Tag: corrupção (page 1 of 66)

TJ mantém bloqueio de R$ 46 milhões de empresário por desvio milionário na saúde

TJMS manteve bloqueio de sócio de empresa réu por corrupção e peculato por desvios na saúde (Foto: Arquivo)

O juiz Waldir Marques, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, negou, na segunda-feira (9), o pedido de liminar para suspender o bloqueio de R$ 46 milhões de Rodolfo Pinheiro Holsback, dono do Grupo Holsback. O empresário é réu por peculato, corrupção passiva e ativa e fraude em licitações pelo suposto desvio na saúde.

Ler mais

Desembargador nega pedido para suspender ações contra Nelsinho e Mandetta no Gisa

Ex-prefeito alegou conexão com pedido de ressarcimento da prefeitura que foi enviado à 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

O desembargador Carlos Muta, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, negou pedido do senador Nelsinho Trad (PSD) para suspender o julgamento das duas ações de improbidade administrativa no escândalo do Gisa (Gerenciamento de Informações em Saúde). O ex-prefeito quer levar os processos da 4ª Vara Federal para a Justiça Estadual. O Ministério Público Federal pede que ele e o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (União Brasil), devolvam R$ 32 milhões aos cofres públicos.

Ler mais

Licença médica de juíza adia interrogatório de Gerson Claro pelo desvio de R$ 7,4 mi

Gerson Claro negou as irregularidades e na época da operação destacou que novo contrato foi vantajoso para o Detran (Foto: Arquivo/Luciana Nassar/ALMS)

Licença médica da juíza Eucelia Moreira Cassal, da 3ª Vara Criminal de Campo Grande, cancelou a audiência para ouvir o deputado estadual Gerson Claro (PP), que estava marcada para o dia 29 do mês passado. Em despacho publicado nesta quarta-feira (4), a magistrada remarcou o interrogatório do ex-presidente do Detran/MS sobre o desvio de R$ 7,460 milhões para o dia  24 de junho deste ano.

Ler mais

Com ação da propina parada no STJ, MPE quer condenar vereador por xingar Reinaldo de corrupto

Tiago Vargas alegou que críticas foram feitas com base na denúncia contra o tucano e que tem direito por causa da imunidade parlamentar (Foto: Divulgação)

Com a ação penal da suposta propina de R$ 67,7 milhões parada no Superior Tribunal de Justiça, o Ministério Público Estadual pediu a condenação do vereador Tiago Vargas (PSD) por ter xingado o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) de “corrupto”, “canalha” e “bandido”. O promotor Marcelo Ely ressaltou que a imunidade parlamentar de um vereador é restrita ao município de Campo Grande e à Câmara Municipal.

Ler mais

Oficial da PM vai para o semiaberto para cumprir pena pela propina de R$ 200 mil

Cristaldo iniciou o cumprimento da pena por corrupção no dia 26 de abril deste ano (Foto: Arquivo)

O tenente-coronel Admilson Cristaldo Barbosa, 47 anos, iniciou, no dia 26 de abril deste ano, o cumprimento da pena de quatro anos, nove meses e 18 dias no semiaberto por corrupção passiva. A sentença, que transitou em julgado em fevereiro deste ano, refere-se a propina de R$ 200 mil, que ele teria recebido no período em que foi assessor do Tribunal de Contas do Estado.

Ler mais

Ré pelo desvio de R$ 46 mi na saúde, empresa já recebeu R$ 228 mi da gestão de Reinaldo

Gestão de Reinaldo ignorou investigação e denúncia e manteve repasses milionários para grupo acusado de desviar fortuna na saúde (Foto: Arquivo)

Denunciada por improbidade administrativa pelo suposto desvio de R$ 46 milhões da saúde, a Health Brasil Inteligência em Saúde teve ampliado em 8,2% o repasse neste ano pelo Governo do Estado. De acordo com o Portal da Transparência, desde o início da gestão de Reinaldo Azambuja (PSDB) em 2015, houve o repasse de R$ 228 milhões para a empresa.

Ler mais

Lama Asfáltica: na 1ª sentença, juiz absolve Giroto e mais 5 pelo desvio de R$ 6,3 milhões

Ex-secretário de Obras, Edson Giroto, segue colecionando vitórias na Justiça. Ele já tinha conseguido afastar o juiz Bruno Cezar, da 3ª Vara Federal (Foto: Arquivo)

Na primeira sentença da Operação Lama Asfáltica na Justiça estadual, o juiz Roberto Ferreira Filho apontou “fragilidade” das provas e absolveu o ex-secretário estadual de Obras, Edson Giroto, e mais cinco pelo suposto desvio de R$ 6,307 milhões na obra de manutenção da MS-184 – o valor atualizado seria de R$ 9,889 milhões. Os réus foram inocentados dos crimes de peculato e falsidade ideológica e ficam livres de R$ 19,7 milhões aos cofres públicos.

Ler mais

Para alívio de políticos poderosos, saída de juiz vai atrasar sentença da Coffee Break

Com saída de magistrado da Vara de Direitos Difusos, sentença da Coffee Break vai atrasar. Carlão é um dos réus (Foto: Arquivo)

A saída do juiz David de Oliveira Gomes Filho da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Coletivos vai atrasar a sentença da Operação Coffee Break, para alívio de políticos poderosos, como o ex-governador André Puccinelli (MDB), o senador Nelsinho Trad (PSD) e o presidente da Câmara da Capital, Carlos Augusto Borges, o Carlão. O desfecho estava previsto para o segundo semestre deste ano, oito anos após o golpe que cassou o mandato de Alcides Bernal (PP).

Ler mais

MPE denuncia três pelo desvio de R$ 2,7 milhões na compra de uniforme na gestão do PSDB

Empresa com o menor valor foi eliminada e Estado acabou pagando R$ 8,50 por cada camiseta, sendo o menor preço poderia ter sido de R$ 5,80 (Foto: Arquivo)

O Ministério Público Estadual denunciou dois servidores, um empresário e uma empresa pelo desvio de R$ 2,778 milhões (valor atualizado) pela compra de uniformes para estudantes da rede estadual de ensino em 2015. Conforme a denúncia, os envolvidos apresentaram cotações falsas e atribuíram a variação cambial para aumentar em 37,1% o preço de cada camiseta cinco meses após a licitação.

Ler mais

Ex-prefeito e empresários são condenados a prestar serviços por desvio em obra de creche

Ex-prefeito de Corguinho é condenado pela segunda vez e, de novo, a prestação de serviços à comunidade, mas desta vez a três anos (Foto: Arquivo)

A Justiça Federal condenou o ex-prefeito de Corguinho, Teophilo Barboza Massi, o Teo Massi (PDT), e dois empresários à prestação de serviços pelo desvio na construção de uma creche. Esta é a segunda vez que o pedetista é condenado por desvio de recursos públicos. Desta vez, o desvio de R$ 60.616,46 – valor atualizado seria de R$ 124,3 mil – ocorreu em recurso repassado pelo FNDE (Fundo Nacional para o Desenvolvimento da Educação).

Ler mais
« Older posts

© 2022 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑