Tag: sargento ricardo campos figueiredo

Com salário de R$ 16 mil, ex-assessor do Governo iria construir casa de R$ 1,5 milhão, diz MPE

Preso desde 24 de maio deste ano, sargento é acusado de integrar chefia de organização criminosa que dava apoio à Máfia do Cigarro (Foto: Arquivo)

Ex-assessor da Secretaria Estadual de Governo, o 2º sargento da Polícia Militar, Ricardo Campos Figueiredo, 42 anos, planejava construir uma residência de R$ 1,5 milhão. Com salário de R$ 16,3 mil por mês, o então motorista e segurança velada do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) sonhava alto antes de ser preso, conforme denúncia feita no mês passado por cinco promotores de Justiça. Ler mais

Ex-motorista de Reinaldo recebeu R$ 500 mil em propinas, denuncia Gaeco

Após virar réu por obstrução de investigação de organização criminosa, Ricardo é acusado de corrupção, lavagem de dinheiro e integrar organização criminosa (Foto: Arquivo)

O policial militar Ricardo Campos Figueiredo, 42 anos, recebeu R$ 500 mil em propinas entre 2015 e 2018, segundo o Gaeco (Grupo de Atuação Especial na Repressão ao Crime Organizado). O ex-motorista do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) ainda foi acusado de corrupção passiva, integrar organização criminosa na condição de líder e lavagem de dinheiro. Ler mais

Gaeco vê enriquecimento ilícito de sargento e TJ decreta prisão de ex-assessor de Reinaldo

Após ser solto no sábado, ex-assessor de governador tem nova prisão preventiva decretada, desta vez, pelo Tribunal de Justiça (Foto: Midiamax)

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul revogou o habeas corpus e decretou a prisão preventiva do 2º sargento da Polícia Militar Ricardo Campos Figueiredo, 42 anos. Ex-assessor do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), ele teria movimentado R$ 182,7 mil sem declarar a origem em 2015, quantia que seria proveniente de corrupção, segundo o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado). Ler mais

TJ vê operação com “estranheza” e solta sargento, que pede demissão do cargo de assessor

Policial militar foi exonerado a pedido, conforme ato do governador publicado nesta segunda

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul concedeu habeas corpus para o 2º sargento Ricardo Campos Figueiredo, 42 anos, preso após quebrar dois telefones celulares na Operação Oiketikus. Em liberdade desde sábado, ele pediu demissão do cargo de assessor com nível DGA-2 na Segov (Secretaria Estadual de Governo). Ler mais

Antes de ser preso, motorista do governador teve nove punições canceladas em um dia, diz TV

As punições do assessor da Segov que foram canceladas pela PM em único dia, segundo a TV Morena (Foto: Reprodução)

Antes de ser preso na operação contra a máfia do cigarro, o 2º sargento Ricardo Campos Figueiredo, motorista e assessor militar do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), teve nove punições canceladas em um único dia. A denúncia foi veiculada pela TV Morena na quinta-feira (17). Ele recebeu R$ 16,3 mil de salário em abril, conforme o Portal da Transparência. Ler mais

Promovido três vezes por bravura e salário de R$ 16 mil, assessor do Governo é preso por corrupção

Tropa de Choque ajudou operação que prendeu 20 policiais por corrupção, sendo três oficiais e 17 praças (Foto: Campo Grande News)

Desencadeada para combater a corrupção na Polícia Militar, a Operação Oiketikus, do Gaeco (Grupo Especial de Combate à Crime Organizado) e da Corregedoria da PM, prendeu o segundo sargento Ricardo Campos Figueiredo, 42 anos. Com salário de R$ 16,3 mil, ele foi promovido três vezes por ato de bravura e é assessor do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Ler mais

© 2022 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑