Ocupante da Governadoria terá imenso desafio em administrar as contas públicas em 2019 (Foto: Arquivo)

O Estado de Mato Grosso do Sul terá um ano de 2019 muito difícil nas contas públicas, conforme projeção da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias). Projeto de lei encaminhado ao legislativo prevê queda de 66% no superávit primário, aumento pífio na receita e aumento de 7,22% nas despesas, o que representará acréscimo de R$ 975 milhões nos gastos. Ler mais