Tag: nelsinho trad (page 1 of 22)

Deputados apelam a Bolsonaro, mas não escapam da fúria do eleitor pelo fundão de R$ 5,7 bi

Dr. Luiz Ovando elogiou Bolsonaro por ter defendido os aliados que votaram a favor do fundão mesmo sendo contra (Foto: Arquivo)

Os cinco parlamentares de Mato Grosso do Sul estão enfrentando a fúria dos eleitores por terem aprovado o aumento de 185% no Fundo Eleitoral, que deve passar de R$ 2,034 bilhões para R$ 5,7 bilhões em 2022. Eles estão apelando ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que culpou o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL), pela manobra, e saiu em defesa dos deputados e senadores fieis, que aprovaram o novo fundão em plena crise causada pela pandemia.

Ler mais

MPE insiste na devolução de R$ 10 mi de Simone, Nelsinho e outros notáveis por salário ilegal

Senadores Simone e Nelsinho estão na lista de cobrança do Ministério Público. (Foto: Marcos Oliveira-Agência Senado)

Recheada de “notáveis”, a 7ª legislatura da Assembleia Legislativa custou mais caro do que deveria aos sul-mato-grossenses. A suspeita de improbidade administrativa foi levada à Justiça em 2016, e, agora, na reta final do processo, o MPE (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) insiste que 28 ex-deputados paguem indenização de R$ 10,6 milhões  pelo recebimento de salário acima do permitido por lei.

Ler mais

Rose, Bia, Ovando, Beto Pereira e Nelsinho aprovam fundo de R$ 5,7 bi para eleições de 2022

Beto Pereira, Bia Cavassa, Rose Modesto e Dr. Luiz Ovando aprovam triplicar o gasto com campanha eleitoral, apesar da mais grave crise enfrentada pelo Brasil (Foto: Campo Grande News)

Em meio a mais grave crise econômica da história brasileira, com falta de dinheiro para reajustar salários e fazer investimentos para minimizar os efeitos da pandemia da covid-19, o Congresso Nacional aprovou o aumento de 185% no Fundo Eleitoral. Com aval dos deputados federais Beto Pereira, Bia Cavassa e Rose Modesto, do PSDB, e Dr. Luiz Ovando (PSL) e do senador Nelsinho Trad (PSD), o dinheiro a ser torrado nas eleições passou de R$ 2,034 bilhões, no ano passado, para R$ 5,7 bilhões.

Ler mais

Juiz bloqueia contas e manda ex-deputada vender ações para pagar dívida de Nelsinho

Antonieta e senador foram casados por comunhão parcial de bens: juiz manda sequestrar 50% do dinheiro depositado nas contas de ex-deputada (Foto: Arquivo)

A Justiça bloqueou as contas da ex-deputada Antonieta Amorim (MDB) e ainda determinou que ela venda metade das ações na agropecuária para pagar a dívida milionária de Nelsinho Trad (PSD) com a VCA Produções. Além disso, o juiz mandou penhorar os veículos em nome do senador para quitar a dívida de R$ 3,4 milhões com a VCA Produções, decorrente da campanha a governador em 2014.

Ler mais

Reinaldo é vaiado pela 2ª vez em evento com Jair Bolsonaro, desta vez em Ponta Porã

Governador de MS foi vaiado ao discursar em evento com Bolsonaro na fronteira (Foto: Reprodução)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) foi vaiado ao discursar durante evento com a presença do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em Ponta Porã, a 323 quilômetros da Capital. Esta é a segunda vez que o tucano, denunciado no Superior Tribunal de Justiça por receber R$ 67,791 milhões em propinas da JBS, é hostilizado ao participar de evento com o presidente.

Ler mais

Simone Tebet é a única de MS a assinar pedido para prorrogar CPI da Covid no Senado

Randolfe Rodrigues publicou a lista dos 34 senadores, inclusive Simone, que assinaram requerimento para prorrogar a CPI da Covid no Senado (Foto: Arquivo)

A senadora Simone Tebet (MDB) é a única integrante da bancada de Mato Grosso do Sul que assinou o requerimento para prorrogar a CPI da Covid no Senado. Em meio ao escândalo do superfaturamento na compra da vacina Covaxin, da Índia, o vice-presidente da comissão, senador Randolfe Rodrigues (Rede), do Amapá, anunciou que já conta com 34 assinaturas, número suficiente para estender os trabalhos do final de julho para até o dia 27 de outubro deste ano.

Ler mais

Campeão em ações de improbidade no Senado, Nelsinho culpa Bernal e defende mudança

De acordo com levantamento de jornal, Nelsinho é o senador com mais ações de improbidade. Dos 81 senadores, 37 possuem ações na Justiça (Foto: Arquivo)

O ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PSD), é campeão em ações de improbidade administrativa entre os 81 senadores, conforme levantamento divulgado nesta segunda-feira (21) pelo jornal O Estado de São Paulo. Com 17 processos por suspeita de irregularidades na Justiça, ele culpou o sucessor, Alcides Bernal (Progressistas), e defendeu as mudanças aprovadas na LIA (Lei de Improbidade Administrativa) pela Câmara dos Deputados.

Ler mais

Nelsinho e Soraya aprovam venda da Eletrobras; Simone vota contra por prever conta mais cara

Dos três senadores de MS, dois foram aprovaram MP com os “jabutis”, que deixam conta de luz mais cara (Foto: Arquivio/Midiamax)

Os senadores Nelsinho Trad (PSD) e Soraya Thronicke (PSL) votaram a favor da medida provisória que autoriza a venda da Eletrobras, a maior empresa da América Latina. Por causa dos “jabutis” incluídos na proposta, que devem encarecer a conta de luz para o consumidor, a senadora Simone Tebet (MDB) votou contra a proposta. No entanto, em votação apertada, o Senado aprovou a MP por 42 votos a favor e 37 contra.

Ler mais

Com voto de ex-presidente, TJ cancela bloqueio de R$ 101 mi de senador por corrupção no lixo

Desembargador Divoncir Schreiner Maran votou pela liberação total dos bens e contas bancárias de Nelsinho, mas manteve o sequestro da fazenda de R$ 29,2 milhões (Foto: Arquivo)

Pelo placar de 2 a 1, a 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul suspendeu, nesta terça-feira (15), o bloqueio de R$ 101,576 milhões do senador Nelsinho Trad (PSD). O voto decisivo para pôr fim ao sequestro decretado há dois anos foi do ex-presidente da corte, desembargador Divoncir Schreiner Maran. Com base em investigação da Polícia Federal, o Ministério Público Estadual acusa o ex-prefeito da Capital de ter recebido R$ 50,788 milhões em propinas da Solurb.

Ler mais

Disputa do Governo em MS segue embolada, com André na liderança e sete empatados em 2º

Eduardo Riedel e Tereza Cristina podem repetir Reinaldo e Delcídio em 2014, quando um disputaria o governo e o outro o Senado, mas acabaram se enfrentando pela Governadoria (Foto: Arquivo)

Levantamento do Instituto Ranking mostra que a disputa pela sucessão de Reinaldo Azambuja (PSDB) segue embolada e sem favoritos em Mato Grosso do Sul. O ex-governador André Puccinelli (MDB) lidera a disputa, mas com sete candidatos empatados na margem de erro e com chances de chegar a eventual segundo turno, segundo pesquisa do Instituto Ranking, realizada com 2 mil eleitores em 20 cidades entre os dias 9 e 12 deste mês.

Ler mais
« Older posts

© 2021 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑