Tag: cgu (page 1 of 2)

Escândalo: Governo gastou meio milhão em máscaras que não serviram para médicos, diz CGU

Hospital Regional Rosa Pedrossian é referência para tratamento da covid em MS. (Foto: Arquivo)

O Governo de Mato Grosso do Sul comprou R$ 599.800 em máscaras modelo N95 na chegada da pandemia, em abril do ano passado, mas o material não tinha qualidade para ser utilizado pelos profissionais de Saúde. E não foi só: o produto tem escandalosa suspeita de falsificação. Os dados são de relatório da CGU (Controladoria-Geral da União), que verificou a regularidade na aplicação de recursos repassados pelo FNS (Fundo Nacional de Saúde) ao Estado para combate da covid.

Ler mais

Hospital de Campanha não funcionou e Governo ainda fez pagamento indevido, diz CGU

Mega estrutura atendeu apenas 72 pacientes entre 25 de junho e 17 de julho. E Saúde ainda pagou por 15 dias após a desativação das tendas (Foto: Arquivo)

Auditoria da CGU (Controladoria-Geral do Estado) constatou que a gestão de Reinaldo Azambuja (PSDB) gastou uma fortuna para montar o Hospital de Campanha no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul Rosa Pedrossian, que só atendeu 9,22% da demanda prevista. Além disso, conforme a conclusão dos auditores, houve pagamento indevido. O Governo pagou por 15 dias, após a desmontagem das tendas e desativação de todos os leitos.

Ler mais

Eduardo Bolsonaro chama Simone de “Maria do Rosário” e eleva polêmica machista

Polêmica sobre machismo de ministro com senadora segue nesta quarta (Foto: Roque de Sá/Senado)

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), chamou Simone Tebet (MDB) de “Maria do Rosário do Senado” e elevou a fervura da polêmica machista envolvendo a senadora por Mato Grosso do Sul. Nas redes sociais, internautas se dividem entre críticas e apoio ao filho 03 do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ele repetiu ataque considerado misógino do pai em 2014.

Ler mais

Novo escândalo tucano: PF mira OS que recebeu R$ 94 mi e deixou caos em HR de Ponta Porã

Operação SOS-Saúde conta com 112 policiais federais para investigar desvios na saúde em MS (Foto: Divulgação)

Megaoperação da Polícia Federal deflagrou novo escândalo de corrupção na gestão de Reinaldo Azambuja (PSDB). Na manhã desta quarta-feira, a Operação SOS-Saúde investiga o Instituto Gerir, que recebeu R$ 94 milhões do Governo do Estado para deixar em colapso o Hospital Regional Dr. José Simone Netto, de Ponta Porã.

Ler mais

Ministro do STJ quebra sigilos bancário e fiscal de 20 envolvidos em esquema do TCE

Operação da PF combate organização criminosa que seria integrada pro três conselheiros do TCE (Foto: Divulgação)

O ministro Francisco Falcão, do Superior Tribunal de Justiça, determinou a quebra dos sigilos bancários e fiscal de 20 pessoas envolvidas no esquema de desvios de recursos públicos investigados na Operação Mineração de Ouro. Entre os investigados, estão três conselheiros do Tribunal de Contas do Estado: Ronaldo Chadid, Waldir Neves e Osmar Domingues Jeronymo.

Ler mais

Rodrigo Silva, filho de Reinaldo foi um dos alvos da PF na Operação Motor de Lama

Policiais federais cumpriram pela primeira vez mandado da Lama Asfáltica na casa do filho do governador de MS (Foto: Arquivo)

O advogado Rodrigo Souza e Silva, filho do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), foi um dos alvos da Operação Motor de Lama, denominação da 7ª fase da Operação Lama Asfáltica. Conforme a assessoria da Polícia Federal, ele é acusado de integrar o suposto esquema criminoso de corrupção e desvio de dinheiro no Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

Ler mais

Após dois anos, PF volta às ruas para apurar desvios no Detran na 7ª fase da Lama Asfáltica

Mais uma vez Detran é alvo de uma fase da Operação Lama Asfáltica (Foto: Arquivo)

Parada há dois anos, a Operação Lama Asfáltica não terminou. Nesta terça-feira (24), a Polícia Federal voltou às ruas para deflagrar a 7ª fase, denominada Motor de Lama, para cumprir 19 mandados, sendo 11 de busca e apreensão e quatro de imposição de medidas cautelares. A investigação apura desvio milionário no Detran (Departamento Estadual de Trânsito) ocorrido por meio da emissão de CNH, vistoria veicular e compra de produtos.

Ler mais

Auxílio emergencial foi pago desde aposentado rico, servidor público, foragidos e assassinos

Enquanto muitos não receberam auxílio, Governo pagou benefício de R$ 600 a assassinados, golpistas e até aposentado com salário de R$ 35 mil (Foto: Arquivo)

Levantamento da CGU (Controladoria-Geral da União) aponta irregularidades no pagamento de auxílio emergencial a 1.682 pessoas em Mato Grosso do Sul. Além de 1.126 servidores públicos da ativa e inativos, que inclui um aposentado com salário de R$ 35 mil, houve o pagamento para 556 foragidos da Justiça, inclusive ladrões, golpistas e assassinos.

Ler mais

Poder público já repassou R$ 1,3 bilhão às investigadas pela PF desde o início da Lama Asfáltica

Operação Lama Asfáltica: seis fases e 11 denúncias não interrompem vínculo entre empresas investigadas e o poder público estadual e municipal (Foto: Arquivo)

Empresas investigadas pela Polícia Federal receberam R$ 1,384 bilhão do Governo do Estado e da Prefeitura de Campo Grande desde a deflagração da primeira fase da Operação Lama Asfáltica, que completou quatro anos neste mês. Como não houve condenação, os repasses não são ilegais, mas mantém o poder financeiro dos acusados de integrar o esquema criminoso de desvio de recursos públicos.

Ler mais

Após supersalários virar escândalo nacional, TCE luta na Justiça para não abrir “caixa preta”

Transparência do prédio não existe como exige a lei para detalhar onde são gastos os R$ 282 milhões previstos para este ano (Foto: Arquivo)

A repercussão negativa em nível nacional dos supersalários pagos aos conselheiros fez o TCE (Tribunal de Contas do Estado) mudar a estratégia. Além de não cumprir as leis federais da Transparência e do Acesso à Informação, a corte decidiu brigar na Justiça para não abrir a “caixa preta” e mostrar à sociedade sul-mato-grossense o destino dos R$ 282 milhões gastos por ano.

Ler mais
« Older posts

© 2021 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑