Após confirmar a contaminação pelo Sars-Cov-2, Donald Trump passou a ser monitorado pelos serviços médicos da Casa Branca, apresentou sintomas leves, como cansaço e febre. Ele foi levado para um hospital militar por medidas de precaução. Os medicamentos utilizados para a recuperação de Trump incluem a dexametasona, o antiviral remdesivir e plasma de pacientes recuperados.

As informações foram repassadas pela CNN Internacional. No rol de medicamentos não consta a cloroquina, largamente defendida por Trump, mas que foi descartada pela Food and Drug Administration, a autoridade de saúde norte-americana.

Veja mais:

Boletim Covid O Jacaré: vacina começa a ser produzida no Brasil em dezembro

Boletim Covid O Jacaré: países de baixa renda terão acesso a testes rápidos oferecidos pela OMS
Boletim Covid O Jacaré: Papa vê pandemia como oportunidade de reforma mundial

Paraguai tenta administrar pico de casos, previsto para durar mais três semanas

O aumento de contaminações levou o governo a emitir alerta e reavaliar medidas para evitar novos casos. O pico de casos pode demorar ainda três semanas, segundo o Ministério da Saúde. Ainda assim, o governo considera a abertura gradativa da atividade econômica como forma de reduzir a crise que atinge o país. Ações educativas serão reformadas na tentativa de conscientizar a população a prevenir-se contra a doença, que já matou 869 pessoas no Paraguai.

Itália registra 2.499 infecções em 24 horas e já soma 120.301 casos de covid

A quantidade de infecções está crescendo na Itália e preocupa o governo. Em vários locais já é obrigatório o uso de máscaras ao ar livre como medida de contenção covid-19. O governo instrui a população a cumprir a quarentena, considerando que a quantidade de pessoas hospitalizadas voltou a crescer. São 2.846 internados, sendo 254 nos cuidados intensivos.

Paris está no limite e avalia fechar novamente bares e restaurantes

A medida foi admitida pelo ministro da Saúde, Olivier Véran, que afirma haver três critérios para um recuo no funcionamento de locais públicos, todos eles foram atingidos em Paris. Os critérios utilizados são, número de novas infecções de 263 por 100 mil habitantes com menos de 65 anos; até 105 para pessoas acima de 65 anos e 30% de ocupação dos leitos de terapia intensiva. A situação é considerada drástica, principalmente, nos subúrbios de Paris e, no domingo, o governo vai reavaliar a situação com representantes locais, com a possibilidade da retomada das medidas drásticas, como o fechamento de bares e restaurantes.

Fazemos o boletim covid-19 porque:

Em dezembro de 2019, as autoridades de chinesas de informaram a OMS (Organização mundial de Saúde) sobre o surto de uma nova doença, que foi nomeada posteriormente de covid-19. Em 11 de março, a OMS anunciou que as infecções atingiam proporções epidêmicas. Os dados sobre casos e mortes são fornecidos pela Universidade Johns Hopkins, mas podem não representar a totalidade por conta da subnotificação registrada em muitos países, como o Brasil, que mudou a sistemática de divulgação dos indicadores relativos à covid-19.

Quer ajudar a fazer o boletim covid-19 do Jacaré? Mande sua dúvida que vamos responder

Há muitas dúvidas sobre a pandemia e vamos buscar respostas oficiais para os leitores de O Jacaré. Para participar basta mandar uma mensagem para o e-mail: sandraluz.ojacare@gmail.com que vamos buscar os canais competentes para oferecer a resposta. As perguntas podem ser enviadas até a manhã de quinta-feira. Alertamos que não serão consideradas ofensas aos nossos colaboradores e jornalistas. Ameaças serão devidamente reportadas às autoridades.