Tag: fazenda encantado do rio verde

TRF3 reduz pena pela metade, devolve salão e livra Giroto de pagar R$ 8,8 milhões por desvios

Com reforma de sentença, Giroto terá que cumprir cinco anos no regime semiaberto, enquanto esposa prestar serviços por três anos (Foto: Arquivo)

A 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região reformou a primeira sentença da Operação Lama Asfáltica, proferida em março de 2019 pelo juiz Bruno Cezar da Cunha Teixeira, da 3ª Vara Federal de Campo Grande. Além de reduzir a pena de Edson Giroto pela metade, a turma ainda transformou a punição da esposa e do cunhado em prestação de serviços, devolveu o salão de R$ 1,5 milhão e ainda livrou o trio de pagar R$ 8,8 milhões a título de reparação pelos supostos desvios do dinheiro público.

Ler mais

Condenado a 17 anos, Giroto troca presídio por prisão domiciliar em residencial de luxo

Após um ano, dez meses e 26 dias, ex-deputado deve deixar a prisão na Capital (Foto: Arquivo)

Após o Supremo Tribunal Federal e o Superior Tribunal de Justiça negarem habeas corpus, o desembargador Paulo Fontes, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, acatou pedido da defesa e concedeu prisão domiciliar ao ex-deputado federal Edson Giroto. Condenado a 17 anos e quatro meses em regime fechado na Operação Lama Asfáltica, ele vai trocar a cela lotada do Centro de Triagem Anísio Lima, onde ficou por um ano e dez meses, pela casa no condomínio de luxo na Capital.

Ler mais

Juiz interroga Giroto, esposa e cunhado e conclui 1º julgamento da Lama Asfáltica

Giroto viu o sonho de quase virar ministro dos Transportes virar pesadelo com a longa temporada na prisão (Foto: Arquivo)

Em meio à guerra de recursos e a toda sorte de artifícios para atrasar o processo, o juiz Bruno Cezar da Cunha Teixeira, da 3ª Vara Federal de Campo Grande, concluiu, nesta quarta-feira, o primeiro julgamento da Operação Lama Asfáltica. O magistrado encerrou a fase de audiência e instrução com os interrogatórios do ex-deputado federal Edson Giroto, da sua esposa, Rachel Portela Giroto, e do cunhado, o engenheiro Flávio Henrique Scrocchio. Ler mais

TRF3 mantém ações e famílias Giroto e Mariano podem perder R$ 12 milhões em fazendas

Giroto pode perder duas grandes fazendas com a manutenção de ações penais pelo TRF3 (Foto: Arquivo)

O Tribunal Regional Federal negou, por unanimidade, recursos para anular duas ações na Operação Lama Asfáltica. Com a manutenção na íntegra dos processos, as famílias dos ex-deputados Edson Giroto e Wilson Roberto Mariano de Oliveira, o Beto Mariano, podem perder duas fazendas avaliadas em R$ 12 milhões. Além disso, podem ser condenados por lavagem de dinheiro e ocultação do dinheiro supostamente desviado dos cofres públicos. Ler mais

© 2022 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑