Tag: vander loubet (page 1 of 8)

Beto Pereira, Dagoberto e Vander votam contra projeto que reduz ICMS sobre combustíveis

Bia Cavassa, Rose, Trutis, Ovando e Fábio votaram a favor da mudança que pode reduzir o preço dos combustíveis (Foto: Arquivo)

Os deputados federais Beto Pereira (PSDB), Dagoberto Nogueira (PDT) e Vander Loubet (PT) votaram contra o projeto que define valor fixo para a cobrança do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). A proposta pode reduzir em até 8% o valor da gasolina. Cinco parlamentares votaram a favor do substitutivo do relator, deputado Dr. Jaziel (PL), do Ceará.

Ler mais

Vander pede na Justiça remoção de “vídeo da quadrilha” e retratação eterna de ex-vereador

Em vídeo postado há mais de cinco anos, Vinicius Siqueira dança quadrilha em torno de deputado federal (Foto: Reprodução)

Inocentado pelo Supremo Tribunal Federal, o deputado federal Vander Loubet (PT) ingressou com ação judicial para remover o “vídeo da quadrilha” das redes sociais e exigir retratação pública permanente do ex-vereador Vinicius Siqueira (PROS). Realizada há mais de cinco anos, a gravação do oficial de Justiça comandando uma dança junina em torno do petista em um café da Capital teve repercussão nacional e mais de 662 mil visualizações.

Ler mais

Com aval de Beto, Dagoberto, Fábio e Vander, quarentena causa revolta em policiais e militares

Polêmica proposta que praticamente tira policiais, militares, juízes e promotores das eleições teve o aval de Beto Pereira, Vander, Fábio e Dagoberto (Foto: Arquivo)

Com o apoio de quatro deputados federais de Mato Grosso do Sul – Beto Pereira (PSDB), Dagoberto Nogueira (PDT), Fábio Trad (PSD) e Vander Loubet (PT) – a Câmara dos Deputados aprovou a emenda que impõe quarentena de quatro anos para candidatura de juízes, promotores, policiais e militares. A proposta causou revolta e indignação nas categorias. Atualmente, 16 policiais ocupam cargos eletivos no Estado.

Ler mais

Beto, Bia, Rose, Ovando e Trutis aprovam fim do 13º, férias e FGTS a trabalhadores jovens

Rose, Ovando, Bia e Beto Pereira aprovaram a MP 1045, que tira férias e 13º para incentivar a contratação de jovens no mercado de trabalho (Foto: Reprodução/Campo Grande News)

Cinco dos oito deputados federais de Mato Grosso do Sul aprovaram a MP 1045, conhecida como minirreforma trabalhista, que cria programas para contratar jovens de 18 a 29 anos sem o pagamento de direitos consagrados no Brasil, como férias remuneradas, 13º e FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). Apenas Dagoberto Nogueira (PDT), Fábio Trad (PSD) e Vander Loubet (PT) foram contra a Medida Provisória 1045.

Ler mais

Rose e Bia contrariam o PSDB e votam com Trutis e Dr. Ovando a favor do voto impresso

Após ser bombardeada por votar a favor do fundão de R$ 5,7 bilhões em 2022, Rose contraria o partido e vota com os bolsonaristas a favor do voto impresso (Foto: Arquivo)

Em meio a pressão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e desfile de tanques militares em Brasília, as deputadas Bia Cavassa e Rose Modesto contrariaram o PSDB e acompanharam Dr. Luiz Ovando e Loester Trutis, ambos do PSL, pela volta do voto impresso nas eleições de 2022. Quatro deputados de Mato Grosso do Sul ajudaram a derrotar a proposta no plenário da Câmara dos Deputados na noite desta terça-feira (10).

Ler mais

Cinco deputados votam contra a privatização dos Correios; Beto, Ovando e Trutis são a favor

Bia, Rose e Fábio Trad contrariaram os próprios partidos e votaram contra o projeto (Foto: Arquivo)

A maioria dos deputados federais de Mato Grosso do Sul votou contra a privatização dos Correios na noite desta quinta-feira (5). Cinco parlamentares foram contra, sendo que apenas três – Beto Pereira (PSDB), Dr. Luiz Ovando e Loester Trutis, do PSL – votaram a favor do projeto, aprovado por 286 votos a favor, 173 contrários e duas abstenções.

Ler mais

Beto, Bia e Ovando votam a favor do “PL da Grilagem”, que facilita desmatamento no País

Dos oito deputados, quatro votaram contra e uma, Rose Modeste, não votou (Foto: Arquivo)

Três dos oito deputados federais de Mato Grosso do Sul – Beto Pereira e Bia Cavassa, do PSDB, e Dr. Luiz Ovando (PSL) – foram os únicos que votaram a favor do Projeto de Lei 2.633, conhecido como “PL da Grilagem”. Apesar de ser duramente criticada, por legalizar a invasão de áreas públicas e estimular o desmatamento, a proposta foi aprovada, na noite desta terça-feira (3), pela Câmara dos Deputados por 296 a 136 votos.

Ler mais

Dagoberto lidera ranking de emendas com R$ 15,1 mi e supera deputados fiéis a Bolsonaro

Apesar de ser oposição, pedetista viabilizou o dobro de emendas em relação a Dr. Luiz Ovando e Trutis (Foto: Arquivo)

O campeão na liberação de emendas parlamentares em 2020 é Dagoberto Nogueira (PDT), que conseguiu garantir o pagamento de R$ 15,140 milhões no ano passado, conforme o Portal da Transparência da Câmara dos Deputados. Vander Loubet (PT) e Fábio Trad (PSD), que tem se destacado por críticas duras e contundentes ao presidente, também superaram os bolsonaristas mais fieis, como Dr. Luiz Ovando e Loester Trutis, ambos do PSL.

Ler mais

Rose, Bia, Ovando, Beto Pereira e Nelsinho aprovam fundo de R$ 5,7 bi para eleições de 2022

Beto Pereira, Bia Cavassa, Rose Modesto e Dr. Luiz Ovando aprovam triplicar o gasto com campanha eleitoral, apesar da mais grave crise enfrentada pelo Brasil (Foto: Campo Grande News)

Em meio a mais grave crise econômica da história brasileira, com falta de dinheiro para reajustar salários e fazer investimentos para minimizar os efeitos da pandemia da covid-19, o Congresso Nacional aprovou o aumento de 185% no Fundo Eleitoral. Com aval dos deputados federais Beto Pereira, Bia Cavassa e Rose Modesto, do PSDB, e Dr. Luiz Ovando (PSL) e do senador Nelsinho Trad (PSD), o dinheiro a ser torrado nas eleições passou de R$ 2,034 bilhões, no ano passado, para R$ 5,7 bilhões.

Ler mais

Bancada eleva gasto com cota em 21%; Trutis é campeão ao superar políticos tradicionais no semestre

Trutis gastou R$ 231 mil de janeiro a junho deste ano e se tornou o campeão em gastos com a cota parlamentar (Foto: Arquivo)

Apesar da pandemia não ter chegado ao fim, os deputados federais de Mato Grosso do Sul elevaram em 21% o montante desembolsado com cota parlamentar no primeiro semestre, de R$ 1,121 milhão, em 2020, para R$ 1,357 milhão neste ano. O campeão em gastos foi Loester Trutis (PSL), eleito com o discurso de renovação, que desbancou os políticos tradicionais, conforme o Portal da Transparência da Câmara dos Deputados.

Ler mais
« Older posts

© 2021 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑