Tag: 1ª vara criminal de campo grande (page 1 of 5)

Levada à delegacia no Ano Novo, enfermeira vai à Justiça contra vereador por calúnia

Essa é a segunda queixa-crime contra o vereador na Justiça por calúnia (Foto: Divulgação)

Levada a uma delegacia da Polícia Civil acusada de omissão de socorro na noite de Ano Novo, uma coordenadora administrativa da UPA Universitário ingressou com queixa-crime por calúnia e imputação falsa de crime contra o vereador Tiago Vargas (PSD). Ela quer a condenação do parlamentar a pena de até dois anos de reclusão, conforme estabelece o Código Penal.

Ler mais

Motor de Lama: filho de Reinaldo terá acesso a descobertas feitas pela PF em celular

Advogado obteve autorizçaão para saber o que o MPE conseguiu descobrir a partir da perícia em seu celular (Foto: Arquivo)

O advogado Rodrigo Souza e Silva, filho do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), terá acesso ao que os peritos descobriram a partir da perícia no telefone celular. O aparelho foi apreendido na Operação Motor de Lama, denominação da 7ª fase da Lama Asfáltica, que apura o desvio milionário e o pagamento de propinas no Departamento Estadual de Trânsito.

Ler mais

MPE aponta oito provas robustas e apela ao TJ para condenar Giroto pelo desvio de R$ 6,3 mi

Para promotor, ex-secretário deve ser condenado porque há provas robustas e irrefutáveis do desvio (Foto: Arquivo)

O Ministério Público Estadual apontou oito provas “robustas e suficientes” para pedir a condenação do ex-secretário estadual de Obras, Edson Giroto, e mais cinco pelo desvio de R$ 6,307 milhões nas obras de manutenção da MS-184. O órgão recorreu ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul contra a absolvição do sexteto pelos crimes de peculato e falsidade ideológica.

Ler mais

Juiz marca 2º julgamento de deputado por organização criminosa e obstrução de justiça

Jamilson pediu absolvição sumária mas pedido foi negado pelo juiz que marcou audiência de julgamento a partir de outubro (Foto: Arquivo)

O juiz Roberto Ferreira Filho, da 1ª Vara Crimina de Campo Grande, marcou para novembro deste ano o segundo julgamento do deputado estadual Jamilson Lopes Name (PSDB) e do empresário Jamil Name Filho por organização criminosa e obstrução de Justiça. Preso como traficante ostentação e responsável pelo bilhete com o suposto plano para matar autoridades, Kauê Vitor Santos da Silva será uma das testemunhas de defesa.

Ler mais

Julgamento de deputado do PSDB e mais 14 por organização criminosa será no final de 2023

Deputado Jamilson alegou inépcia da denúncia e que jogo do bicho pode ser legalizado, mas juiz negou e manteve ação por organização cirminosa e lavagem de dinheiro (Foto: Arquivo)

O juiz Roberto Ferreira Filho, da 1ª Vara Criminal de Campo Grande, marcou para o final de 2023 o julgamento do deputado estadual Jamilson Lopes Name (PSDB), do seu irmão, Jamil Name Filho, e de mais 13 pessoas pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro e contravenção pela exploração do jogo do bicho. A audiência de instrução começará com o depoimento das testemunhas de acusação em 30 de outubro e terminará com o interrogatório dos réus no 13 de dezembro do próximo ano.

Ler mais

Lama Asfáltica: na 1ª sentença, juiz absolve Giroto e mais 5 pelo desvio de R$ 6,3 milhões

Ex-secretário de Obras, Edson Giroto, segue colecionando vitórias na Justiça. Ele já tinha conseguido afastar o juiz Bruno Cezar, da 3ª Vara Federal (Foto: Arquivo)

Na primeira sentença da Operação Lama Asfáltica na Justiça estadual, o juiz Roberto Ferreira Filho apontou “fragilidade” das provas e absolveu o ex-secretário estadual de Obras, Edson Giroto, e mais cinco pelo suposto desvio de R$ 6,307 milhões na obra de manutenção da MS-184 – o valor atualizado seria de R$ 9,889 milhões. Os réus foram inocentados dos crimes de peculato e falsidade ideológica e ficam livres de R$ 19,7 milhões aos cofres públicos.

Ler mais

Juiz absolve advogado, guardas e Jamil Name Filho por ameaças e tentar calar testemunha

Jamil Name Filho foi absolvido das acusações de obstruir investigação por remover documentos e ameaçar testemunhas (Foto: Arquivo)

Sentença do juiz Roberto Ferreira Filho, da 1ª Vara Criminal de Campo Grande, absolveu o empresário Jamil Name Filho, guardas municipais, policiais e o advogado Alexandre Gonçalves Franzoloso da denúncia de obstrução de investigação de organização criminosa. Eles foram acusados de ameaçar testemunhas, impedir delação premiada e remover documentos e armas para dificultar o trabalho da força-tarefa na Operação Omertà.

Ler mais

Em prisão domiciliar, Rei da Fronteira vai continuar monitorado por tornozeleira

O juiz Roberto Ferreira Filho, da 1ª Vara Criminal de Campo Grande, negou pedido da defesa para a retirada da tornozeleira eletrônica do empresário Fahd Jamil, conhecido como Rei da Fronteira. Acusado de chefiar um grupo de extermínio na fronteira e réu por organização criminosa e corrupção, ele permanece em prisão domiciliar, mas poderá receber a visita da filha sem qualquer restrição.

Ler mais

Por unanimidade, STJ nega agravo e não livra André de ação por propina de R$ 25 mi da JBS

André Puccinelli teve nova derrota no STJ ao tentar trancar ação penal na 1ª Vara Criminal (Foto: Arquivo)

Por unanimidade, a 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça negou, em julgamento realizado no dia 8 de março deste ano, agravo de André Puccinelli (MDB) para trancar a ação penal da suposta propina de R$ 25 milhões paga pela JBS. Com mais uma derrota, o ex-governador continua como réu na 1ª Vara Criminal de Campo Grande. Neste processo, ele teve R$ 77,711 milhões bloqueados em setembro de 2020.

Ler mais

Omertà: juiz manda prender policial federal para cumprir pena por munições estrangeiras

Everaldo Monteiro de Assis teve a pena de prestação de serviços substituída pelo regime aberto pelo TJMS (Foto: Arquivo)

A Justiça determinou a prisão do policial federal Everaldo Monteiro de Assis, o Jabá, para iniciar o cumprimento da sentença por porte ilegal de munições estrangeiros. Alvo da primeira fase da Operação Omertá, deflagrada em 27 de setembro de 2019, ele teve a pena elevada pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul para um ano de detenção e um ano de reclusão no regime aberto.

Ler mais
« Older posts

© 2022 O Jacaré

Site desenvolvido por Fernando DiasUp ↑