Trutis e o assessor Ciro Fidelis oferecem R$ 100 mil, mas sem dizer de onde vão tirar o dinheiro (Foto: Reprodução)

Mesmo sob o comando do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, com fama de implacável, a Polícia Federal não tem pistas se houve mandante da tentativa de assassinato do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Inconformado com o enigma, o deputado Loester Trutis (PSL) decidiu copiar os Estados Unidos e está propondo R$ 220 mil por pistas que levem ao mandante do atentado, ocorrido em 6 de setembro do ano passado.

Ler mais