Acordo foi proposto pelo chefe do MPE, Alexandre Magno Lacerda, e homologado pelo TJMS (Foto: Arquivo)

O empresário José Carlos Tavares Pinto aceitou devolver R$ 90 mil em 45 vezes e prestar serviços comunitários por seis meses para se livrar da denúncia do falto precatório, que causou prejuízo de R$ 1,319 milhão aos cofres públicos em 2014. Ele confessou ter participado da fraude junto com o juiz Aldo Ferreira da Silva Júnior e o dono do Frigolop Frigorífico, José Carlos Lopes.

Ler mais