Tag: juiz marcelo bretas

Denunciado por três crimes na Lava Jato, dono de Shopping China tem habeas corpus negado pelo STJ

Marcelo Bretas, o juiz famoso por não temer poderosos e julgar rápido, vai analisar denúncia contra dono de Shopping China e poderoso empresário de Ponta Porã (Foto: Arquivo)

Denunciado por três crimes na Operação Patrón, o empresário Felipe Cogorno Alvarez teve pedido de habeas corpus negado no último dia antes do recesso do Poder Judiciário. Antônio Joaquim da Mota, o Tonho, poderoso e tradicional empresário de Ponta Porã, passou as festas de fim de ano no presídio, onde está desde o final de novembro deste ano.

Ler mais

Foragido, dono do Shopping China nega amizade com doleiro e diz que só indicou casa de câmbio

Doleiro Najun Turner, que teria pedido indicação de casa de câmbio no Paraguai, ao dono do Shopping China (Foto: TV G1)

Com a prisão preventiva decretada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, o dono do Shopping China, Felipe Cogorno Alvarez, divulgou nota, nesta quarta-feira (20), para negar qualquer vínculo com Dario Messer, o doleiro dos doleiros. No entanto, ele admitiu que indicou uma casa de câmbio para outro foragido, Najun Turner.

Ler mais

Dono do Shopping China tem prisão preventiva decretada por ocultar R$ 2,1 mi de doleiro

Dono do Shopping China, Felipe Cogorno Alvarez, teve a prisão preventiva decretada na Operação Lava Jato (Foto: Arquivo)

A Justiça Federal do Rio de Janeiro decretou a prisão preventiva do empresário Felipe Cogorno Alvarez, dono do Shopping China, “meca das compras” dos sul-mato-grossense em Pedro Juan Caballero, no Paraguai. Ele é acusado de ter ocultado R$ 2,1 milhões para o doleiro Dario Messer, que teve a prisão decretada na Operação Câmbio Desligo e ficou foragido entre maio de 2018 e julho deste ano.

Ler mais

Acusado de ganhar R$ 1,8 bilhão em propina, Temer teve apoio de secretário e ministra de MS

Momento em que a PF prende o emedebista e põe fim ao sua amargura pelo ostracismo (Foto: Arquivo)

Acusado de chefiar organização criminosa por 40 anos e receber R$ 1,8 bilhão em propinas, o ex-presidente da República, Michel Temer (MDB), teve apoio de quatro deputados federais sul-mato-grossenses para não ser investigado nem julgado em 2017. Ele foi preso ontem junto com o ex-ministro das Minas e Energia e ex-governador do Rio de Janeiro, Moreira Franco (MDB).

Ler mais

© 2021 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑