Tag: improbidade (page 1 of 2)

Reviravolta: CNJ dá nova chance a Tânia Garcia e analisa fazer perícia em celular

Desembargadora teve pedido de perícia acatado por conselheira e pode ter nova chance no CNJ (Foto: Arquivo)

Ao retomar o julgamento da desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) poderá dar nova chance e realizar perícia no telefone celular. A reviravolta ocorreu três meses após o plenário começar a analisar o caso e sete dos 15 conselheiros terem votado pela condenação da ex-presidente do Tribunal Regional Eleitoral.

Ler mais

André e ex-chefe do Fisco viram réus por suspeitas em contrato milionário de informática

Quatro anos após denúncia, Puccinelli vira réu por improbidade em ação contra terceirização na área de informática (Foto: Arquivo)

O ex-governador André Puccinelli (MDB), o ex-secretário estadual de Fazenda, Mário Sérgio Lorenzetto, e o poderoso empresário João Roberto Baird, o Bill Gates Pantaneiro, viraram réus por improbidade administrativa pelo contrato milionário na área de informática. Eles foram acusados pelo Ministério Público Estadual por direcionamento em licitação, superfaturamento e outras irregularidades na contratação da Mil Tec Tecnologia da Informação, sucessora da Itel Informática, pela Secretaria Estadual de Fazenda.

Ler mais

Fraude, superfaturamento e desvios levam ao bloqueio de R$ 45 milhões de empresa do SIGO

Governo ampliou o contrato, sem licitação, e paga uma fortuna por sistema que tinha problemas e deixou de funcionar há anos (Foto: Arquivo)

Mais um escândalo surge na administração de Reinaldo Azambuja (PSDB), desta vez na área da segurança pública. O Ministério Público Estadual denunciou superfaturamento, fraude na licitação e pagamento indevido no SIGO (Serviço Integrado de Gestão Operacional), usado pelas policiais civil, militar e bombeiros. A Justiça determinou o bloqueio de R$ 45,180 milhões de duas empresas e três empresários e a retenção mensal de R$ 583 mil, valor que estava sendo pago por sistema desativado há dois anos.

Ler mais

Bernal é inocentado por usar site e Facebook da prefeitura em campanha pela reeleição

Ex-prefeito é absolvido por improbidade administrativa em denúncia por ter usado site e servidores do município na campanha pela reeleição em 2016 (Foto: Arquivo)

A Justiça absolveu o ex-prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), da denúncia de improbidade administrativa por ter usado o Facebook e o site da prefeitura para fazer campanha pela reeleição em 2016. A sentença do juiz David de Oliveira Gomes Filho, da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, foi publicada nesta terça-feira (16) no Diário Oficial da Justiça.

Ler mais

Com líder preso por corrupção, Simone assume desafio por André e para honrar o MDB

Simone, entre a irmã de João Amorim, Antonieta Trad, e do candidato a vice-governador, Harfouche: denúncias de corrupção não abalam partido, que reúne multidão em convenção (Foto: O Jacaré)

Professora universitária e advogada, a senadora Simone Nassar Tebet, 48 anos, foi oficializada como candidata a governadora na convenção do MDB. Convocada de última hora, após a prisão do presidente regional da sigla e um dos favoritos na disputa, o ex-governador André Puccinelli, acusado de chefiar organização criminosa para desviar recursos, ela aceitou o desafio para honrar o MDB, no qual sempre militou e um dos maiores partidos no Estado. Ler mais

Ex-diretora desviou dinheiro da venda de papel e aluguel de cantina no Detran, diz MPE

Maria das Graças disse ao MPE que o dinheiro do aluguel era destinado para a manutenção da creche do órgão de trânsito (Foto: Arquivo)

O Ministério Público Estadual denunciou a ex-diretora de Finanças do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), Maria das Graças Freitas, por desviar dinheiro da venda de papel reciclado e o aluguel das cantinas do órgão. A Justiça determinou o bloqueio das suas contas para garantir o ressarcimento dos cofres públicos. Ler mais

Engenheiro vira réu por gastar R$ 1,8 milhão na compra de fazendas com Giroto e Mariano

João Afif Jorge, que foi coordenador da Agesul, vira réu em mais uma ação na Justiça (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

O engenheiro João Afif Jorge, 60 anos, virou réu por enriquecimento ilícito e improbidade administrativa por gastar R$ 1,897 milhão na compra de duas fazendas. As propriedades foram adquiridas em sociedade com o ex-secretário estadual de Obras, Edson Giroto, e o ex-deputado Wilson Roberto Mariano de Oliveira, o Beto Mariano. Ler mais

Juiz nega conciliação e mantém ação por improbidade contra poderoso ex-chefe da Casa Civil

Para evitar prolongamento de desgaste, ex-secretário e principal articulador do PSDB propôs acordo, mas juiz negou pedido (Foto: Arquivo)

O poderoso cacique tucano e ex-chefe da Casa Civil, Sérgio de Paula, não conseguiu trancar a ação civil pública por improbidade administrativa. A Justiça negou pedido de audiência de conciliação sobre o uso de avião do Governo Estadual para fins particulares. Com a decisão, o ex-secretário da gestão de Reinaldo Azambuja (PSDB) pode ser condenado a pagar multa de até R$ 4,9 milhões e ter os direitos políticos suspensos. Ler mais

Fim do foro mantém ritmo da Lama Asfáltica e tira do STF ações contra Zeca e Mandetta

Plenário do STF aprovou fim do foro privilegiado, mas divergiu sobre a melhor forma de julgar deputados e senadores (Foto: STF)

A decisão histórica do Supremo Tribunal Federal de acabar com o foro privilegiado de deputados federais e senadores terá reflexo na estratégia dos políticos de Mato Grosso do Sul. O mais importante é que a medida mantém o ritmo da investigação da Operação Lama Asfáltica, que apura desvios superiores a R$ 300 milhões e chegou a ser suspensa em duas ocasiões por causa das prerrogativas de foro especial dos investigados. Ler mais

Deputado vira réu por pagar salário à “funcionária fantasma” por três anos e 10 meses

Ação contra deputado tramita em sigilo, mas despacho de juiz foi publicado nesta terça-feira no Diário da Justiça (Foto: Arquivo)

A Justiça aceitou a denúncia e o deputado estadual Lídio Lopes (PEN) virou réu por improbidade administrativa por pagar salário a suposta funcionária fantasma por três anos e 10 meses. Além disso, o juiz Henry Marcel Batista de Arruda, da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, manteve o bloqueio de R$ 88 mil para garantir o ressarcimento do erário, mas esta decisão depende do julgamento de recurso pelo Tribunal de Justiça. Ler mais

« Older posts

© 2021 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑