Tag: tjms (page 1 of 18)

TJ diz que advogado quer “inventar problemas” e STJ mantém julgamento de juiz

Presidente do TJ, desembargador Carlos Eduardo Contar, diz que defesa quer criar fatos para tentar anular denúncias (Foto: Arquivo)

O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, desembargador Carlos Eduardo Contar, acusou o advogado Wilson Tavares de Lima pretende “criar fato inexistente” e “inventar problemas” para anular as denúncias. Com base na manifestação do magistrado, o ministro Humberto Martins, presidente do Superior Tribunal de Justiça, negou liminar para suspender o julgamento do juiz Aldo Ferreira da Silva Júnior e um grupo de advogados por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Ler mais

Beneficiado por licença prêmio, juiz abre mão de julgar ação que pede devolução de R$ 100 mi

Ariovaldo Nantes Corrêa é o 3ª magistrado a abrir mão de ação popular contra pagamento de licença prêmio a juízes e desembargadores de MS (Foto: Arquivo)

O juiz Ariovaldo Nantes Corrêa, em substituição na 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, também abriu mão de analisar a ação popular que pede a suspensão do pagamento e a devolução da licença prêmio paga aos magistrados de Mato Grosso do Sul. Servidor do Poder Judiciário, Joel de Carvalho Moreira pede a devolução de aproximadamente R$ 100 milhões aos cofres públicos.

Ler mais

Defesa só teve acesso por áudio em julgamento de juiz e advogado recorre novamente ao STJ

Julgamento sigiloso vem causando polêmica: TJMS analisa três ações criminais contra juiz acusado de transformar vara em “balcão de negócios” (Foto: Arquivo)

A defesa dos acusados de integrar a organização criminosa do juiz Aldo Ferreira da Silva Júnior só teve acesso por áudio ao julgamento sigiloso realizado no dia 7 pelo Órgão Especial do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. Para obrigar o presidente da corte, desembargador Carlos Eduardo Contar, a permitir a transmissão por vídeo, o advogado Wilson Tavares de Lima recorreu novamente ao Superior Tribunal de Justiça.

Ler mais

Justiça absolve e ex-deputado se livra de pagar R$ 1 mi por não cumprir jornada como médico

Ex-vereador da Capital e ex-deputado estadual, Paulo Siufi Neto (MDB) foi absolvido da denúncia por improbidade administrativa por 3 a 2 no TJ e teve a decisão mantida pelo STJ (Foto: Arquivo)

Com o arquivamento da ação de improbidade administrativa, o ex-deputado estadual Paulo Siufi Neto (MDB) foi inocentado e se livrou de pagar R$ 1,099 milhão por não ter cumprido a jornada de trabalho como médico no Distrito de Aguão, em Campo Grande. Também ficou livre da condenação que poderia leva-lo a ficar inelegível por oito anos.

Ler mais

Escândalo sem fim: Governo elimina duas para pagar R$ 2 mi a mais em obra do Aquário

Justiça suspende parcialmente certame após manobra para favorecer empresa que apresentou o maior valor (Foto: Arquivo)

Iniciada há 10 anos e envolvida em várias denúncias de corrupção, a obra do Aquário do Pantanal pode estar envolvida em mais um escândalo. O Governo de Reinaldo Azambuja (PSDB) desclassificou duas construtoras para contratar a empresa que apresentou o maior valor. Além de pagar quase R$ 2 milhões a mais pelo serviço de automação, a manobra visa contratar a Construtora Maksoud Rahe, que construiu a mansão cinematográfica de Edson Giroto e Reinaldo tentou contratar sem licitação em 2018.

Ler mais

Por unanimidade, TJ aceita denúncia e juiz e esposa viram réus por lavagem de dinheiro

No centro do maior escândalo da Justiça estadual, Aldo Ferreira da Silva virou réu por lavagem de dinheiro nesta quarta (Foto: Arquivo)

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul recebeu, por unanimidade, a denúncia por lavagem de dinheiro e ocultação de bens provenientes da corrupção contra o juiz Aldo Ferreira da Silva Júnior, afastado da 5ª Vara de Família e Sucessões de Campo Grande. Esta é a primeira das três denúncias contra o magistrado. As outras duas serão analisados em novo julgamento, previsto para ocorrer em sessão extraordinária marcada para as 8h do dia 21 deste mês.

Ler mais

TJ sepulta Comissão Processante e “salva” mandato do único prefeito do PSOL em MS

João Alfredo conseguiu anular na Justiça decisão da Câmara graças a um erro: não foi notificado para se defender no dia da votação (Foto: Arquivo)

A 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul negou, por unanimidade, pedido da Câmara Municipal e livrou o prefeito de Ribas do Rio Pardo, João Alfredo Daineze (PSOL) do risco de ser cassado por improbidade administrativo. No entanto, com a permanência da acirrada disputa política de 2020 mantém a instabilidade política na cidade, que passa a viver o mesmo drama enfrentado pela Capital na gestão Alcides Bernal (PP).

Ler mais

Punida com aposentadoria, desembargadora recorre ao STF para anular sentença do CNJ

Condenada com a aposentadoria compulsória, a desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges recorreu, nesta quarta-feira (30), ao Supremo Tribunal Federal para anular a sentença do CNJ (Conselho Nacional de Justiça). Para reverter a punição, a magistrada trocou de advogado e contratou a banca de Rafael de Alencar Araripe Carneiro, que atuou na defesa do ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB).

Ler mais

Solurb tem derrotas na Justiça: TJ anula sentença e STJ vai analisar bloqueio de R$ 100 mi

Empresa volta a ganhar os holofotes por causa dos escândalos: contribuinte sente no bolso já que paga a taxa do lixo (Foto: Arquivo)

A Solurb sofreu duas derrotas na Justiça nesta semana. A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul anulou sentença que livrou a empresa de responder por pagamento de R$ 5,2 milhões antes de ser contratada pelo município. Já o Superior Tribunal de Justiça acatou pedido do Ministério Público Estadual para analisar bloqueio de R$ 100 milhões.

Ler mais

Reunião na terça discute fechamento do comércio, bares e restaurantes na Capital

Fechamento do comércio pode ser retomado na Capital após MPE recorrer à Justiça (Foto: Bruno Henrique/Correio do Estado)

O desembargador Alexandre Bastos, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, acatou pedido do Ministério Público Estadual e marcou para terça-feira, às 15h, reunião para discutir a retomada do fechamento do comércio, bares e restaurantes em Campo Grande. O objetivo é validar o decreto do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que prevê medidas mais restritivas para combater a pandemia da covid-19.

Ler mais
« Older posts

© 2021 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑