MS

Em disputa embolada pela OAB: Rachel cresce 10,91% e Bitto sobe 4,86%, segundo Ipems

Em 30 dias, segundo Ipems, Rachel subiu 7,4 pontos percentuais, contra 2,39% de Bitto (Foto: Arquivo)

Pesquisa do Ipems mostra disputa acirrada pela presidência da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil, seccional de Mato Grosso do Sul). Bitto Pereira, lidera com 42,33%, contra 36,81% de Rachel Magrini. Como a margem de erro é de 4,31%, eles estão empatados tecnicamente. A candidata de oposição cresceu 10,91 pontos percentuais em cinco meses, enquanto o representante da situação subiu 4,86% no mesmo período.

Conforme o levantamento divulgado pelo Correio do Estado, a advogada Giselle Marques tem 5,63%. Os indecisos somam 11,91%, enquanto 3,32% pretendem votar nulo ou branco. O Ipems ouviu 517 advogados e advogadas em 22 subseções da OAB/MS entre os dias 4 e 6 deste mês. O intervalo de confiança é de 95%.

Veja mais:

Rachel e Giselle lutam para fazer história; Bitto tenta emplacar 3º mandato de grupo na OAB

Primeira mulher a presidir OAB, Elenice fez história e participou grandes momentos do Brasil

Rachel Magrini sobe e chega a 40% na disputa pela OAB, contra 34% do candidato da situação

Rachel Magrini teve o maior crescimento em cinco meses, conforme o Ipems. A candidata de oposição passou de 25,83%, em maio deste ano, para 29,41%, no mês passado. Agora, ela tem 36,81%. No mesmo período, Bitto passou de 37,47%, há cinco meses, para 39,94% em setembro. Hoje, o candidato da situação tem 42,33%. Em 30 dias, a candidata de oposição subiu 7,4 pontos percentuais, contra 2,39 de Bitto.

Já a candidata Giselle, que deverá registrar a chapa nesta quinta-feira (14), passou de 10,51% em maio para 5,63% neste mês. O levantamento do Ipems foi registrado na OAB-MS sob o protocolo de número 180950/2021.

Considerando-se a margem de erro, Bitto pode ter entre 38,02% e 46,63%, enquanto Rachel fica entre 32,50% e 41,12%. A terceira candidata entre 1,32% e 9,94%.

Outros dois institutos apontaram vantagem numérica de Rachel no mês passado. O IPR apontou Rachel com 40%, contra 34,25% de Bitto e 2,5% de Giselle. O levantamento foi divulgado pelo Campo Grande News.

Já no levantamento do ITOP, divulgado pelo TopMídiaNews, Rachel tem 33%, contra 31% de Bitto e 4%, de Giselle. A disputa também está embolada com pequena vantagem numérica para a candidata de oposição.

Na última eleição da OAB/MS, pesquisa do Ipems apontou a reeleição do atual presidente da OAB/MS, Mansour Elias Karmouche, com 44%, Jully Heyder com 26,12% e Rachel com 12,53% (veja aqui). Abertas as urnas, Rachel Magrini obteve 26,56% dos votos, muito além da margem de erro de 6,6 pontos percentuais para mais ou menos.

A eleição da OAB/MS será no dia 19 de novembro.

Compartilhar
Publicado por
Edivaldo Bitencourt

Posts recentes

  • Opinião

Democracia não é perfeita, mas tem qualidades que não existem na ditadura, diz jornalista

No artigo “A democracia e o autoritarismo”, o jornalista e filósofo Mário Pinheiro destaca que… Ler mais

27/11/2021
  • MS

Com ameaça de nova onda da covid-19, Marquinhos cancela carnaval pelo 2º ano consecutivo

Prefeito anunciou o cancelamento do carnaval de rua em 2022 na Capital (Foto: Divulgação) Com… Ler mais

26/11/2021
  • MS

Jornais ignoram denúncias de corrupção, mas ficam “chocados” com dança de vereador

Vereador causou perplexidade em alguns jornais ao dançar no plenário da Câmara. O que faz… Ler mais

26/11/2021
  • MS

Corregedora de Justiça cobra agilidade de TJ nas sindicâncias contra juiz por venda de sentença

Ministra determinou que Lós envie procedimento contra juiz Aldo Ferreira, que começou há três anos,… Ler mais

26/11/2021
  • MS

André diz que Reinaldo seguiu exemplo, mas MPE insiste na condenação por adesivar ônibus

Puccinelli diz que atual governador também colocou adesivos com slogan do Estado porque não há… Ler mais

26/11/2021
  • MS

Mandetta desiste de disputar presidência e MDB diz que oficializa Simone em dezembro

MDB diz que oficializar pré-candidatura de Simone à presidência no início de dezembro (Foto: :… Ler mais

25/11/2021

This website uses cookies.