Tag: política nacional (page 1 of 2)

Nova aventura golpista dos militares seria tiro no pé e o caos no Brasil, alerta economista

No artigo “No Japão, Olímpiada; no Brasil, ameaça de golpe!”, o ensaísta e economista Albertino Ribeiro afirma que o Brasil ficaria isolado do mundo caso os militares resolvam interromper a ordem democrática com a reimplantação da ditadura após 36 anos. “Hoje, uma aventura golpista seria tiro no próprio pé dos militares, pois não teriam apoio nem dos EUA e nem da Europa, o que certamente provocaria um isolamento diplomático do Brasil e, como consequência, sofreríamos um embargo econômico – o que seria um caos”, alerta.

Ler mais

Filósofo fala sobre a mentira e o discurso do ódio para disseminar a ideologia fascista

No artigo “Ideologia fascista e mentira: a receita do ódio”, o jornalista e filósofo Mário Pinheiro pontua de forma crítica, de forma ácida e sem trocadilhos, os políticos brasileiros que defendem Deus no discurso e não imitam Cristo na prática. Também mostra a demagogia dos políticos, como o húngaro de direita casado com uma juíza contra gays, que foi flagrado em orgia com 20 homens.

Ler mais

Resistir é preciso e nos faz viver, afirma jornalista em artigo sobre Sartre, Camus e Simone

No artigo “Sartre, Camus e o quiproquó existencial”, o jornalista e filosofo Mário Pinheiro fala sobre o existencialismo e a vida de Jean-Paul Sartre, Albert Camus e Simone de Beauvoir. Famosos pensadores do século XX, eles mostraram que resistir é preciso para fazer a diferença e construir algo melhor.

Ler mais

Usando a figura do jegue, filósofo faz meditações cartesianas sobre a política nacional

No artigo “Meditações cartesianas e o jegue em Brasília”, o filosofo e jornalista Mário Pinheiro recorre aos pensadores como Réné Descartes e Blaise Pascal  para analisar a situação e fazer meditações cartesianas sobre a política brasileira.

Ler mais

Filosofo alerta para o poder do Estado, que tem duas faces, mas nem sempre faz a melhor escolha

No artigo “As duas faces do Estado”, o jornalista e filosofo Mário Pinheiro analisa o papel do governante que encarna o poder. “Definir o Estado é algo difícil e quase impossível para os autores do dicionário crítico de Sociologia. O Estado se associa ao arbitrário, alia-se ao absurdo da força contra o direito dos trabalhadores numa eventual greve, impõe-se e realiza benfeitorias a pessoas externas com existência ou não de licitações”, inicia.

Ler mais

Atacada pela capitã Cloroquina, Fiocruz salvou a vida de milhares de brasileiros, diz ensaísta

No artigo “A grandeza da Fiocruz e a peste manqueira que assola Brasília”, o ensaísta e economista Albertino Ribeiro resgata a história da instituição criada em 1900 e que salvou a vida de milhares de brasileiros, de todas as classes sociais, com a descobertas de vacinas e tratamento para as mais diferentes doenças. Ele cita a varíola, meningite, poliomielite, sarampo e febre amarela.

Ler mais

Ensaísta culpa o racismo e o preconceito com os negros como causas da maior chacina no Rio

No artigo sobre a maior chacina na história do Rio de Janeiro, que matou 28 pessoas, o ensaísta e economista Albertino Ribeiro destaca o preconceito com os negros, que formam a maioria absoluta dos moradores da favela de Jacarezinho. A tragédia reflete o racismo estrutural no Brasil e a violência policial comum contra os negros, pobres e marginalizados.

Ler mais

Filosofo fala da perversão do voto para manter sofrimento do justo e a mordomia do político

No artigo “Os justos e a perversão do voto”, o filósofo e jornalista Mário Pinheiro destaca a importância do voto e faz paralelo com a Grécia, o berço da democracia moderna. Com maestria, ele descreve como ocorre a perpetuação do luxo da classe política, mesmo diante da miséria do povo.

Ler mais

Revolução dos Cravos deveria servir de inspiração aos militares brasileiros, propõe economista

Braga Neto e Bolsonaro ameaçam usar o Exército e elevam insegurança diante do frágil sistema democrático brasileiro (Foto: Arquivo)

No artigo especial para O Jacaré, o economista Albertino Ribeiro fala sobre as ameaças feitas pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e integrantes do Governo de usar o Exército para “cumprir a vontade popular”. No ensaio, ele propõe um paralelo com a Revolução dos Cravos, em que os militares portugueses lideraram insurreição e acabaram com ditadura de 48 anos em Portugal.

Ler mais

Filósofo traça parelelo entre a tragédia de Edipo e a crise de Governo e da justiça no Brasil

No artigo “A peste o e impeachment”, o jornalista e filósofo Mário Pinheiro, de Paris, na França, tenta decifrar o atual momento da política ao fazer paralelo com a tragédia grega de Édipo, que matou o pai e casou-se com a mãe. “Na trágica passagem de Édipo que descobriu a grande besteira que havia feito com seu pai, depois com a mãe, ele oferece o impeachment a si mesmo, considerando-se maldito, amaldiçoado. Nem foi preciso passar pela razão alheia para expulsá-lo do clã familiar. O fato é citado por Aristóteles na Poética”, pontua.

Ler mais
« Older posts

© 2021 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑