Tag: márcio fernandes (page 1 of 2)

Sete deputados elevam gastos com cota na pandemia; Renato Câmara é campeão em despesa

Apesar das sessões virtuais e restrições pela pandemia, Renato Câmara torrou R$ 431.7 mil no ano passado (Foto: Arquivo)

Sete deputados estaduais elevaram os gastos com a cota parlamentar em 2020, apesar da Assembleia Legislativa ter restringindo atividades e realizado sessões virtuais por causa da pandemia da covid-19. O campeão em despesa foi Renato Câmara (MDB), que teve aumento de 17,7% e torrou R$ 431,7 mil no ano passado. Londres Machado (PSD) também não economizou e foi vice-campeão em gastos, com R$ 429,7 mil.

Ler mais

Candidatos arrecadaram R$ 8,5 milhões; 3 campanhas milionárias fracassaram nas urnas

Dagoberto teve a campanha mais cara, mas ficou em 10º lugar (Foto: Divulgação)

Os candidatos a prefeito de Campo Grande declararam receita de R$ 8,590 milhões na campanha deste ano. Das quatro campanhas milionárias, com exceção de Marquinhos Trad (PSD), três movimentaram mais de um milhão, mas fracassaram nas urnas com votação pífia.

Ler mais

Poupado pela oposição, Marquinhos tem o dobro dos adversários, segundo pesquisa

Com 17 candidatos a prefeito, Capital corre risco de não ter segundo turno, segundo Ranking (Foto: Arquivo)

A 20 dias do início da campanha eleitoral, Marquinhos Trad (PSD) tem 53,08% das intenções de voto na primeira sondagem feita pelo instituto Ranking Comunicação e Pesquisa com os 17 pré-candidatos a prefeito de Campo Grande. Poupado pela oposição e no cenário mais atípico da história por causa da pandemia, o prefeito tem o dobro das intenções de votos dos adversários, que somam 26,75%.

Ler mais

Londres é campeão em gasto com cota em plena pandemia; deputados usaram R$ 4,3 mi

No 11º mandato, Londres é o campeão de gastos na Assembleia, mas o dinheiro é do povo (Foto: ALMS)

O decano Londres Machado (PSD), no 11º mandado, é o campeão em gastos da cota parlamentar em plena pandemia e com sessões remotas desde meados de março deste ano. Poderoso e milionário, ele gastou R$ 208,2 mil de janeiro a junho deste ano com a CEAP (Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar), em média de R$ 34,7 mil por mês. No total, os 24 deputados gastaram R$ 4,380 milhões no primeiro semestre, conforme o Portal da Transparência.

Ler mais

Quinze topam o desafio de administrar a Capital no pós-pandemia: conheça os pré-candidatos a prefeito

Catorze homens e uma mulher podem disputar a Prefeitura de Campo Grande nas eleições deste ano. Além de assumir o orçamento de R$ 4,3 bilhões e 27 mil funcionários, o vencedor terá a difícil missão de comandar a gestão do município no cenário pós-pandemia, com muitas demandas, mas com receita enxuta por causa da maior crise econômica mundial em 100 anos.

Ler mais

Hora da solidariedade: “show em casa” une 11 partidos para arrecadar alimentos na pandemia

Grupo Zíngaro participará de live promovida por partidos para arrecadar alimentos e agasalhos na Capital (Foto: Arquivo)

Onze partidos decidiram dar um tempo para as eleições deste ano e se uniram para promover campanha de arrecadação de alimentos e agasalhos neste domingo. O live “Grande Encontro – Cantando Juntos pelo Bem de Todos” reúne artistas da terra, que vão cantar gratuitamente, para incentivar as doações.

Ler mais

Com recusa de estrelas, MDB procura vice para impulsionar candidatura de Márcio Fernandes

No meio de Mochi e André, Márcio Fernandes é oficializado pré-candidato a prefeito da Capital pelo MDB (Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado)

Com a recusa das principais lideranças, como o ex-governador André Puccinelli, a senadora Simone Tebet e o ex-senador Waldemir Moka, o MDB decidiu lançar o deputado estadual Márcio Fernandes para disputar a prefeitura da Capital nas eleições deste ano. Agora, a cúpula procura uma mulher de destaque para impulsionar a candidatura.

Ler mais

MDB ainda agoniza e só deve ter candidato competitivo em uma das cinco maiores cidades

Junior Mochi assume a presidência do MDB no lugar de Puccinelli: desafio é reerguer a sigla, que governou o Estado em 20 dos 40 anos de história de MS  (Foto: Campo Grande News/Kísie Ainoã)

Maior partido do Estado, com 50,9 mil filiados, o MDB vem sendo sufocado pela força do PSDB, que controla a máquina estadual, e ainda agoniza ao não recuperar a força política do passado. Após governar o Estado em 20 dos 40 anos e de comandar a Prefeitura de Campo Grande por duas décadas, a sigla não recuperou o prestígio e só deve ter candidato competitivo em apenas um dos cinco maiores municípios.

Ler mais

Nem aí com o aumento da gasolina ao povo, deputados torraram R$ 830 mil com combustível

O CAMPEÃO: Onevan de Matos gastou R$ 92.856,07 com combustível de janeiro a setembro deste ano (Foto: Luciana Nassar/ALMS)

A favor do aumento na alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre a gasolina de 25% para 30%, os 15 deputados estaduais utilizaram R$ 830,1 mil da verba indenizatória para gastar com combustível e lubrificantes, conforme o Portal da Transparência da Assembleia Legislativa.

Ler mais

Sem crise! Deputados elevam gasto com cota em 19% e campeões torram R$ 245 mil em sete meses

Felipe Orro foi o campeão em gasto de janeiro a julho, mas ficou dentro do limite previsto ao usar 96% dos R$ 254,1 mil permitidos (Foto: Luciana Nassar/Arquivo)

Os deputados estaduais elevaram em até 19% o gasto com a atividade parlamentar em Mato Grosso do Sul em relação ao ano passado, de R$ 30,5 mil para R$ 36,3 mil por mês. Campeões nos gastos de janeiro a julho deste ano, Felipe Orro (PSDB) e Márcio Fernandes (MDB) torraram mais R$ 245 mil, o dobro do valor consumido pelo novato Capitão Contar (PSL), que gastou apenas R$ 123,5 mil no mesmo período.

Ler mais
« Older posts

© 2022 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑