Tag: fahd jamil (page 1 of 3)

Justiça inocenta Fahd Jamil e Jamilzinho da execução de chefe de segurança da Assembleia

Militar foi executado às 6h30 do dia 11 de junho de 2018: juiz concluiu que faltam provas e impronúncia Fahd, Marcelo Rios e Jamil Name Filho (Foto: Arquivo)

Em mais uma derrota para a Operação Omertà, o juiz Aluizio Pereira do Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, inocentou os empresários Fahd Jamil, 80 anos, e Jamil Name Filho, 45, e o guarda municipal Marcelo Rios, 45, da execução do chefe de segurança da Assembleia Legislativa, Ilson Martins Figueiredo. Com a decisão, publicada nesta terça-feira (26), o brutal assassinato do sargento da Polícia Militar, ocorrido há quatro anos, caminha para se tornar mais um impune na história criminal de Mato Grosso do Sul.

Ler mais

Em prisão domiciliar, Rei da Fronteira vai continuar monitorado por tornozeleira

O juiz Roberto Ferreira Filho, da 1ª Vara Criminal de Campo Grande, negou pedido da defesa para a retirada da tornozeleira eletrônica do empresário Fahd Jamil, conhecido como Rei da Fronteira. Acusado de chefiar um grupo de extermínio na fronteira e réu por organização criminosa e corrupção, ele permanece em prisão domiciliar, mas poderá receber a visita da filha sem qualquer restrição.

Ler mais

Name Filho vai ao TJ para excluir ‘testemunha’ secreta e evitar reviravolta sobre a morte de PM

Jamil Name, Jamilzinho e Fahd Jamil: amigos para comandar vingança ou inimigos na disputa do jogo do bicho? (Foto: Arquivo)

O empresário Jamil Name Filho ingressou com habeas corpus no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul para excluir o depoimento da “testemunha secreta” da ação penal sobre a execução do chefe de segurança da Assembleia Legislativa, o sargento da PM, Ilson Martins Figueiredo. As revelações podem causar uma reviravolta no julgamento, com a absolvição de Fahd Jamil e condenação apenas do herdeiro de Jamil Name.

Ler mais

“Testemunha secreta” pode ser citada em júri da morte de chefe de segurança da Assembleia

Depoimento da cozinheira da família Name poderá ser usado por Fahd Jamil no júri da morte do chefe de segurança da Assembleia Legislativa (Foto: Arquivo)

O depoimento da testemunha secreta na Operação Omertà, que foi cozinheira da família Name, poderá ser usado no júri sobre a execução do chefe de segurança da Assembleia Legislativa, o policial militar Ilson Martins Figueiredo. A decisão é do juiz Aluizio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, que negou pedido da defesa do empresário Jamil Name Filho.

Ler mais

Com aval do Gaeco, juiz prorroga prisão domiciliar de rei da fronteira por mais seis meses

Fahd Jamil se entregou em abril do ano passado após ficar foragido por 10 meses (Foto: Arquivo/G1MS)

Com aval do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), o juiz Roberto Ferreira Filho, da 1ª Vara Criminal de Campo Grande, prorrogou por mais seis meses a prisão domiciliar do poderosíssimo empresário Fahd Jamil, 79 anos. A prisão preventiva do rei da fronteira foi mantida, mas ele vai permanecer na residência devido aos graves problemas de saúde atestados por perito judicial.

Ler mais

Filho de Fahd teve cópia de depoimento sigiloso e testemunha secreta falou de seis homicídios

Flavinho e o pai, Fahd Jamil: Operação Omertà encontrou depoimento secreto na casa do herdeiro do rei da fronteira (Foto: Arquivo)

O empresário Flávio Jamil Georges, o Flavinho, filho do poderosíssimo Fahd Jamil, tinha cópia do depoimento sigiloso prestado pela funcionária da família Name ao Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos e Resgate a Assaltos e Sequestros) em abril de 2020. Ao ser ouvida formalmente pela Força-Tarefa criada para desvendar a série de execuções em Campo Grande, a testemunha secreta deu detalhes sobre homicídios ocorridos em Campo Grande.

Ler mais

IMOL fará nova perícia para avaliar se Rei da Fronteira volta para a cadeia ou continua em casa

Juiz aguarda perícia para decidir se mantém empresário em casa ou determina o retorno à cadeia (Foto; Arquivo)

O IMOL (Instituto Médico Legal) vai realizar nova perícia para avaliar se o poderosíssimo empresário Fahd Jamil, acusado de chefiar um grupo de extermínio na fronteira, permanecerá em prisão domiciliar. A determinação é do juiz Roberto Ferreira Filho, da 1ª Vara Criminal de Campo Grande. O Rei da Fronteira teve o direito de ficar detido em casa em maio deste ano e o benefício valia por 180 dias.

Ler mais

Réu por apoiar grupos de extermínio, investigador é promovido à classe especial

Operação Omertà prendeu policial, que foi promovido à classe especial nesta sexta, em junho do ano passado (Foto: Arquivo)

Por determinação do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, o Governo do Estado foi obrigado a promover o investigador Célio Rodrigues Monteiro, o “Manga Rosa”, de 1ª para classe especial da Polícia Civil. Ele foi preso na Operação Omertà, deflagrada pelo Garras e Gaeco, e virou réu por ajudar os supostos grupos de extermínio comandados pelos empresários Jamil Name (morto), Jamil Name Filho, Fahd Jamil e Flávio Georges Corrêa, o Flavinho.

Ler mais

MPE pede que Fahd vá a júri por homicídio e é contra ouvir Peró de novo sobre morte de Danielito

Em prisão domiciliar, Fahd Jamil pode ir ao primeiro júri popular por homicídio (Foto: Arquivo)

O Ministério Público deu parecer para que o empresário Fahd Jamil vá a júri popular pelo assassinato do chefe da segurança Assembleia Legislativa, Ilson Martins Figueiredo. Por outro lado, os promotores são contra novo depoimento do titular do Garras, delegado Fábio Peró, para esclarecer o suposto envolvimento de Jamil Name com o desaparecimento do Daniel Alvarez Georges, o Danielito, filho do Rei da Fronteira, ocorrido em 2011.

Ler mais

Rei da Fronteira quer acesso às provas de que compadre Jamil Name mandou matar o filho

Jamil Name, Jamilzinho e Fahd Jamil em coluna social. (Foto: Arquivo)

Fahd Jamil, conhecido como Rei da Fronteira, pede à Justiça que delegados da operação Omertà sejam ouvidos para esclarecerem se há ligação entre o desaparecimento do seu filho Danielito, declarado morto após dez anos de sumiço, e o compadre, Jamil Name, acusado de liderar organização criminosa e que morreu em junho por complicações da covid.

Ler mais
« Older posts

© 2022 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑