No artigo sobre a maior chacina na história do Rio de Janeiro, que matou 28 pessoas, o ensaísta e economista Albertino Ribeiro destaca o preconceito com os negros, que formam a maioria absoluta dos moradores da favela de Jacarezinho. A tragédia reflete o racismo estrutural no Brasil e a violência policial comum contra os negros, pobres e marginalizados.

Ler mais