Revólveres foram apreendidos em poder do chefe do grupo, que confessou o roubo, mas disse que executou por encomenda para pegar propina (Foto: Divulgação)

A prisão de uma quadrilha de assaltantes, na quarta-feira (6), pelo suposto roubo de veículo na BR-262 pode detonar um escândalo sem precedentes na política de Mato Grosso do Sul. Os bandidos denunciaram que roubaram “propina” de R$ 270 mil paga por integrantes da administração estadual ao corretor de gado, José Ricardo Guitti, conhecido como Polaco. Ler mais