Tag: mpf (page 1 of 4)

Ex-prefeito e empresários são condenados a prestar serviços por desvio em obra de creche

Ex-prefeito de Corguinho é condenado pela segunda vez e, de novo, a prestação de serviços à comunidade, mas desta vez a três anos (Foto: Arquivo)

A Justiça Federal condenou o ex-prefeito de Corguinho, Teophilo Barboza Massi, o Teo Massi (PDT), e dois empresários à prestação de serviços pelo desvio na construção de uma creche. Esta é a segunda vez que o pedetista é condenado por desvio de recursos públicos. Desta vez, o desvio de R$ 60.616,46 – valor atualizado seria de R$ 124,3 mil – ocorreu em recurso repassado pelo FNDE (Fundo Nacional para o Desenvolvimento da Educação).

Ler mais

TRF3 nega recurso do MPF e mantém suspeição de juiz e anulação de ações contra Giroto

Giroto tem mais uma vitória no TRF3 ao ficar livre de juiz que o condenou duas vezes na Operação Lama Asfáltica (Foto: Arquivo)

A 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região negou embargos de declaração do Ministério Público Federal e manteve o afastamento do juiz Bruno Cezar da Cunha Teixeira, da 3ª Vara Federal de Campo Grande, de uma ação contra o ex-deputado federal Edson Giroto. Com a decisão, tomada em julgamento da última segunda-feira (14), a corte mantém a decisão que atrasa praticamente todas as ações de corrupção, desvio de dinheiro público, lavagem de dinheiro e organização criminosa na Operação Lama Asfáltica.

Ler mais

Mudança em lei por Bolsonaro pode livrar André de ação por não aplicar R$ 427 mi em saúde

Mudança na Lei de Improbidade Administrativa, sancionada por Bolsonaro em 2021, deve livrar Jader Afonso, Puccinelli e Lastória de ação por não aplicar R$ 427,7 milhões em saúde em 2014 (Foto: Arquivo)

A mudança na Lei de Improbidade Administrativa pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) pode livrar o ex-governador André Puccinelli (MDB) de ação por não ter aplicado R$ 427,7 milhões em saúde em 2014. O Ministério Público Federal denunciou o emedebista e dois ex-secretários estaduais por improbidade e poderiam ser condenados a ficar inelegíveis e ressarcir os cofres públicos.

Ler mais

TRF nega pedido do MPF e mantém senador livre de ação por superfaturamento em aterro

Senador Nelsinho Trad teve ação de improbidade por suspeita de direcionamento e superfaturamento na construção do aterro sanitário arquivada pelo TRF3 (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

A 3ª Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região negou três embargos de declaração do Ministério Público Federal contra o arquivamento de ação por improbidade administrativa decorrente da construção do aterro sanitário Dom Antônio Barbosa, em Campo Grande. Com a decisão, por unanimidade, os desembargadores o senador Nelsinho Trad (PSD), o ex-secretário municipal de Infraestrutura, João Antônio De Marco, e outros, livres da denúncia de superfaturamento e direcionamento na obra.

Ler mais

Fischer renova licença médica e ação contra governador deve ganhar novo relator no STJ

O ministro Felix Fischer renovou a licença médica até o dia 29 de outubro deste ano e a Ação Penal 980, contra Reinaldo Azambuja (PSDB), deverá ganhar relator substituto no Superior Tribunal de Justiça. Desde de fevereiro deste ano, a Corte Especial tenta julgar pedido do Ministério Público Federal contra o desmembramento da denúncia e manter em Brasília o julgamento do governador, o filho, Rodrigo Souza e Silva, e outros réus pela suposta propina de R$ 67,791 milhões da JBS.

Ler mais

Saúde comprou máscaras impróprias com preço acima do mercado na gestão Mandetta

Ministério da Saúde pagou R$ 350 milhões em máscaras vendidas por distribuidora de relógios de luxo suíços e que não tiveram utilidade para profissionais de saúde em abril de 2020 (Foto: Arquivo/UOL)

Documento enviado à CPI da Covid do Senado revela que o Ministério da Saúde pagou preço acima do mercado por máscaras impróprias para os profissionais de saúde. A compra, investigada pelo Ministério Público Federal, CGU (Controladoria-Geral da União) e TCU (Tribunal de Contas da União), ocorreu na gestão de Luiz Henrique Mandetta, conforme reportagem divulgada nesta quarta-feira (2) pelo portal Uol.

Ler mais

MPF cobra Reinaldo sobre desativação de hospital de campanha não usado contra covid

Reinaldo deverá assinar pessoalmente ofício com informações solicitadas pela PGR (Foto: Chico Ribeiro/Arquivo)

O Ministério Público Federal cobrou informações do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) sobre a desativação do hospital de campanha, que acabou custando uma fortuna e nunca recebeu paciente com covid-19 na Capital. Além do valor investido, a subprocuradora-geral da República, Lindora Araújo, quer saber por que a unidade foi desativada no pico da pandemia e diante da superlotação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Ler mais

Após sete anos, ação que cobra R$ 102,7 milhões da Máfia do Câncer volta à Justiça Estadual

Adalberto Siufi conseguiu convencer TRF3 de que competência para julgar ação por improbidade é da Justiça Estadual (Foto: Arquivo)

Ação de improbidade administrativa com ressarcimento contra os supostos integrantes da Máfia do Câncer voltou para a 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos. Protocolada há quase sete anos pelo Ministério Público Estadual e Federal, a denúncia cobra R$ 102,7 milhões dos ex-administradores do Hospital do Câncer Alfredo Abrão, como os médicos Adalberto Abrão Siufi e Issamir Farias Saffar.

Ler mais

Julgamento de Nelsinho pelo superfaturamento de R$ 882,5 mil na merenda será na sexta

Senador vai ser interrogado na sexta referente a denúncia feita em fevereiro de 2015 (Foto: Divulgação)

O senador Nelsinho Trad (PSD) vai a julgamento pelo superfaturamento de R$ 882,5 mil na merenda escolar vai a julgamento na próxima sexta-feira (5). Junto com mais sete pessoas, o ex-prefeito de Campo Grande foi denunciado por improbidade administrativa pelo Ministério Público Federal no início de fevereiro de 2015.

Ler mais

Turma nega recurso do MPF e mantém André livre de ação por não investir R$ 374 mi em saúde

Puccinelli se livra de um ação na Justiça: por não aplicar 12% em saúde em 2013 (Foto: Arquivo)

A 1ª Turma do Superior Tribunal de Justiça negou, por unanimidade, recurso do Ministério Público Federal e manteve o ex-governador André Puccinelli (MDB) livre de ação por improbidade por não ter aplicado R$ 374 milhões em saúde em 2013. O julgamento ocorreu na terça-feira passada (1º), conforme despacho a ser publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (9).

Ler mais
« Older posts

© 2022 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑