Tag: professores convocados

Presidente do STF nega liminar para suspender redução de salários de professores de MS

Com salário de R$ 39,3 mil, ministro não vê urgência no caso dos professores, que tiveram salário reduzido de R$ 6.079 para R$ 4,1 mil (Foto: Rosinei Coutinho/STF)

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, negou liminar para suspender a redução dos salários de 9 mil professores temporários da rede estadual de Mato Grosso do Sul. O pedido constava da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 6196), protocolada no dia 17 deste mês pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) a pedido da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Mato Grosso do Sul).

Ler mais

Reinaldo reduz em 32,5% salário de professor e concursado receberá valor 48% maior

Reinaldo se tornou o primeiro governador em 40 anos a reduzir em 32,5% salário de professores de MS (Foto: Chico Ribeiro/Arquivo)

Sem reduzir nenhum centavo do subsídio de R$ 35.462,22, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reduziu em 32,5% o salário pago a cerca de 9 mil dos 18 mil professores da rede estadual. Com a medida, sem precedentes e a mais maldosa em 40 anos de história de Mato Grosso do Sul, o valor pago aos concursados passa a ser 48,2% superior ao dos temporários, com a mesma jornada de trabalho e a mesma formação. (veja o diário)

Ler mais

Com salário de R$ 25 mil, 18 deputados aprovam corte de 30% para professor, que ganha R$ 6 mil

Professores pressionaram, mas não conseguiram se sensibilizar deputados, que aprovaram em primeira a redução nos salários dos convocados (Foto: Divulgação)

Em dezembro do ano passado, os deputados estaduais aprovaram reajuste de 16,38% nos próprios salários, que passariam de R$ 25.322,25 para R$ 29,4 mil. Nesta quarta-feira, 18 parlamentares votaram para reduzir em 30% os salários de 9 mil professores convocados na rede estadual. Só quatro foram contra a medida do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que também teve aumento de 16,38% neste ano.

Ler mais

© 2021 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑