Tag: gerson claro (page 1 of 3)

Licença médica de juíza adia interrogatório de Gerson Claro pelo desvio de R$ 7,4 mi

Gerson Claro negou as irregularidades e na época da operação destacou que novo contrato foi vantajoso para o Detran (Foto: Arquivo/Luciana Nassar/ALMS)

Licença médica da juíza Eucelia Moreira Cassal, da 3ª Vara Criminal de Campo Grande, cancelou a audiência para ouvir o deputado estadual Gerson Claro (PP), que estava marcada para o dia 29 do mês passado. Em despacho publicado nesta quarta-feira (4), a magistrada remarcou o interrogatório do ex-presidente do Detran/MS sobre o desvio de R$ 7,460 milhões para o dia  24 de junho deste ano.

Ler mais

TJ livra ex-diretores de acusação pelo suposto desvio de R$ 7,4 milhões no Detran-MS

*Por Richelieu Pereira
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é operação-antivírus.jpg
Operação Antivírus levou agentes do Gaeco à sede do Detran-MS e resultou na queda de toda diretoria do órgão. (Foto: Arquivo)

A 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul decidiu, em sua maioria, extinguir a ação de improbidade administrativa pelo suposto desvio de R$ 7,4 milhões no Departamento Estadual de Trânsito contra o ex-diretor-adjunto do Detran, Donizete Aparecido da Silva, e o ex-diretor de Tecnologia do órgão, Gerson Tomi, na contratação emergencial da empresa Pirâmide Central Informática, em que teria havido “fraude” por ausência de licitação e serviço contratado que seria inútil, segundo investigações do Ministério Público Estadual na Operação Antivírus.

Ler mais

Filiação ao PP pode levar Bolsonaro ao palanque do PSDB e constranger discurso de aliados

Bolsonaro pode subir no palanque de Reinaldo, que pode disputar a Câmar ados Deputados, caso se filie ao PP e seja mantida a aliança de lançar Tereza Cristina ao Senado (Foto: Arquivo)

A filiação de Jair Bolsonaro (sem partido) ao Partido Progressistas pode criar uma situação inusitada em Mato Grosso do Sul nas eleições de 2022. Com a dança de cadeiras, a ministra da Agricultura e Pecuária, Tereza Cristina trocaria o DEM pelo PP para ser candidata ao senado em aliança com o PSDB, que lançará o secretário estadual de Governo, Eduardo Riedel, para disputar o Governo e Reinaldo Azambuja para uma das oito vagas na Câmara dos Deputados.

Ler mais

Bolsonaro admite retornar ao PP e pode turbinar partido de Bernal e Gerson Claro em MS

Bolsonaro pode retornar ao antigo PP, do qual foi filiado de 2005 a 2016 (Foto: Arquivo)

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), admite retornar ao Progressistas, antigo PP, para disputar a reeleição em 2022. Caso se confirme a decisão, ele poderá turbinar a sigla do ex-prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal, que está inelegível, e do deputado estadual Gerson Claro, que foi preso acusado de corrupção e organização criminosa quando era presidente do Departamento Estadual de Trânsito.

Ler mais

Pelo placar de 12 a 4, Assembleia suspende ação por organização criminosa contra Jamilson

Evander diz que fez requerimento porque direito do deputado está previsto na Constituição (Foto: Arquivo)

A Assembleia Legislativa aprovou pelo placar de 12 a 4, na manhã desta quinta-feira (18), a suspensão da ação criminal por organização criminosa armada e lavagem de dinheiro do jogo do bicho contra o deputado estadual Jamilson Lopes Name (sem partido). Com a decisão, o parlamentar só poderá ir a julgamento quando concluir o mandato.

Ler mais

Sete deputados elevam gastos com cota na pandemia; Renato Câmara é campeão em despesa

Apesar das sessões virtuais e restrições pela pandemia, Renato Câmara torrou R$ 431.7 mil no ano passado (Foto: Arquivo)

Sete deputados estaduais elevaram os gastos com a cota parlamentar em 2020, apesar da Assembleia Legislativa ter restringindo atividades e realizado sessões virtuais por causa da pandemia da covid-19. O campeão em despesa foi Renato Câmara (MDB), que teve aumento de 17,7% e torrou R$ 431,7 mil no ano passado. Londres Machado (PSD) também não economizou e foi vice-campeão em gastos, com R$ 429,7 mil.

Ler mais

Excesso de velocidade: liminar livra Waldir Neves de ter a CNH suspensa por dois meses

Waldir Neves ficou indignado ao ser comunicado para entregar CNH e ter o direito de dirigir suspenso por dois meses (Foto: Arquivo)

A Justiça acatou pedido do ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Waldir Neves, e concedeu liminar para livrá-lo da punição de perder a carteira de motorista por dois meses. O principal motivo pode abrir precedente para outros condutores: o Departamento Estadual de Trânsito não pode abrir processo para suspender a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) sem notificar o autor da multa.

Ler mais

Réu por peculato e corrupção, deputado fica livre da obrigação de comparecer em juízo

Gerson Claro continua proibido de manter contato com funcionários do Detran e outros réus na Operação Antivírus (Foto: Luciana Nassar/ALMS)

A Justiça estadual livrou o deputado estadual Gerson Claro (Progressista), réu por peculato, organização criminosa e corrupção no suposto desvio milionário do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), do cumprimento de apenas uma medida cautelar. No entanto, ele continua proibido de manter contato com os demais réus e de frequentar as unidades do órgão de trânsito.

Ler mais

Com apoio de réus por improbidade, CCJ aprova projeto que tira povo da tribuna do legislativo

Trio formado por Gerson Claro, Barbosinha e Lídio Lopes trama contra o povo no legislativo (Foto: Luciana Nassar/ALMS)

Por 3 a 2, a Comissão de Constituição, Justiça e Redação considerou constitucional o projeto de resolução que proíbe a utilização da tribuna da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul pela população. Com o apoio de dois deputados réus por improbidade administrativa, a comissão pretende limitar o espaço de uso restrito aos deputados estaduais.

Ler mais

MPE não se limitou ao Coaf para comprovar desvio milionário no Detran, avalia juíza

Gerson Claro se elegeu deputado estadual, mas continua obrigado a cumprir as medidas cautelares (Foto: Arquivo)

A juíza Eucelia Moreira Cassal, da 3ª Vara Criminal de Campo Grande, negou pedido para anular a ação penal da Operação Antivírus, porque a investigação se basou no compartilhamento de dados do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras). Ela ressaltou que o Ministério Público Estadual reuniu mais provas para comprar o esquema de corrupção e desvio milionário no Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

Ler mais
« Older posts

© 2022 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑