Tag: André Puccinelli (page 1 of 43)

André parcela R$ 33 mil a advogado para tirar nome do SPC e evitar penhora de bens em casa

O tiro pela culatra: ex-governado entrou com ação por críticas feitas por sindicato, mas acabou perdendo e obrigado a pagar honorários advocatícios (Foto: Divulgação)

O ex-governador André Puccinelli (MDB) firmou acordo para pagar em três vezes R$ 33 mil em honorários advocatícios para tirar o nome do SPC (Serviço de Proteção ao Crédito). Além de recuperar o crédito na praça, o emedebista pagou a dívida para evitar o cumprimento do mandado de busca em seu apartamento para penhorar bens, como obras de arte, joias, relógios e móveis.

Ler mais

Marquinhos supera Rose e empata com André em 1º; Riedel empaca em 4º, diz Ranking

Marquinhos cresce e assume o 2º lugar nas projeções feitas pelo Instituto Ranking Brasil (Foto: Divulgação)

Pesquisa do Instituto Ranking Brasil aponta que o ex-prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), cresceu cinco pontos percentuais, superou a deputada federal Rose Modesto (União Brasil) e empatou com o ex-governador André Puccinelli (MDB). Apesar do esforço da mídia local, do apoio de 71 dos 79 prefeitos e de 500 vereadores, o ex-secretário estadual de Infraestrutura, Eduardo Riedel (PSDB), empacou em 4º lugar.

Ler mais

Uso de fake news contra principais candidatos marca início da campanha ao Governo em MS

Candidato a governador pelo PSD, Marquinhos teve que ir à Justiça até para tirar página fake do facebook do ar (Foto: Divulgação)

A proliferação de mentiras para desqualificar os principais candidatos – André Puccinelli (MDB), Marquinhos Trad (PSD) e Rose Modesto (União Brasil) – marca o início da campanha para o Governo de Mato Grosso do Sul, que promete ser uma das mais disputadas em quatro décadas. O ex-prefeito de Campo Grande conseguiu liminar na Justiça para remover fake news da rede mundial de computadores e até um perfil falso na rede social.

Ler mais

Para alívio de políticos poderosos, saída de juiz vai atrasar sentença da Coffee Break

Com saída de magistrado da Vara de Direitos Difusos, sentença da Coffee Break vai atrasar. Carlão é um dos réus (Foto: Arquivo)

A saída do juiz David de Oliveira Gomes Filho da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Coletivos vai atrasar a sentença da Operação Coffee Break, para alívio de políticos poderosos, como o ex-governador André Puccinelli (MDB), o senador Nelsinho Trad (PSD) e o presidente da Câmara da Capital, Carlos Augusto Borges, o Carlão. O desfecho estava previsto para o segundo semestre deste ano, oito anos após o golpe que cassou o mandato de Alcides Bernal (PP).

Ler mais

Famoso por condenar poderosos, juiz pede para sair após ataques e anulação de sentenças

Juiz David de Oliveira Gomes Filho deixa 2ª Vara de Direitos Difusos após nove anos, ataques de desembargador e anulação de sentenças na Lama Asfáltica (Foto: Arquivo)

Famoso pela condenação de políticos e empresários poderosos em Mato Grosso do Sul, o juiz David de Oliveira Gomes Filho pediu e vai deixar o comando da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande. Após nove anos, o magistrado foi alvo de ataques liderados pelo desembargador Sérgio Martins e ainda viu o Tribunal de Justiçar anular sentenças de investigados pela Polícia Federal na Operação Lama Asfáltica por desviar uma fortuna dos cofres públicos.

Ler mais

Frente de esquerda para apoiar Giselle pode chegar a cinco partidos com PSOL e Rede

Giselle Marques fez campanha nas aldeias nesta semana e defendeu a demarcação de terras indígenas (Foto: Divulgação)

O PT espera construir uma frente de esquerda para apoiar a candidatura a governadora da advogada Giselle Marques (PT) nas eleições deste ano. Menos isolado do que 2018, quando disputou com chapa pura, o partido começa a disputa com uma federação formada com o PV e o PCdoB. Além disso, a direção articula o apoio do PSOL e da Rede e tem esperanças de atrair o PDT após a intervenção.

Ler mais

Após transformar Costa Rica em “exemplo”, ex-prefeito quer ser vice ou senador de André

Empresário foi prefeito de Costa Rica por 16 anos e agora sonha em ser candidato a vice ou senador em MS (Foto: Divulgação)

Após transformar Costa Rica, cidade com 21,4 mil habitantes do qual foi prefeito por quatro mandatos, em “exemplo” nas áreas de infraestrutura, educação e saúde, o empresário Waldeli dos Santos Rosa, 62 anos, está à disposição do MDB para ser candidato a vice-governador ou senador na chapa do ex-governador André Puccinelli (MDB). Ele descarta disputar um cargo no legislativo e desistiu de ser governador ao sobreviver de forma traumática à covid-19.

Ler mais

Confirmada pelo PT, Giselle promete ter o meio ambiente como norte de gestão de MS

Advogada, professora universitária e ex-superintendente do Procon, Giselle é filiada ao PT desde 1986 e promete defender Lula em MS (Foto: Divulgação)

Oficializada como pré-candidata a governadora de Mato Grosso do Sul pelo Partido dos Trabalhadores, a advogada Giselle Marques (PT) promete ter o zoneamento ecológico-econômico como principal instrumento de gestão, para aliar o desenvolvimento econômico e a geração de empregos com a preservação do meio ambiente. Filiada ao partido desde os 16 anos, em 1986, ela substitui o ex-governador Zeca do PT e participa, pela primeira vez, de uma disputa eleitoral.

Ler mais

Nova pesquisa Ranking projeta disputa acirrada entre André, Rose, Marquinhos e Riedel

Com a saída de Zeca, disputa segue embolada com quatro candidatos com chances de chegar ao segundo turno, segundo o Instituto Ranking (Foto: Arquivo)

Pesquisa do Instituto Ranking Brasil mostra que a disputa pelo Governo de Mato Grosso do Sul deve ser acirrada com André Puccinelli (MDB), Rose Modesto (União Brasil), Marquinhos Trad (PSD) e Eduardo Riedel (PSDB) com chances de chegar ao segundo turno. O emedebista lidera todos os cenários, mas se estabilizou e vê o posto ser ameaçado pela deputada federal e pelo ex-prefeito da Capital.

Ler mais

André cita CPI e culpa secretários por incentivos a JBS para desbloquear R$ 190,3 milhões

Em pré-campanha ao Governo, André vem percorrendo os municípios do interior do Estado (Foto: Divulgação)

Para se livrar do bloqueio de R$ 190,333 milhões determinado pela Justiça há quase dois anos, o ex-governador André Puccinelli (MDB) responsabiliza dois secretários estaduais pelos incentivos fiscais concedidos à JBS, que causou prejuízo de R$ 76,711 milhões aos cofres estaduais. O emedebista também cita a CPI da JBS, criada pela Assembleia Legislativa, que o isentou junto com Reinaldo Azambuja (PSDB) de qualquer responsabilidade pelos danos causados ao erário.

Ler mais
« Older posts

© 2022 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑