Tag: operação uragano (page 1 of 2)

Após 11 anos, TCU pune ex-secretários e ex-prefeito morto pelo desvio de R$ 25 mi na saúde

Oito anos após sua morte, Artuzi tem contas reprovadas pelo TCU que manda devolver R$ 25,2 milhões desviados da saúde em 2009 e 2010 (Foto: Arquivo)

Depois de 11 anos no escândalo da Operação Uragano, o Tribunal de Contas da União condenou dois ex-secretários municipais de Dourados e o ex-prefeito Ari Artuzi, morto há oito anos, pelo desvio de R$ 25,233 milhões na saúde. Conforme relatório do ministro Raimundo Carreiro, da 2ª Câmara Técnica, os desvios ocorreram por meio do pagamento em duplicidade no convênio firmado com a ABD (Associação Beneficente Douradense).

Ler mais

Condenado por corrupção a 10 anos, ex-vereador é coordenador político de Reinaldo em Dourados

Richelieu de Carlo
Paulo Henrique, o Bambu, foi condenado a 10 anos e seis meses de prisão, mas ganha salário de R$ 12,5 mil do governador Reinaldo (Foto: Arquivo)

Condenado a dez anos e seis meses de prisão em regime fechado por corrupção, o ex-vereador Paulo Henrique Amos Ferreira, o Bambu, do Patriota, ganha salário de R$ 12,5 mil e é o coordenador regional do Governo do Estado em Dourados. Ele foi nomeado para o cargo pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Cassado por causa do “mensalinho” em 2011, o político é assessor da Segov (Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica) desde março de 2019.

Ler mais

Após oito anos e 12 adiamentos, STF impõe derrota a Geraldo e manda inquérito à 1ª instância

1ª Turma do STF concluiu julgamento de recurso após 12 adiamentos e negou provimento, por unanimidade, de recurso de Geraldo Resende (Foto: STF)

Após tramitar por oito anos no Supremo Tribunal Federal, o inquérito sobre pagamento propina em troca da liberação de emendas parlamentares ao ex-deputado federal Geraldo Resende (PSDB) será encaminhado à primeira instância em Dourados. Depois de adiar por 12 sessões consecutivas, a 1ª Turma concluiu o julgamento nesta terça-feira (10) e impôs nova derrota ao secretário estadual de Saúde (veja o andamento do processo).

Ler mais

Após 11 adiamentos, inquérito sobre propina de Geraldo empaca de novo no Supremo

Secretário de Saúde é investigado no STF há oito anos e até envio de inquérito para primeira instância empaca (Foto: Arquivo)

A 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal começou a julgar, nesta terça-feira (26), o recurso do secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, contra o envio do inquérito sobre pagamento de propina para a Justiça em Dourados. A análise foi adiada por 11 vezes consecutiva desde 20 de agosto deste ano.

Ler mais

Vice-presidente do STJ nega recurso e mantém investigação contra conselheiro do TCE

Jerson Domingos não conseguiu arquivar inquérito que apura propina milionária (Foto: Arquivo)

A vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministra Maria Thereza de Assis Moura, negou, no último dia 10 deste mês, recurso extraordinário para suspender a investigação contra o ex-presidente da Assembleia Legislativa e atual conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Jerson Domingos. Ele é alvo de inquérito para apurar o suposto pagamento de propina pelo legislativo estadual em 2010.

Ler mais

Marçal Filho pede e juíza censura site do MPF para “esconder” denúncia contra tucano

Marçal Filho descobriu uma fórmula de limpar a ficha: escondendo as denúncias (Foto: Divulgação/Luciana Nassar)

O deputado estadual Marçal Filho (PSDB) recorreu à censura para limpar a ficha diante da população de Mato Grosso do Sul. A pedido do tucano, a Justiça determinou a retirada do site do Ministério Público Federal a notícia de que ele e a ex-esposa Keliana Fernandes Mangueiras viraram réus por pedir R$ 2 milhões e sugerir desvio da verba destinada à compra de remédios pela Prefeitura Municipal de Dourados.

Ler mais

Marçal vira réu por exigir R$ 2 milhões para campanha e propor desvio na compra de remédios

Pré-candidato a perfeito de Dourados, Marçal é surpreendido pelo recebimento da denúncia por gravação feita em 2010, na qual ele pede R$ 2 milhões para a campanha (Foto: Luciana Nassar\ALMS)

O deputado estadual Marçal Filho (PSDB) e a ex-esposa, a radialista Keliana Fernandes Mangueiras, viraram réus por corrupção passiva e podem ser condenados a pena de dois a 12 anos de prisão em regime fechado. É mais um desfecho da Operação Uragano, da Polícia Federal, deflagrada em 2010.

Ler mais

Em decisão unânime, investigação de propina milionária continua contra André e Jerson

STJ negou, por 11 a 0, pedido de ex-governador para arquivar investigação para apurar denúncia de que ele recebia R$ 2 milhões da Assembleia (Foto: Arquivo)

Por unanimidade, a Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça negou pedidos para arquivar a investigação da suposta propina pela Assembleia Legislativa, escândalo conhecido como “Mensalão Pantaneiro”. Os ministros entendem que há indícios para manter o inquérito contra o ex-governador André Puccinelli (MDB) e o ex-presidente da Assembleia Legislativa e atual conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Jerson Domingos.       

Ler mais

Juiz manda advogados provarem mensalão a André, deputados e ex-chefe do MPE

Ação popular tenta evitar que denúncias feitas por Ary Rgo caiam no esquecimento após oito anos (Foto: Arquivo)

Quinze advogados deverão provar à Justiça que existiu o pagamento de R$ 300 mil a R$ 6 milhões por mês a políticos, desembargadores e a procurador de Justiça, conhecido como “Mensalão Pantaneiro”. O escândalo explodiu há oito anos na Operação Uragano, da Polícia Federal, e a apuração esbarra na resistência da Assembleia Legislativa em abrir os dados bancários. Ler mais

Reinaldo pode repetir André e se reeleger no 1º turno apesar de escândalo, diz Ipems

Reinaldo pode repetir antecessor e obter a reeleição no primeiro turno apesar de ser citado em mega escândalo de corrupção (Foto: Arquivo)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) ganhou mais apoio da população e pode vencer no primeiro turno, apesar da Operação Vostok, que o acusa de receber R$ 67,7 milhões em propinas e causar prejuízo de R$ 209,7 milhões aos cofres estaduais. Conforme pesquisa do Ipems, ele pode repetir o antecessor, André Puccinelli (MDB), que conseguiu se reeleger em turno único após as denúncias feitas na Operação Uragano. Ler mais

« Older posts

© 2021 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑