Tag: escândalo na justiça de ms

Corregedora de Justiça cobra agilidade de TJ nas sindicâncias contra juiz por venda de sentença

Ministra determinou que Lós envie procedimento contra juiz Aldo Ferreira, que começou há três anos, e explique demora no encaminhamento (Foto: Arquivo/Deivid Correia/TopaMídiaNews)

A corregedora nacional de Justiça, ministra Maria Thereza de Assis Moura, “puxou a orelha” de dois desembargadores pela demora na conclusão de dois procedimentos administrativos por venda de sentença contra o juiz Aldo Ferreira da Silva Júnior. Além de determinar mais agilidade no julgamento do magistrado, acusado de transformar a 5ª Vara de Família e Sucessões de Campo Grande em “balcão de negócios”, ela cobrou explicações da demora do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul.

Ler mais

Juiz vira réu pela 3ª vez; TJ rejeita, por 6 a 5, denúncia por corrupção contra 7 advogados

Aldo Ferreira da Silva Júnior virou réu pela 3ª vez no Tribunal de Justiça nesta quarta-feira (Foto: Arquivo)

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul concluiu na 7ª tentativa o julgamento da ação penal por corrupção e organização criminosa contra o juiz Aldo Ferreira da Silva Júnior. Ele e a esposa viraram réus na corte pela 3ª vez na sessão desta quarta-feira (15). Por outro lado, por um placar apertado, os desembargadores rejeitaram a denúncia contra sete advogados.

Ler mais

Afastado do cargo há três anos com salário de R$ 53 mil, juiz tem julgamento adiado no TJ

Juiz Aldo Ferreira da Silva Júnior não trabalha desde julho de 2018, mas recebeu R$ 53.795,85 em créditos no mês passado, conforme Portal da Transparência do CNJ (Foto: Arquivo)

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça adiou, novamente, a análise da 3ª denúncia por corrupção e associação criminosa contra o juiz Aldo Ferreira da Silva Júnior. Réu em duas ações, o magistrado teve salário de R$ 53,7 mil no mês passado, mesmo estando afastado do cargo de titular da 5ª Vara da Família e Sucessões de Campo Grande por suspeita de corrupção há três anos.

Ler mais

Lós vê “prova imprestável” e quer livrar juiz e oito advogados de denúncia por corrupção

Juiz e esposa são acusados de receber R$ 5,4 milhões em vantagens indevidas em ação criminal que desembargador João Maria Lós quer anular (Foto: Arquivo)

O desembargador João Maria Lós, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, quer anular o inquérito policial que deu base a uma das três ações penais contra o juiz Aldo Ferreira da Silva Júnior, afastado da 5ª Vara da Família e Sucessões de Campo Grande. Ele concluiu que a prova “é imprestável” para os procedimentos penais e administrativos e votará pela anulação da denúncia, que é a maior e a mais robusta contra o magistrado e oito advogados.

Ler mais

A espera do TJ, CNJ suspende por 100 dias apuração contra juiz por propina de R$ 250 mil

Afastado da 5ª Vara da Família, Aldo Ferreira da Silva Júnior é alvo de procedimento administrativo que apura cobrança de R$ 250 mil para autorizar venda de fazenda abaixo do valor de mercado (Foto: Arquivo)

A espera da conclusão do julgamento pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) suspendeu, por 100 dias, o procedimento para apurar a cobrança de propina de R$ 250 mil pelo juiz Aldo Ferreira da Silva Júnior. Em decorrência desta suspeita, ele está afastado da 5ª Vara de Família e Sucessões de Campo Grande.

Ler mais

Defesa apela ao excludente de ilicitude e à doença para anular sentença de filho de juíza

Preso desde o final de 2017, Breno tenta se livrar de segunda condenação para tentar a liberdade (Foto: Arquivo)

A defesa apelou ao excludente de ilicitude e à doença para tentar anular a sentença que condenou o empresário Breno Fernando Solon Borges, condenado a oito anos e dez meses em regime fechado por tráfico de drogas e munições. O caso virou escândalo nacional porque ele é filho da desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges, que presidia o Tribunal Regional Eleitoral na época da prisão.

Ler mais

Por 4 votos a 1, STF mantém afastamento de Tânia Borges por ajudar filho preso com drogas

Desembargadora foi afastada quando estava na presidência do TRE-MS (Foto: Arquivo)

Com placar de 4 votos a 1, o Supremo Tribunal Federal negou mandado de segurança contra ato do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) e manteve o afastamento de Tânia Garcia de Freitas Borges das funções de desembargadora do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. Ela enfrenta processo administrativo disciplinar por usar influência sobre magistrados e funcionários públicos para tirar o filho, o empresário Breno Fernando Solon Borges, do Presídio de Segurança Média de Três Lagoas, em julho de 2017.

Ler mais

Mulher de juiz, advogada é presa acusada de dar golpe de R$ 5,3 milhões em aposentado

Justiça da Capital decreta a prisão de advogada envolvida em golpe milionário. Ela é esposa de um juiz (Foto: Arquivo)

Mais um escândalo expõe o Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul. Uma advogada, casada com um juiz da Capital, foi presa nesta segunda-feira acusada de dar golpe de R$ 5,3 milhões em um aposentado do Rio de Janeiro. Junto com mais três homens, presos há mais de 10 dias, ela teria falsificado a assinatura do idoso de 72 anos para cobrar na Justiça. Ler mais

Escândalo da venda de sentença derruba assessor jurídico do TCE, com salário de R$ 33,7 mil

Em mensagem, tenente-coronel pergunta para Denis qual foi o placar de julgamento no Tribunal de Justiça (Foto: Reprodução)

O escândalo da suposta venda de sentença e tráfico de influência em julgamento do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul fez a primeira vítima. Com salário mensal de R$ 33,7 mil, o advogado Denis Peixoto Ferrão Filho pediu demissão do cargo de chefe da assessoria jurídica do TCE (Tribunal de Contas do Estado) nesta quinta-feira. Ler mais

© 2022 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑