Governador terá acesso ao inquérito 1.190, que investiga o suposto pagamento de propina pela JBS (Foto: Arquivo)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) só terá acesso parcial ao inquérito 1.190, no Superior Tribunal de Justiça, que apura a denúncia de pagamento de R$ 38,4 milhões em propinas pela JBS ao tucano. A determinação é do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, que foi disponibilizada nesta sexta-feira. Ler mais