Eleitor deverá levar a própria caneta e usar máscara (Foto: Arquivo/G1/MS)

Pesquisa do Ibrape mostra que 25% dos eleitores de Campo Grande podem deixar de votar nas eleições deste ano por medo do coronavírus. No entanto, para evitar o contágio durante a votação, o Tribunal Superior Eleitoral adotou 13 medidas no primeiro turno, previsto para o dia 15 de novembro deste ano.

Conforme o levantamento com 584 eleitores, entre os dias 19 e 22 deste mês, 68% dos campo-grandenses não pretendem deixar de votar por causa da pandemia da covid-19. Por outro lado, 150 mil eleitores (25%) cogitam deixar de votar em prefeito e vereador por causa do medo de contrair a doença.

Veja mais:

Marquinhos tem 43%, enquanto quatro candidatos disputam segundo lugar, diz Ranking
Ibope aponta Marquinhos com 41%, seguido por Harfouche, Kemp e delegada Sidnéia

O instituto questionou se o eleitor se sente seguro para participar do pleito. 41% responderam que se sentem um pouco seguro, enquanto 26% estão seguro para participar das eleições. No entanto, 30% não se sentem nada seguro para votar no próximo dia 15.

Para 34%, votar será arriscado nas eleições deste ano. Contudo, a maioria, 61%, não acha arriscado. O Ibrape também apontou que 69% sabem a data correta do primeiro turno, que foi adiado do primeiro domingo de outubro para o dia 15 de novembro por causa da pandemia. 25% dos eleitores erraram o dia da votação. O segundo turno está previsto para o dia 29 de novembro.

Além disso, outras medidas foram adotadas, como ampliar o horário da votação, das 7h às 17h. Antes, o eleitor só podia votar das 8h às 17h.

O TSE definiu que os idosos com mais de 60 anos terão preferência para votar das 7h às 10h. Os demais eleitores não serão proibidos, mas são aconselhados a comparecer a partir das 10h. Cada cidadão deverá levar a sua própria caneta. O uso de máscara é obrigatório.

Confira as 13 medidas adotas para evitar o contágio no dia da votação:

  • 1) Das 7h às 10h, o horário de votação será preferencial para pessoas com 60 anos ou mais. Os demais eleitores não serão proibidos de votar neste horário, mas deverão, se possível, comparecer a partir das 10h. A votação será encerrada às 17h.
  • 2) O local de votação deve ser consultado antes de sair de casa, pois algumas seções foram alteradas. O endereço da seção eleitoral deve ser consultado pelo aplicativo e-Título, na opção onde votar (Google Play ou na App Store), ou no portal do TSE.
  • 3) O uso de máscara será obrigatório nos locais de votação. O eleitor deverá manter distância de um metro de outras pessoas nas filas e evitar contato físico.
  • 4) Será proibido comer, beber ou fazer qualquer atividade que exija a retirada da máscara dentro dos locais de votação.
  • 5) Cada eleitor deverá levar sua própria caneta para assinar o caderno de votação.
  • 6) Anote antes os nomes e os números dos candidatos para votar o mais rápido possível.
  • 7) O eleitor deve evitar levar crianças ou acompanhantes para o local de votação.
  • 8) Todas as seções eleitorais terão álcool gel para uso dos eleitores antes e depois da votação.
  • 9) Os mesários usarão máscaras, face shield (protetor facial) e álcool gel para proteção individual. As máscaras descartáveis deverão ser trocadas a cada quatro horas, e o face shield deverá ser utilizado durante todo o tempo.
  • 10) O eleitor deverá se posicionar a um metro da mesa e esticar os braços para apresentar o documento. Se for necessário, o mesário pedirá que o eleitor dê dois passos para trás e abaixe rapidamente a máscara.
  • 11) O mesário vai ler em voz alta o nome do eleitor. Se estiver correto, o eleitor deve limpar as mãos com álcool gel e assinar o caderno de votação.
  • 12) Se o eleitor não levar a própria caneta, será necessário borrifar álcool na caneta de uso comum após o uso de cada eleitor.
  • 13) Quando a urna for liberada, o eleitor seguirá para a cabine de votação e digitará os números de seus candidatos. Após votar, deverá limpar novamente as mãos com álcool gel e sair da seção.