Tag: vara única de água clara

Defesa apela ao excludente de ilicitude e à doença para anular sentença de filho de juíza

Preso desde o final de 2017, Breno tenta se livrar de segunda condenação para tentar a liberdade (Foto: Arquivo)

A defesa apelou ao excludente de ilicitude e à doença para tentar anular a sentença que condenou o empresário Breno Fernando Solon Borges, condenado a oito anos e dez meses em regime fechado por tráfico de drogas e munições. O caso virou escândalo nacional porque ele é filho da desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges, que presidia o Tribunal Regional Eleitoral na época da prisão.

Ler mais

Juíza não devolve à desembargadora carro de luxo usado para levar drogas e armas pelo filho

Inicialmente, veículo levava 51 dos 129 quilos apreendidos em 2017. Um ano depois, PF descobriu mais 10 quilos escondidos em outras partes (Foto: Arquivo)

A Justiça não devolveu o veículo de luxo, usado no tráfico de drogas e armas, à desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. Ela alegou ser a proprietária do Jeep Renegade em que o fiho, o empresário Breno Fernando Solon Borges, foi preso na madrugada do dia 8 de abril de 2017 na BR-262.

Ler mais

Juíza condena, pela 2ª vez, filho de desembargadora a oito anos e dez meses de prisão

Quase dois anos após a namorada ser condenada, Breno pega oito anos e dez meses de prisão por tráfico de drogas e munições de fuzil 762 (Foto: Arquivo)

Quase dois anos depois de condenar a namorada e o funcionário, a Justiça condenou o empresário Breno Fernando Solon Borges a oito anos e dez meses de prisão em regime fechado por tráfico de drogas e posse ilegal de munições. No entanto, na sentença de 27 páginas, a juíza Camila de Melo Mattioli Pereira, da Vara Única de Água Clara, não cita a primeira sentença, que o condenou a nove anos e seis meses por organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Ler mais

Com morosidade da Justiça, filho de juíza pode ir ao semiaberto a espera de duas sentenças

Como ainda não “teve a sorte” de ser julgado em dois processos, Breno cumpriu dois anos e pode ir para o semiaberto (Foto: Arquivo)

Graças à morosidade da Justiça sul-mato-grossense, o empresário Breno Fernando Solon Borges, 39 anos, pode obter progressão de pena antes de ser julgado pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. Condenado a nove anos e seis meses por integrar organização criminosa, ele aguarda decisão da Justiça para deixar o Presídio de Segurança Média de Três Lagoas.

Ler mais

Filho de desembargadora só irá a julgamento por tráfico em setembro de 2019

Filho de desembargadora só vai ser julgado em setembro do próximo ano pelo crime que a namorada foi condenada em dezembro do ano passado (Foto: Arquivo)

Com a continuidade da ação penal liberada pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, o julgamento do empresário Breno Fernando Solon Borges, 39 anos, foi marcado somente para o dia 4 de setembro de 2019. Presos com ele em 8 de abril de 2017, a namorada e o funcionário da serralheria já foram condenados em dezembro do ano passado. Ler mais

© 2022 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑