadores, dos secretários municipais, da vice-prefeita Adriane Lopes (Patri) e do prefeito Marquinhos Trad (PSD). Além de convocar outro protesto para terça-feira na Câmara, o grupo criou abaixo-assinado na internet para vetar a farra, que poderá onerar os cofres públicos em R$ 8 milhões por ano. Ler mais

Com reajuste de 73,72%, salário de Marquinhos será o maior entre as capitais

Prefeito e vereadores terão teste de fogo nesta terça-feira com o protesto organizado nas redes sociais contra o reajuste de até 159% nos salários do primeiro escalão (Foto: Divulgação)

Com o reajuste de 73,72%, o salário do prefeito Marquinhos Trad (PSD) passará a ser o maior entre as 26 capitais brasileiras. Os vereadores vão votar em segunda votação o projeto que eleva o valor do subsídio de R$ 20.412,42 para R$ 35.462,22. Ler mais

« Older posts

© 2022 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑