Tag: vander loubet (page 1 of 9)

Reinaldo vai ser denunciado na ONU por despejo sem ordem judicial e “massacre do Guapoy”

Índios retomaram ocupação após enterro de homem morto a tiros durante confronto com o Batalhão de Choque (Foto: Marcos Morandi/Midiamax)

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), deve ser denunciado na ONU (Organização das Nações Unidas) pelo uso da força policial na desocupação de áreas indígenas sem ordem judicial. O último caso contra o tucano foi o “Massacre do Guapoy”, como está sendo chamado o confronto entre militares do Batalhão de Choque e índios na Fazenda Borda da Mata, em Amambai, que terminou com 33 feridos, inclusive três policiais, e um índio morto a tiros.

Ler mais

Fábio, Dr. Ovando, Trutis e Vander assinam PEC que cobra mensalidade em universidades

Dos quatro que assinaram, Fábio diz que foi para PEC tramitar e Vander diz que assinou por engano (Foto: Arquivo)

Quatro deputados federais de Mato Grosso do Sul – Fábio Trad (PSD), Dr. Luiz Ovando (PP), Loester Trutis (PL) e Vander Loubet (PT) – assinaram a PEC 206/2019, que prevê a cobrança de mensalidade em universidades públicas. Apesar de terem endossado a apresentação da Proposta de Emenda à Constituição, Trad e Loubet afirmaram que defendem a permanência da gratuidade do ensino superior.

Ler mais

Tereza, Trutis, Beto e Ovando não votam projeto que reduz ICMS sobre combustíveis e energia

Candidata a senadora, ex-ministra não votou o projeto que reduz para 17% ICMS sobre os combustíveis e energia. Proposta poderia reduzir gasolina em até R$ 0,75 (Foto: Arquivo)

Quatro deputados federais de Mato Grosso do Sul – Tereza Cristina (PP) e Dr. Luiz Ovando, do PP, Beto Pereira (PSDB) e Loester Trutis (PL) – não participaram da votação do projeto que reduz o ICMS sobre combustíveis, comunicações e energia. A proposta os considera como produtos essenciais e limita a alíquota em 17%, o que poderia reduzir o preço da energia elétrica, que chega a pagar até 25%, e da gasolina, com 30%.

Ler mais

Beto Pereira e Fábio Trad são os únicos a aprovar legalização do jogo do bicho e bingos

Beto Pereira foi o único parlamentar do PSDB a votar projeto que legaliza jogo do bicho, bingos e cassinos no Brasil (Foto: Agência Câmara dos Deputados)

Apenas dois deputados federais de Mato Grosso do Sul, Beto Pereira (PSDB) e Fábio Trad (PSD), votaram a favor do projeto de lei que legaliza o jogo do bicho e permite a retomada dos bingos e cassinos no Brasil. A proposta foi aprovada por 246 a 202 votos na sessão desta quarta-feira (23) da Câmara dos Deputados. Seis parlamentares sul-mato-grossenses foram contra o projeto.

Ler mais

Bia, Ovando e Trutis votam a favor de “pacote veneno”; quatro deputados foram contra

Médico, defensor da cloroquina e contra vacinação de crianças contra covid-19, Dr. Luiz Ovando votou a favor do projeto chamado de “pacote veneno” (Foto: Arquivo)

Três deputados federais de Mato Grosso do Sul – Bia Cavassa (PSDB), Dr. Luiz Ovando e Loester Trutis, ambos do PSL – votaram a favor do Projeto de Lei 6.299, de 2002, que flexibiliza os critérios de controle e legaliza a produção de agrotóxicos genéricos no Brasil. Quatro parlamentares foram contra o “pacote veneno”, como passou a ser chamado pelos ambientalistas e pela oposição.

Ler mais

Mudança pode sepultar mais 15 ações e livrar de vereador a juiz de devolver dinheiro público

Dr. Jamal pode se beneficiar de afrouxamento nas regras de combate ao desvio do dinheiro público (Foto: Arquivo)

As mudanças na Lei de Improbidade Administrativa, aprovada por seis deputados federais e um senador de Mato Grosso do Sul e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), podem levar a extinção de mais 15 denúncias. O afrouxamento das regras de combate à corrupção deve livrar de vereador, ex-secretário municipal, policiais militares e juiz de ressarcirem os cofres públicos do dinheiro desviado.

Ler mais

Gasto de deputados em 10 meses já supera total de 2021; Trutis é o campeão no uso da cota

Os maiores gastadores foram Trutis, Dagoberto e Beto Pereira: parlamentares antecipam o fim da crise e elevam gasto com o dinheiro do povo (Foto: Arquivo)

O gasto dos deputados federais de Mato Grosso do Sul já supera em 12% o total da cota parlamentar utilizado no ano passado. De janeiro a outubro deste ano, os oito parlamentares gastaram R$ 2,619 milhões, enquanto em todo o ano de 2020, o montante ficou em R$ 2,326 milhões. Eleito com o discurso de fazer a diferença e combater a velha política, Loester Trutis (PSL) é o campeão absoluto em gastos.

Ler mais

Dagoberto, Vander e Beto derrubam veto e ressuscitam fundo eleitoral de R$ 5,7 bi

Fábio, Dr. Luiz Ovando, Loester e Rose votaram pela manutenção do veto e pelo fundo de R$ 2,1 bilhões nas eleições de 2022 (Foto: Arquivo)

Três dos oito deputados federais de Mato Grosso do Sul – Beto Pereira (PSDB), Dagoberto Nogueira (PDT) e Vander Loubet (PT) – ajudaram a derrubar o veto do presidente Jair Bolsonaro (PL) e voltaram a ressuscitar o Fundo Especial Eleitoral de R$ 5,7 bilhões para as eleições de 2022. Quatro deputados estaduais votaram pela manutenção do veto, o que significava o fundo de R$ 2,1 bilhões.

Ler mais

Turma do retrocesso: quatro deputados e Nelsinho aprovam “Orçamento Secreto”

Beto Pereira, Trutis e Dr. Luiz Ovando aprovaram o projeto do “Orçamento Secreto”, que libera gasto de R$ 16,9 bilhões e permite que deputado e senador fique oculto (Foto: Arquivo)

Sem garantir transparência dos gastos e um valor bilionário para as emendas do relator, o “Orçamento Secreto” foi aprovado pelo Congresso Nacional nesta segunda-feira (29). Da bancada sul-mato-grossense, quatro deputados – Beto Pereira e Bia Cavassa, do PSDB, Dr. Luiz Ovando e Loester Trutis, do PSL – e o senador Nelsinho Trad (PSD) votaram a favor do polêmico projeto, usado pelo parlamento para driblar o Supremo Tribunal Federal.

Ler mais

Rose e Dagoberto mudam e votam contra, mas PEC dos Precatórios é aprovada

Dagoberto e Rose mudaram de posição e votaram contra a proposta de Bolsonaro de adiar o pagamento dos precatórios para garantir o Auxílio Brasil (Foto: Arquivo/Correio do Estado)

Com o voto favorável de quatro dos oito deputados federais de Mato Grosso do Sul, a PEC dos Precatórios foi aprovada, na noite desta terça-feira (9), na Câmara dos Deputados. No entanto, Dagoberto Nogueira (PDT), Fábio Trad (PSD), Rose Modesto (PSDB) e Vander Loubet (PT) votaram contra a proposta do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que viabiliza a criação do programa Auxílio Brasil.

Ler mais
« Older posts

© 2022 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑