Tag: jedeão de oliveira (page 1 of 2)

TRF3 abre 2º processo administrativo para apurar três irregularidades do juiz Odilon

Juiz Odilon começa a ter problemas na imagem após construir fama de não ter medo em combater o crime organizado (Foto: Arquivo)

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região instaurou o segundo PAD (Procedimento Administrativo Disciplinar) contra o juiz federal aposentado Odilon de Oliveira. A nova sindicância apura três supostas irregularidades cometidas pelo magistrado: a contratação de administradora dos bens apreendidos pela 3ª Vara Federal, fornecimento de senha pessoal a terceiros e uso de gravador ambiental.

Ler mais

Por 14 a 4, TRF abre sindicância contra Odilon para apurar trituração de papeis por Jedeão

Juiz Odilon, que deixou o PDT neste ano, vai responder processo administrativo no TRF3 (Foto: Arquivo)

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região aprovou por 14 votos a 4, na noite desta quarta-feira (11), a abertura de processo administrativo contra o juiz federal aposentado Odilon de Oliveira. O objetivo é apurar a trituração de documentos pelo ex-diretor da 3ª Vara Federal de Campo Grande e primo do magistrado, Jedeão de Oliveira, condenado a 41 anos de prisão em regime fechado por peculato.

Ler mais

Desembargador linha dura vai julgar recurso de ex-assessor de Odilon contra pena de 41 anos

Antecessor de Sérgio Moro, Fausto de Sanctis foi pioneiro em colocar poderosos e bilionários atrás das grades (Foto: Arquivo)

O desembargador Fausto de Sanctis, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, será o relator do recurso de Jedeão de Oliveira, condenado a 41 ano, três meses e oito dias de prisão por peculato. Além de primo, ele foi chefe de gabinete por 21 anos do juiz federal aposentado Odilon de Oliveira.

Ler mais

Barões do tráfico apelam à “delação” de ex-assessor de Odilon para anular sentença de 223 anos

Odacir, de camiseta branca, durante interrogatório feito por Odilon: ele recorreu à proposta de delação de Jedeão para tentar anular sentença (Foto: Arquivo)

Condenados por serem os barões do tráfico, os irmãos Corrêa apelaram à proposta de delação premiada de Jedeão de Oliveira, ex-assessor do juiz federal Odilon de Oliveira (PDT), para tentar anular a sentença. Os 14 integrantes da organização criminosa foram condenados a penas somadas de 223 anos de prisão por tráfico internacional de drogas, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Ler mais

Ex-chefe de gabinete do juiz Odilon é condenado a 41 anos e três meses de prisão

Jedeão é condenado após causar polêmica na campanha eleitoral ao acusar ex-chefe e primo (Foto: Arquivo)

Com o fracasso da delação premiada, que foi rejeitada pelo Ministério Público Federal, mas marcou a campanha eleitoral, Jedeão de Oliveira foi condenado a 41 anos, três meses e oito dias de prisão. Ele foi chefe de gabinete por 21 anos do juiz federal Odilon de Oliveira, candidato a governador nas eleições deste ano. Ler mais

Após 22 anos, Justiça descobre mais um sumiço de dinheiro envolvendo ex-assessor de Odilon

Jedeão é alvo de nova ação por improbidade, desta vez por crime descoberto 22 anos depois (Foto: Arquivo)

Somente em julho deste ano, 22 anos depois do suposto crime, a Justiça Federal de Campo Grande descobriu mais um sumiço de dinheiro envolvendo Jedeão de Oliveira, 50 anos, ex-chefe de gabinete do juiz Odilon de Oliveira (PDT). Ao procurar as cédulas apreendidas em poder da organização criminosa do narcotraficante Nilton Andrade dos Santos, o Pepito, para encaminhar ao Fundo Nacional Antidrogas, os funcionários não encontraram os reais, dólares, bolívares e guaranis. Ler mais

Reinaldo e Odilon trocam acusações e sobem tom no 1º debate do 2º turno

Reinaldo abusou da soberba para tentar desqualificar o adversário; Odilon usou a operação de combate à corrupção e aumento de impostos contra o tucano (Foto: Marcos Ermínio/Midiamax)

Troca de acusações marcou o primeiro debate do segundo turno entre os candidatos a governador de Mato Grosso do Sul, juiz Odilon de Oliveira (PDT) e Reinaldo Azambuja (PSDB), promovido pelo jornal Midiamax. Ambos disputaram o apoio de Jair Bolsonaro (PSL), que lidera as pesquisas para presidente da República, e repetiram os ataques feitos no primeiro turno. Ler mais

MPF descartou delação porque ex-assessor não apresentou provas contra Odilon

Odilon, em campanha na região leste de MS, vai pedir para PF apurar denúncia feita pelo ex-chefe de gabinete por 21 anos (Foto: Divulgação)

O Ministério Público Federal rejeitou a proposta de delação premiada porque o bacharel em direito Jedeão de Oliveira, 49 anos, não apresentou provas das denúncias feitas contra o juiz federal Odilon de Oliveira, candidato a governador do Estado pelo PDT. Somente após a proposta ser recusada, ele procurou o jornal Folha de São Paulo para tornar públicas as acusações feitas em documento registrado em um cartório de Bauru (SP). Ler mais

Na véspera de sentença e eleição, ex-assessor acusa Odilon de inflar dados sobre apreensões

Em campanha a governador de MS, Odilon é alvo de denúncias de ex-assessor (Foto: Divulgação)

Dois anos após ser denunciado por peculato, na véspera de sair a sentença pelo desvio nas 3ª Vara e das eleições deste ano, o bacharel em direito Jedeão de Oliveira, 49 anos, decidiu denunciar o ex-chefe e candidato a governador do Estado, o juiz federal aposentado Odilon de Oliveira (PDT). Ele acusa o magistrado de autorizar interceptações telefônicas genéricas, dando margem para escutas clandestinas, e de inflar dados sobre apreensões bens. Ler mais

Justiça aceita duas denúncias e bloqueia bens de ex-chefe de gabinete de Odilon na 3ª Vara

 

Jedeão se tornou réu em mais duas ações por improbidade (Foto: Arquivo)

A Justiça aceitou duas denúncias por improbidade administrativa contra o ex-diretor da 3ª Vara Federal de Campo Grande, Jedeão de Oliveira. Funcionário de confiança por 21 anos do juiz federal Odilon de Oliveira, que o demitiu após descobrir as trapaças, ele ainda teve os bens bloqueados para garantir o ressarcimento do erário e o pagamento das multas. Ler mais

« Older posts

© 2022 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑