Marquinhos é aprovado por 55,3%, enquanto Reinaldo por 41,9% na Capital, diz Paraná Pesquisa (Foto: Arquivo)

Levantamento do Instituto Paraná Pesquisa mostra que o campo-grandense aprova as gestões do prefeito Marquinhos Trad (PSD), do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Medidas impopulares e denúncias de corrupção não comprometem a imagem dos políticos na Capital.

No primeiro mandato e candidato à reeleição em 2020, Marquinhos tem a maior aprovação. De acordo com o Paraná Pesquisas, 55,3% consideram a gestão do prefeito ótima (14,6% ou boa (40,7%). Outros 31% o avaliam como regular, enquanto 12,1% classificam como ruim (4,8%) e regular (7,3%).

Veja mais:

Popularidade de Bolsonaro cresce com ataques e supera a de Reinaldo, diz Ranking

100 dias: medidas amargas e denúncias não abalam Reinaldo, mas Bolsonaro sofre desgaste

Prejuízo na Vostok fez falta para MS, poderia evitar reajuste de 40% no IPVA e ativar hospital

No geral, a aprovação da gestão de Marquinhos é de 72,8%, enquanto 22,3% a desaprovam. Entre os homens, o índice de aprovação chega a 74,1%, enquanto as mulheres, 71,8%. Por escolaridade, 77,4% dos eleitores com ensino fundamental aprovam Marquinhos, enquanto 70,3% daqueles com ensino superior.

Veja a pesquisa

O levantamento mostra que o prefeito deve chegar forte nas eleições de 2020. A oposição vai ter que suar a camisa, considerando-se, é claro, os números do levantamento feito com 810 eleitores entre os dias 23 e 27 de outubro. A margem de erro é de 3,5%.

Bolsonaro continua com a popularidade em alta em Campo Grande, contrariando a avaliação feita pelos eleitores nos demais estados. De acordo com o instituto, 44,5% o consideram ótimo (15,2%) e bom (29,3%), enquanto 26,5% apontam como regular. Conforme o levantamento, 27% consideram a gestão do capitão como ruim (7,9%) e péssima (19,1%).

No geral, a aprovação de Bolsonaro é de 58,1%, enquanto a reprovação, de 37,7%. O eleitorado com nível superior é mais simpático ao presidente, com 61,3% aprovando a sua gestão, enquanto só 34,8% desaprovam.

Confira os índices

GestorÓtimaBoaRegularRuimPéssima
Marquinhos Trad (PSD)14,60%40,70%31%4,80%7,30%
Jair Bolsonaro (PSL)15,20%29,30%26,50%7,90%19,10%
Reinaldo Azambuja (PSDB)9,10%32,80%35,10%10,20%10,70%

Entre os eleitores com nível fundamental, a desaprovação do presidente chega a 50,2%, contra 45,4% que o desaprovam. Um dos motivos podem ser as medidas adotadas pelo presidente, como o fim da política de ganho real do salário mínimo e o fim do programa Médico Para Todos.

Já a gestão de Reinaldo é aprovada por 41,9%, sendo 9,1% a consideram ótima e 32,8%, boa. Outros 35,1% avaliam como regular. Para 20,9%, a gestão tucana é ruim (10,2%) ou péssima (10,7%).

No geral, 57,3% aprovam a gestão de Reinaldo, apesar do congelamento do salário do funcionalismo público e aumento de 16,37% no próprio salário do governador e secretários; da redução de 32,5% nos salários dos professores; a não compra de kits escolares; da denúncia do suposto pagamento de propina de R$ 67,7 milhões pela JBS em troca de incentivos fiscais.

Nem a aceitação da denúncia contra o advogado Rodrigo Souza e Silva, filho de Reinaldo, por contratar uma quadrilha para roubar a propina de R$ 300 mil de Polaco abalou a popularidade do tucano na Capital, onde supostamente o eleitorado é mais crítico.

A aprovação de Reinaldo é maior entre os eleitores com ensino fundamental, onde atinge 62%, contra a desaprovação de 30%. Ele também é bem avaliado na população com nível médio, onde aprovação é de 59,7%, contra desaprovação de 30,1%.

Já entre os eleitores com nível superior, o tucano é reprovado por 44,5%, maior índice. No entanto, a maioria, 50%, ainda aprova o estilo de Reinaldo Azambuja governar.

O levantamento apenas serve para o eleitor ter noção da popularidade dos governantes, sempre considerando que o índice varia de um instituto para outro.

Bolsonaro segue em alta entre os eleitores da Capital, principalmente, de nível superior (Foto: Arquivo)