Tag: juiz bruno cezar da cunha teixeira (page 1 of 12)

Fraudes na Lúdio Coelho: liminar de Fontes atrasa 2º julgamento de André na Lama Asfáltica

Ex-governador quer perícia em documentos e em toda a extensão de avenida construída na Capital que teria causado prejuízo de R$ 4,8 milhões à União (Foto: Arquivo)

O desembargador Paulo Fontes, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, concedeu liminar em habeas corpus para suspender o julgamento do ex-governador André Puccinelli (MDB) pelas fraudes na obra da Avenida Lúdio Martins Coelho, em Campo Grande. Este deve ser o 2º julgamento do emedebista na Operação Lama Asfáltica a sofrer atraso por causa de decisão da segunda instância.

Ler mais

TRF3 nega HC e mantém na Justiça Federal ação que cobra R$ 1,4 bi de André e Giroto

Giroto argumentou que o dinheiro era do Estado e ação não deveria ser julgada pela Justiça Federal (Foto: Arquivo)

A 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região negou, por unanimidade, habeas corpus para trancar ação penal contra o ex-secretário estadual de Obras, Edson Giroto. Com a decisão, o processo que cobra R$ 1,4 bilhão do ex-deputado federal, do ex-governador André Puccinelli (MDB) e do empresário João Amorim, entre outros, vai continuar sendo julgado pelo juiz Bruno Cezar da Cunha Teixeira, da 3ª Vara Federal.

Ler mais

Mais Lama: ação por organização criminosa contra Cance e milionários vai à justiça estadual

Juiz envia para justiça estadual denúncia de organização criminosa contra oito réus na Operação Lama Asfáltica, inclusive milionários e filho de ex-governador (Foto: Arquivo)

Mais uma ação por organização criminosa contra oito réus na Operação Lama Asfáltica, inclusive milionários vai ser encaminhada para a justiça estadual de Mato Grosso do Sul a pedido do ex-secretário-adjunto estadual de Fazenda, André Luiz Cance. Em despacho publicado nesta terça-feira (14), o juiz Bruno Cezar da Cunha Teixeira, declina competência para a denúncia envolvendo os acusados de desviar dinheiro público na gestão de André Puccinelli (MDB).

Ler mais

Cance e Amorim querem anular inquérito sobre desvios no Detran e bloqueio de R$ 40 mi

Ex-secretário e empresário querem até anular as provas colhidas durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão (Foto: Arquivo)

O ex-secretário-adjunto de Fazenda, André Cance, e o empresário João Amorim recorreram ao Superior Tribunal de Justiça para suspender o sequestro de R$ 40 milhões e as investigações pelos desvios milionários no Detran (Departamento Estadual de Trânsito). O dono da Proteco cita o caso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e quer anular as provas recolhidas na Operação Motor de Lama, denominação da 7ª fase da Lama Asfáltica.

Ler mais

André pede aval de juiz para vender 4 terrenos em residencial de luxo e pode faturar R$ 2,4 mi

André quer vender quatro terrenos no residencial de luxo, onde um lote pode custar até R$ 1,3 milhão (Foto: Reprodução)

O ex-governador André Puccinelli (MDB) pediu autorização da Justiça Federal para vender quatro lotes no Residencial Damha I, famoso condomínio de luxo na Capital. Conforme corretores do mercado imobiliário, o emedebista pode faturar, no mínimo, R$ 2,4 milhões com a venda dos imóveis. O Ministério Público Federal manifestou-se favorável a alienação dos terrenos.

Ler mais

TRF3 dá vitória a André, manda periciar toda MS-430 e deve atrasar sentença sobre desvio

TRF3 acata pedido de ex-governador e manda fazer perícia em toda a extensão da MS-430 (Foto: Arquivo)

A 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região acatou parcialmente pedido do ex-governador André Puccinelli (MDB) e deverá atrasar a sentença sobre o suposto desvio milionário na MS-430. Por determinação da corte, a perícia deverá ser feita em toda a extensão da rodovia e não apenas no trecho executado pela Proteco, do empresário João Amorim.

Ler mais

Juiz interrogará Amorim e filhas para encerrar julgamento sobre ocultação de R$ 33,8 milhões

Empresário chegou a arrolar 250 testemunhas de defesa para atrasar julgamento, que será concluído em novembro (Foto: Arquivo)

O juiz Bruno Cezar da Cunha Teixeira, da 3ª Vara Federal, marcou o interrogatório do poderosíssimo empresário João Amorim, da sua sócia e das três filhas pela ocultação de R$ 33,858 milhões supostamente desviado dos cofres públicos na compra de duas fazendas. Com o depoimento dos réus, o magistrado conclui o julgamento de uma das ações mais morosas, arrastadas e problemáticas da Operação Lama Asfáltica.

Ler mais

Dono de siderúrgica é condenado a 5 anos, perda de fazenda e R$ 1,3 mi por trabalho escravo

Dono de Simasul, José Afonso Gonçalves, perdeu fazenda e ainda vai pagar indenização por danos morais e individuais de R$ 1,375 milhão (Foto: Arquivo)

O empresário José Afonso Gonçalves, dono da Siderúrgica Simasul, em Aquidauana, foi condenado a cinco anos e oito meses de reclusão, a pagar multa de R$ 1,375 milhão e a perda de uma fazenda por manter 25 funcionários em situação análoga ao de trabalho escravo. Rara, senão inédita em Mato Grosso do Sul, a sentença do juiz Bruno Cezar da Cunha Teixeira, da 3ª Vara Federal, foi publicada nesta quinta-feira (22).

Ler mais

André sofre a 3ª derrota e não consegue escapar de julgamento por fraudes na MS-430

Antes da temporada de julgamentos, Puccinelli participou de programa de pescaria do ex-secretário de Habitação, Carlos Marun (Foto: Reprodução)

O vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Jorge Mussi, negou, nesta quarta-feira (21), pedido de liminar em habeas corpus para suspender o julgamento de André Puccinelli (MDB) por fraudes na obra de pavimentação da MS-430. Esta é a 3ª derrota consecutiva do ex-governador na tentativa de escapar da audiência de instrução e julgamento na Operação Lama Asfáltica, que começou ontem na 3ª Vara Federal de Campo Grande.

Ler mais

Garagista vira réu por usar contas da mãe e ex para ocultar R$ 17 milhões do tráfico e contrabando

Juiz Bruno Cezar da Cunha Teixeira negou pedido de acusado para anular denúncia e marcou julgamento (Foto: Arquivo)

A Justiça Federal aceitou denúncia contra um garagista que usou as contas bancárias da mãe e da ex-namorada para movimentar R$ 17,3 milhões supostamente oriundos do tráfico internacional de drogas e do contrabando de cigarros em Mundo Novo (MS) e Guaíra (PR). Conforme despacho do juiz Bruno Cezar da Cunha Teixeira, da 3ª Vara Federal, publicado hoje (21), ainda há a suspeita de que Inácio Batista Mello tenha ligação com a Máfia da Fronteira, desbaratada na Operação Laços de Família.

Ler mais
« Older posts

© 2021 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑