Tag: operação antivírus (page 1 of 3)

Deputado será interrogado em ação por corrupção e desvio de R$ 7,4 mi no Detran em abril

Deputado senta no banco dos réus no dia 29 de abril pelos crimes de organização criminosa, corrupção e desvio milionário no Detran (Foto: Arquivo)

A juíza Eucelia Moreira Cassal, da 3ª Vara Criminal, marcou o interrogatório para concluir o julgamento dos 18 acusados pelos crimes de corrupção, organização criminosa e desvio de R$ 7,460 milhões no Detran (Departamento Estadual de Trânsito). O deputado estadual Gerson Claro (Progressistas) vai ser interrogado no dia 29 de abril deste ano, a partir das 13h30. Ele foi preso na Operação Antivírus, deflagrada pelo Gaeco em 25 de agosto de 2017.

Ler mais

Tribunal também rejeita denúncia que colocou Rigo como sócio oculto de empresa

Ary Rigo foi deputado estadual por seis mandatos, com forte influência na política de MS. (Foto: Arquivo)

Por unanimidade, o TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) confirmou decisão que arquiva denúncia contra o ex-deputado estadual Ary Rigo, 74 anos. Com seis mandatos e ex-presidente da Assembleia Legislativa e figura expoente desde a criação de Mato Grosso do Sul, o político ficou preso por um dia, em agosto de 2017, quando foi alvo da Operação Antivírus. Na ocasião, a acusação era de ser sócio oculto de empresa de informática.

Ler mais

TJ livra ex-diretores de acusação pelo suposto desvio de R$ 7,4 milhões no Detran-MS

*Por Richelieu Pereira
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é operação-antivírus.jpg
Operação Antivírus levou agentes do Gaeco à sede do Detran-MS e resultou na queda de toda diretoria do órgão. (Foto: Arquivo)

A 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul decidiu, em sua maioria, extinguir a ação de improbidade administrativa pelo suposto desvio de R$ 7,4 milhões no Departamento Estadual de Trânsito contra o ex-diretor-adjunto do Detran, Donizete Aparecido da Silva, e o ex-diretor de Tecnologia do órgão, Gerson Tomi, na contratação emergencial da empresa Pirâmide Central Informática, em que teria havido “fraude” por ausência de licitação e serviço contratado que seria inútil, segundo investigações do Ministério Público Estadual na Operação Antivírus.

Ler mais

Líder do Governo vira réu pelo desvio de R$ 7,4 mi no Detran; juiz rejeita denúncia contra Rigo

Gerson Claro, líder de Reinaldo na Assembleia, virou réu por improbidade administrativa no Detran (Foto: Divulgação)

Líder do Governo de Reinaldo Azambuja (PSDB) na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Gerson Claro (Progressistas) virou réu por improbidade administrativa pelo suposto desvio de R$ 7,460 milhões no Departamento Estadual de Trânsito. Em despacho publicado nesta quinta-feira (12), a Justiça rejeitou a denúncia contra o ex-presidente da Assembleia Legislativa, Ary Rigo.

Ler mais

Juiz aceita denúncia contra seis por corrupção em contrato de informática de R$ 9,4 milhões no TCE

Empresários, servidores e empresa viram réus por suposto esquema de corrupção que envolve contrato de R$ 9,4 milhões no TCE (Foto: Arquivo)

Quatro empresários e dois servidores públicos viraram réus por improbidade administrativa no contrato de informática de R$ 9,416 milhões firmado entre o Tribunal de Contas do Estado e a Pirâmide Informática. Em quatro meses, a empresa de José do Patrocínio Filho elevou o patrimônio social de R$ 5 mil para R$ 500 mil e passou a ganhar concorrências milionárias, com a corte fiscal e do Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

Ler mais

Réu por peculato e corrupção, deputado fica livre da obrigação de comparecer em juízo

Gerson Claro continua proibido de manter contato com funcionários do Detran e outros réus na Operação Antivírus (Foto: Luciana Nassar/ALMS)

A Justiça estadual livrou o deputado estadual Gerson Claro (Progressista), réu por peculato, organização criminosa e corrupção no suposto desvio milionário do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), do cumprimento de apenas uma medida cautelar. No entanto, ele continua proibido de manter contato com os demais réus e de frequentar as unidades do órgão de trânsito.

Ler mais

MPE não se limitou ao Coaf para comprovar desvio milionário no Detran, avalia juíza

Gerson Claro se elegeu deputado estadual, mas continua obrigado a cumprir as medidas cautelares (Foto: Arquivo)

A juíza Eucelia Moreira Cassal, da 3ª Vara Criminal de Campo Grande, negou pedido para anular a ação penal da Operação Antivírus, porque a investigação se basou no compartilhamento de dados do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras). Ela ressaltou que o Ministério Público Estadual reuniu mais provas para comprar o esquema de corrupção e desvio milionário no Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

Ler mais

Decisão de Toffoli pode suspender julgamento de megaesquema de corrupção no Detran

Rigo pede a suspensão de ação penal porque investigação começou a partir de compartilhamento de dados pelo Coaf, sem autorização judicial (Foto: Arquivo)

A decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, pode suspender o julgamento do megaesquema de corrupção no Detran (Departamento Estadual de Trânsito), previsto para outubro deste ano. A suspensão pode beneficiar o deputado estadual Gerson Claro (PP), o ex-presidente da Assembleia, Ary Rigo, funcionários públicos e empresários, denunciados por peculato, corrupção passiva e ativa, organização criminosa e desvio milionário de recursos públicos.

Ler mais

Réu na Operação Antivírus, ex-adjunto do Detran obtém aval de juíza para renovar CNH

Operação Antivírus completará dois anos em agosto: processo está praticamente parado na Justiça (Foto: Arquivo)

Réu por peculato, lavagem de dinheiro, corrupção passiva e ativa, organização criminosa e falsidade ideológica, o ex-diretor adjunto do Detran, Donizete Aparecido da Silva, obteve autorização para Justiça para renovar a carteira de motorista. Ele está proibido desde a Operação Antivírus, deflagrada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial na Repressão ao Crime Organizado) em agosto de 2018, de manter contatos com funcionários do órgão.

Ler mais

Promotor denuncia empresários, ex-assessor da Segov e diretor por corrupção no TCE

Parajara prestou depoimento quando foi convocado pelo Gaeco (Foto: Arquivo)

O Ministério Público Estadual denunciou por improbidade administrativa empresários, o ex-assessor da Segov (Secretaria Estadual de Governo e Gestão Estratégica), Luiz Alberto Oliveira Azevedo, e o diretor de Administração Interna de do TCE (Tribunal de Contas do Estado), Parajara Moraes Alves Júnior. Eles são acusados de cometer os crimes de advocacia administrativa, tráfico de influência, corrupção e de causar prejuízo de R$ 9,416 milhões aos cofres da corte fiscal.

Ler mais
« Older posts

© 2022 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑