Autor: Edivaldo Bitencourt

A greve geral de 24 horas, prevista para esta sexta-feira, será a maior da história de Campo Grande. O movimento contra as reformas previdenciária e trabalhista, propostas pelo presidente Michel Temer (PMDB),vai criar um feriado extra na cidade. A paralisação começa na madrugada com a adesão dos motoristas de ônibus, que ameaçam cruzar os braços e deixar os ônibus nas garagens. Só a paralisação do transporte coletivo deve prejudicar cerca de 210 mil passageiros, que são transportados diariamente na Capital.

Leia mais

Assim como as cidades brasileiras, Anastácio enfrenta grave crise financeira, que acarreta falta de medicamentos nas unidades de saúde, ruas tomadas por buracos e entidades assistenciais na pindaíba. Mesmo com todos esses problemas, a prefeitura pretendia torrar dinheiro público na tradicional Festa da Farinha, evento para divulgar a cultura nordestina e a colônia Pulador, famosa pela produção de mandioca.

Leia mais

Contratados para zelar pelo cumprimento da lei, os promotores e procuradores de Justiça ignoram a determinação constitucional de receber, no máximo, o salário pago ao governador do Estado, de R$ 30.471,11. Levantamento no Portal da Transparência do MPE (Ministério Público Estadual) revela que todos os 206 promotores e procuradores de Justiça recebem acima deste valor. No mês passado, houve supersalário de R$ 56,9 mil. Se você achou muito, houve desembolso maior, de R$ 94,2 mil para um procurador que estava de férias.

Leia mais