Tag: aldo ferreira da silva júnior

Decano nega suspeição de desembargadores e juiz vai a julgamento por corrupção

Desembargador mais antigo do TJMS, Claudionor Miguel Abss Duarte negou pedido de suspeição de magistrados em ações contra juiz (Foto: Arquivo)

Decano do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, Claudionor Miguel Abss Duarte, negou ontem (25) dois pedidos de suspeição contra dois desembargadores na Operação Espada da Justiça. Além de perder os recursos, o juiz Aldo Ferreira da Silva Júnior, afastado por suspeita de corrupção da 5ª Vara da Família e Sucessões de Campo Grande, vai a julgamento na próxima quarta-feira (3) por corrupção passiva, venda de sentença e ocultação de patrimônio.

Ler mais

Empresário vai pagar R$ 90 mil em 45 vezes e se livra de ação por falso precatório de R$ 1,3 mi

Acordo foi proposto pelo chefe do MPE, Alexandre Magno Lacerda, e homologado pelo TJMS (Foto: Arquivo)

O empresário José Carlos Tavares Pinto aceitou devolver R$ 90 mil em 45 vezes e prestar serviços comunitários por seis meses para se livrar da denúncia do falto precatório, que causou prejuízo de R$ 1,319 milhão aos cofres públicos em 2014. Ele confessou ter participado da fraude junto com o juiz Aldo Ferreira da Silva Júnior e o dono do Frigolop Frigorífico, José Carlos Lopes.

Ler mais

Em denúncia por corrupção em inventários, juiz afastado tem R$ 7 milhões bloqueados

Juiz tem bens bloqueados na 2ª denúncia por improbidade administrativa (Foto: Arquivo)

A Justiça determinou o bloqueio de aproximadamente R$ 7 milhões do juiz Aldo Ferreira da Silva, afastado por suspeita de corrupção da 5ª Vara de Família e Sucessões de Campo Grande. Em ação por improbidade administrativa, ele é acusado de usar informações privilegiadas e usar o cargo para obter benefícios.

Ler mais

Juiz Aldo ganhou R$ 3,8 mi para pôr fim à impasse de 21 anos em inventário e dívida impagável

Juiz aproveitou morosidade da Justiça para ganhar uma fortuna: R$ 1,5 milhão em dinheiro, dois apartamentos e duas propriedades rurais (Foto: Arquivo)

A morosidade da Justiça se transformou em oportunidade de negócio milionário para o juiz Aldo Ferreira da Silva, afastado da 5ª Vara de Família e Sucessões de Campo Grande. Denúncia do Ministério Público Estadual aponta que ele ganhou R$ 3,857 milhões para acabar com impasse de 21 anos em um inventário e solucionar uma dívida impagável por dez anos de R$ 14,574 milhões.

Ler mais

Juiz usou esposa, sócios, pai e sogra para ocultar R$ 5,84 milhões em propinas, acusa MPE

MPE pede que Silva perca o cargo de juiz, seja condenado a prisão e pague R$ 29 milhões em indenização (Foto: Arquivo)

O juiz Aldo Ferreira da Silva Júnior, afastado da 5ª Vara da Família e Sucessões de Campo Grande, usou a esposa, pai, sogra, advogado e empresários para ocultar R$ 5,846 milhões em propinas. A revelação consta de uma das três denúncias feita em abril deste ano pelo então procurador-geral de Justiça, Paulo Cezar dos Passos.

Ler mais

Por 11 a 4, TJ não pune juiz que liberou alvará para grupo dar golpe de R$ 5,3 mi em idoso

Órgão Especial inocentou, por 11 a 4, juiz por causa de alvará para golpistas sacarem R$ 5,3 milhões (Foto: Arquivo)

O juiz Paulo Afonso de Oliveira, da 2ª Vara Cível de Campo Grande, não escapou de responder processo administrativo por ter concedido alvará para o grupo dar golpe de R$ 5,3 milhões no idoso de 72 anos. No entanto, em julgamento na quarta-feira (19), ele voltou a ter sorte mais uma vez e se livrou de qualquer punição por 11 a 4, no Órgão Especial do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul.

Ler mais

Acusado de golpe diz que mulher de juiz pagou R$ 5 mil para transferir R$ 1,5 milhão

Acusados de ajudar advogada a dar o golpe de R$ 5,3 milhões devem ser colocados em liberdade nas próximas horas (Foto: Divulgação)

A advogada Emmanuelle Alves Ferreira da Silva, mulher do juiz Aldo Ferreira da Silva Júnior, pagou R$ 5 mil para um homem assumir a procuração e transferir R$ 1,5 milhão. A revelação consta do depoimento de Delcinei de Souza Custódio, acusado de integrar a quadrilha presa por dar golpe de R$ 5,3 milhões em um aposentado do Rio de Janeiro. Ler mais

Esposa de juiz nega ter articulado golpe de R$ 5,3 milhões e também diz que foi “enganada”

Advogada foi presa na segunda-feira e já ingressou com pedido de liberdade (Foto: Arquivo/TV Morena)

A advogada Emmanuelle Alves Ferreira da Silva, esposa do juiz Aldo Ferreira da Silva Júnior, negou ter articulado o golpe de R$ 5,3 milhões em um aposentado de Petrópolis (RJ). Presa desde segunda-feira por supostamente integrar o grupo de estelionatários, segundo o advogado Wilson Tavares Belina, ela também foi enganada na história. Ler mais

Na mira do CNJ, juiz nega privilégio e diz que advogada, esposa de colega, “enganou Justiça”

Paulo Afonso Oliveira, da 2ª Vara Cível, justifica porque liberou R$ 5,3 milhões apesar do alerta de que ação era golpe em aposentado (Foto: O Jacaré)

Alvo de procedimento aberto pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça), o juiz Paulo Afonso Oliveira, da 2ª Vara Cível de Campo Grande, negou privilégio à esposa do colega de profissão, o titular da 5ª Vara da Família, Aldo Ferreira da Silva Júnior. Ao se defender das suspeitas, o magistrado acusou a advogada Emmanuelle Alves Ferreira da Silva, presa ontem, de “enganar a Justiça” para dar o golpe de R$ 5,3 milhões em um aposentado de 72 anos do Rio de Janeiro. Ler mais

© 2021 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑