Time foi fundado em 21 de agosto de 1938 por operários da construção civil

Apaixonado, fanático e torcedor há 30 anos do Operário Futebol Clube,  o aposentado Vicente de Goes Sena, 61 anos, entrou na Justiça para cobrar dívida de R$ 232.419 do Galo. Na ação de cobrança, foram anexadas duas confissões de dívida em que o clube de futebol reconhece os débitos de R$ 151 mil e R$ 15 mil (essa quantia para pagamento de um atleta). Atualizada, a dívida supera os R$ 200 mil.

Campeão estadual em 2018, o Operário pagaria as parcelas com o dinheiro que receberia pela classificação na Copa do Brasil, calculada em mais de R$ 500 mil. No entanto, o pagamento não veio e Vicente foi diagnosticado com câncer no esôfago. A doença o impossibilitou de continuar complementando a renda com o trabalho de mecânico de caminhões.

Veja mais:

“Feminismo não é só necessário, mas imprescindível”, afirma advogada sobre caso Robinho

O juiz Paulo Afonso de Oliveira, da 2ª Vara de Execução de Título Extrajudicial de Campo Grande, determinou pagamento em três dias. A determinação foi dada em novembro do ano passado. Se a divida não for paga, a Justiça vai mandar penhorar os bens do clube de futebol.

Em sua página na internet, o Operário divulgou relatório de auditoria datada de dezembro de 2019. O documento mostra as incertezas financeiras do Galo. Nos créditos a receber, é citado o valor de R$ 703.603 a ser pago por  associados, “contudo não evidências de que os valores sejam recebíveis e, por falta de controle da ficha financeira individual dos associados, não foi possível a auditoria validar os saldos contabilizados em 31.12.2018”.

No ano passado, o Operário fez ação promocional do aniversário de 82 anos e sorteou um Fusca. A mobilização arrecadou R$ 12 mil. Conforme divulgado pelo clube, a arrecadação líquida, descontando as taxas bancárias, ficou em R$ 10.233,40, sobrando o valor de R$ 1.766,60.

O Galo foi fundado em 21 de agosto de 1938 por operários da construção civil. Conforme registra em seu site, o clube se profissionalizou na década de 1970, conquistando os primeiros títulos. Depois de boas campanhas nos Campeonatos Brasileiros, o Operário foi considerado pela imprensa e adversários a grande força do futebol do interior do País.