CGU diz que empresa pagou propina para ex-secretário adjunto de Fazenda em troca de contrato milionário com o Detran que lhe rendeu R$ 250 milhões em seis anos (Foto: Arquivo)

A ICE Cartões Especiais pagou propina de 1% em troca do contrato milionário com o Detran (Departamento Estadual de Trânsito). O dinheiro foi repassado ao ex-secretário estadual adjunto de Fazenda, André Luiz Cance, acusado de ser operador do esquema criminoso do ex-governador André Puccinelli (MDB), segundo conclusão de técnicos da CGU (Controladoria Geral da União). Ler mais