Tag: inflação

Após Bolsonaro lamentar alta, Petrobras anuncia 11º reajuste e gasolina deve superar R$ 7,50

Em Campo Grande, gasolina é encontrada a R$ 6,33 no preço à vista e pode superar R$ 7 (Foto: O Jacaré)

Um dia depois do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) lamentar a alta dos combustíveis, a Petrobras anunciou, nesta segunda-feira (25), mais um reajuste de 7,04% no preço da gasolina. É o 11º aumento do ano e o 2º neste mês. O óleo diesel também sobe 9,15%. No interior de Mato Grosso do Sul, o preço da gasolina deve superar R$ 7,50 nas bombas, enquanto ficar próximo de R$ 7 na Capital.

Ler mais

Economista alerta que sem ação, Guedes pode matar a economia e causar convulsão social

No artigo “Dr. Guedes, o paciente não reage e está sem pulso”, o economista e ensaísta Albertino Ribeiro critica a gestão do ministro da Economia, Paulo Guedes, de que não está tomando nenhuma medida para conter a escalada da inflação e recuperar a economia. Ele, inclusive, alerta para o risco de se matar a economia e levar o Brasil a uma convulsão social.

Ler mais

Preços do arroz e óleo disparam e cesta básica sobe 39,57% em um ano, a maior em 26 anos

Óleo de soja teve aumento de 117% em 12 meses na Capital (Foto: O Jacaré)

Os preços dos alimentos dispararam nos supermercados, como alta de 117,08% no óleo de soja e de 91,27% no pacote de arroz, e a cesta básica subiu 39,57% em Campo Grande, o maior desde a implantação do Plano Real em 1994. Com o “congelamento” dos salários e o encarecimento dos produtos básicos, o controle da inflação pode se transformar no principal desafio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que cogita disputar a reeleição em 2022.

Ler mais

Servidores devem acumular perdas de até 20,44% na gestão de Reinaldo Azambuja

Cerca de 2,3 mil servidores da saúde querem o plano de cargos e podem entrar em greve após a Páscoa (Foto: Divulgação)

Eleito com a promessa de implantar a melhor política de valorização do funcionalismo público em 20 anos, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) adotou gestão que não deverá deixar boas lembranças para o funcionalismo público estadual. Com a revisão geral de 3,04%, encaminhada ontem para ser votada em regime de urgência pela Assembleia, os 75 mil funcionários públicos estaduais vão acumular perdas de 16,38% a 20,44% na atual administração. Ler mais

© 2021 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑