Tag: peculato (page 1 of 3)

Diretora de Ceinf vai prestar serviços por se apropriar de salários de professoras

Em caso raro, sentença já transitou em julgado, segundo juíza, e diretora deverá cumprir sentença de três anos de prestação de serviços à comunidade (Foto: Arquivo)

Uma diretora de Ceinf (Centro de Educação Infantil) de Campo Grande vai prestar serviços à comunidade pelo período de três anos e pagar dois salários mínimos por ter se apropriado dos salários das professoras. A execução da pena foi determinada pela juíza May Melke Amaral Penteado Siravegna, da 4ª Vara Criminal, conforme despacho publicado nesta terça-feira (3) porque a sentença transitou em julgado.

Ler mais

Juiz vira réu pela 2ª vez por peculato e ex-presidente do TJ adia desfecho da 3ª denúncia

Casal virou réu em mais uma denúncia por peculato e corrupção (Foto: Arquivo)

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul aceitou, por unanimidade, a denúncia por peculato, corrupção e falsidade ideológica contra o juiz Aldo Ferreira da Silva Júnior, afastado da 5ª Vara da Família e Sucessões de Campo Grande. O magistrado se tornou réu pela 2ª vez. O desfecho da 3ª denúncia, que inclui oito advogados, foi adiado para agosto após o ex-presidente da corte, desembargador Divoncir Schreiner Maran, pedir vistas para analisar o processo.

Ler mais

Presidente de ONG é condenado a prestar serviço pelo desvio de R$ 183 mil da Igualdade Racial

ONG recebeu dinheiro da União, mas não provou a execução do projeto (Foto: Arquivo)

Sentença da juíza substituta Júlia Cavalcante Silva Barbosa, da 3ª Vara Federal de Campo Grande, condenou Getúlio Raimundo de Lima, presidente de organização não-governamental pelo desvio de R$ 183,8 mil destinado a políticas voltadas aos afrodescendentes. Ele vai pagar R$ 20 mil, prestar serviços à comunidade pelo período da pena de dois anos e quatro meses e ressarcir os cofres públicos em R$ 322,8 mil.

Ler mais

Magali Picarelli, nora, ex-nora e ex-assessora são condenadas a 20 anos de prisão por peculato

Ex-vereadora do MDB foi condenada a sete anos de reclusão e a ressarcir os cofres públicos em R$ 54,9 mil (Foto: Arquivo)

A ex-vereadora Magali Picarelli (MDB), a nora, ex-nora e a ex-chefe de gabinete foram condenados a mais de 20 anos de prisão por peculato. Punida com a sentença de sete anos de reclusão, a emedebista foi denunciada na Operação Urutau, deflagrada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado)  contra o esquema de desvio de dinheiro público por meio de convênios com a Seleta e a Omep em dezembro de 2016.

Ler mais

PF apura negócios milionários de Osmar Jeronymo com sócio de Beira-mar e preso por tráfico

Indicado ao TCE por André Puccinelli e salário base de R$ 39 mil, Osmar Jeronymo é um dos principais alvos da Operação Mineração de Ouro (Foto: Arquivo)

Ex-secretário estadual de Governo e conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Osmar Domingues Jeronymo, é investigado pela Polícia Federal por usar envolvidos com o tráfico internacional de drogas para lavar dinheiro supostamente proveniente de corrupção. De acordo com despacho do ministro Francisco Falcão, do Superior Tribunal de Justiça, em transação imobiliária com o braço direito do narcotraficante Fernandinho Beira-mar, ele teria ganho 81,06% em quatro meses.

Ler mais

Advogado perde R$ 7,7 milhões ao não explorar mina comprada de sobrinho de conselheiro

Operação Mineração de Ouro cumpriu 20 mandados de busca e apreensão nesta terça (Foto: Divulgação)

Um dos principais alvos da Operação Mineração de Ouro, deflagrada nesta terça-feira (8) pela Polícia Federal, é advogado Félix Jayme Nunes da Cunha. Conforme a PF, assessor do conselheiro Osmar Domingues Jeronymo, ele pagou R$ 7,7 milhões em uma mineradora de cobre em Bela Vista, mas acabou perdendo o investimento ao deixar vencer o alvará sem explorar a atividade.

Ler mais

Investigada pelo MPE recebeu R$ 4,2 milhões e dona é advogada de ex-secretário de Administração

Operação Clean cumpriu mandados de busca e apreensão em escritório de empresa que tem entre os sócios, advogada de Carlos Alberto de Assis (Foto: Henrique Arakaki/Midiamax)

Alvo da Operação Clean, a Max Limp – Produtos para Limpeza recebeu R$ 4,282 milhões do Governo do Estado entre 2015 e 2019, de acordo com o Portal da Transparência. Uma das sócias da empresa, Magali Aparecida da Silva Brandão, aparece como advogada do ex-secretário estadual de Administração e Desburocratização e atual presidente da Agepan (Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos), Carlos Alberto de Assis.

Ler mais

Ex-vereadores e presidente da Câmara são condenados por peculato a mais de 48 anos

Operação prendeu ex-vereadores em maio de 2019 (Foto: Arquivo)

Sentença da juíza Camila de Melo Mattioli Pereira, da Vara Única de Água Clara, condenou dois ex-presidentes e o atual presidente da Câmara Municipal da cidade, empresário e duas mulheres por desvio de dinheiro e lavagem de capitais a mais de 48 anos de prisão. A magistrada determinou a perda do cargo de vereador do atual dirigente, Saylon Cristiano de Moraes (PDT).

Ler mais

Juiz inocenta escrivão que deu “jeitinho” para driblar falta de dinheiro e consertar viaturas da Polícia Civil

Viatura consertada graças ao esforço de Medina acabou sendo destinada para atender Depac na Capital (Foto: Arquivo)

A Justiça inocentou o escrivão Bernardino Medina da denúncia de peculato. Durante o processo e o julgamento ficou provado que o funcionário público não desviou o dinheiro destinado ao abastecimento dos veículos da Polícia Civil, mas recorreu ao “jeitinho brasileiro” para garantir o conserto e manutenção das viaturas destinadas ao atendimento das ocorrências policiais.

Ler mais

Desembargador linha dura vai julgar recurso de ex-assessor de Odilon contra pena de 41 anos

Antecessor de Sérgio Moro, Fausto de Sanctis foi pioneiro em colocar poderosos e bilionários atrás das grades (Foto: Arquivo)

O desembargador Fausto de Sanctis, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, será o relator do recurso de Jedeão de Oliveira, condenado a 41 ano, três meses e oito dias de prisão por peculato. Além de primo, ele foi chefe de gabinete por 21 anos do juiz federal aposentado Odilon de Oliveira.

Ler mais
« Older posts

© 2021 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑